Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Serviços > Treinamento em Telemarketing - primeira fase

Treinamento em Telemarketing - primeira fase

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Serviços
Comentários: 1
Treinamento em Telemarketing - primeira fase

As primeiras empresas que implantaram o setor de telemarketing obtiveram lucros e ganharam visibilidade. Com isso, outras empresas seguiram o mesmo caminho, até que atualmente tornou-se um departamento indispensável para as operadoras de telefonia, cartão de crédito, venda de produtos em geral, cobrança, bancos, distribuidoras de água e energia elétrica, pedidos de doação filantrópica, entre outros.

O fato é que vagas para contratação de Operadores de Telemarketing formam a grande maioria das ofertas de emprego que encontramos nos principais classificados.

Trabalhar como Operador de Telemarketing tem muitas vantagens, a começar pelas exigências que não são muitas. Basicamente os pré-requisitos são; ter o ensino médio (antigo 2° grau) e curso de operador. Algumas empresas até contratam na qualidade de estagiário, ideal para quem ainda está cursando o colegial.
Outra vantagem é a jornada de meio período de trabalho, são 06:00 horas, a desvantagem é que não tem hora para almoço, a pausa é para lanchar.

Para concorrer às vagas de telemarketing, é fundamental ter boa dicção e fluência verbal, mas não é nada que não esteja ao alcance de todos, é apenas uma questão de treinamento.

Para começar, livre-se ao máximo das gírias. Por mais que pense ter controle sobre o que fala, o hábito de pronunciar esses termos entrará na conversa quando menos esperar. Empresas que monitoram a conversação entre funcionário e cliente visam manter um padrão de linguagem e o operador pode receber advertência ou ser demitido.

Para se adaptar sem sacrifícios, leia mais e crie um sistema de programação mental da seguinte forma: por uma hora não pronunciará gírias, depois por duas e assim por diante.

Palavras e termos como, legal, bacana, ok, valeu, tá certo, beleza, morreu, seu nome está sujo. O que você quer? Devem ser banidas do vocabulário e podem ser substituídas pelas seguintes expressões: Perfeito. Por favor, aguarde um momento. Estamos verificando. Consta restrição de crédito em seu nome. Em que posso ajudar?

É importante ter atenção ao tratamento com o cliente, sempre se dirigir como senhor, senhora, mesmo que o cliente pareça uma pessoa jovem e para se assegurar, pergunte ao supervisor da empresa se caso um cliente queira ser tratado como “você”, se é permitido pelo regime da firma.

Continuaremos esse estudo em breve.
Boa sorte!


Sílvia Baptista

Título: Treinamento em Telemarketing - primeira fase

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 0

775 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    30-05-2014 às 00:56:48

    Uma equipe bem treinada pode fazer muito pela empresa e clientes. É muito necessária fazer esse tipo de treinamento em telemarketing. Adorei!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Treinamento em Telemarketing - primeira fase

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Superstições Náuticas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Barcos
Superstições Náuticas\"Rua
Todos temos as nossas manias e superstições. Não que se trate de comportamentos compulsivos, mas a realidade é que mesmo para quem diz que não liga nenhuma a estas coisas, as superstições acompanham-nos.

Passar por baixo de uma escada, deixar a tesoura, uma porta de um armário ou uma gaveta aberta ou até deixar os sapatos em posição oposta ao correcto, são das superstições mais comuns. As Sextas-feiras 13 também criam alguma confusão a muita gente, mas muitos são os que já festejam e brincam com a data.

Somos assim mesmo, supersticiosos, uns mais do que outros, mas é uma essência que carregamos, mesmo que de forma inconsciente.

Existem no entanto profissões que carregam mitos mais assustadores do que outros, e por exemplos muitos actores não entram em palco sem mandar um “miminho” uns aos outros.

Caso de superstição de marinheiro é dos mais sérios e se julga que se trata só de casos vistos em filmes de piratas, desengane-se. Os marinheiros dos dias de hoje carregam superstições tão carregadas de emoção quanto os de outros tempos.

Umas mais caricatas do que outras, as superstições contam histórias e truques. Por exemplo, contra tempestades, muitos marinheiros colam uma moeda no mastro dos navios.

Tal como fazem os actores, desejar boa sorte a um marinheiro antes de embarcar, também não é boa ideia. Os miminhos dados antes de entrar em palco também servem para o efeito.

Dar um novo nome a um barco é uma péssima ideia para um marinheiro. Dizem que muitos há que não navegam em barcos rebaptizados.

Lembra-se que os piratas de outros tempos utilizavam brincos? Pois isto faz parte de uma superstição. Dizem que os brincos evitam que se afoguem.

Entrar com um pé direito na embarcação é sinal de bons ventos. Tal como acontece com muitos de nós, os marinheiros também não gostam de entrar de pé esquerdo.

Já desde remotos tempos se dia que assobiar traz tempestades. Ora aqui está um mote dos marinheiros, pelo que se assobiar numa embarcação, arrisca-se a ter chatices com o marinheiro.

Verdades ou mentiras, as superstições existem e se manter os seus próprios mitos acalma um marinheiro, então que assim seja. Venham as superstições náuticas que cá estamos para as ouvir.

Já agora uma curiosidade ainda maior. Dizem que se tocar a gola de um marinheiro passará a ter sorte. Será verdade ou foi um marinheiro que inventou?

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Superstições Náuticas

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 06:39:27

    Não acredito em superstições de forma alguma.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios