Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Serviços > O associativismo na educação

O associativismo na educação

Categoria: Serviços
Visitas: 14
Comentários: 1
O associativismo na educação

Todos nós reconhecemos que a formação dos indivíduos é peça fundamental para alcançar bons resultados futuros, pois uma força de trabalho com formação desempenha melhor as tarefas que uma população quase analfabeta, devido a ter conhecimento para utilizar um sem número de técnicas que alguém sem formação não consegue, contudo será que o conhecimento que é leccionado nas instituições de ensino não deve ser complementado? A resposta é de certo afirmativa, pois passar o conhecimento à prática é algo muito importante. Agora onde e como pode ser adquirido esse tipo de complemento é uma questão muito pertinente que se coloca.

Os jovens que frequentam o ensino secundário e as faculdades, dia após dia estudam fundamentos teóricos, complementados com aulas práticas em que se aplica a apenas a teoria e se verifica a sua veracidade, contudo isto deixa-os distanciados do mundo real onde nem sempre a teoria é tão linear como vem nos manuais. Aqui surge o papel do associativismo como complemento do ensino, através do referido é possível ter a primeira experiência de como lidar com o mundo usando as “armas” de que se dispõem, os conhecimentos adquiridos, e verificando a sua utilidade no mundo real.

O associativismo proporciona aos jovens um “crescimento” mais acelerado, um ganho de experiência e um alargar dos horizontes permitindo enquadrar a sua área de estudo ou trabalho no mundo em geral, criando uma capacidade de abstracção que permite identificar oportunidades mais facilmente que outrora e agarra-las com a certeza de que estão reunidos todos os factores críticos de sucesso para brilhar. Por outro lado o associativismo permite que a “massa cinzenta” chegue às empresas já com um certo “calo” que facilita os processos de integração reduzindo assim perdas de tempo e permitindo desfrutar de ganhos derivados de alguma experiência acumulada adquirida nas actividades desempenhadas na vida académica.

Concluindo, não deixando de dar importância à formação teórica, que é a base para tudo o resto, a componente prática que permita uma interacção com o mundo fora das instituições de ensino, aquele com que vão lidar quando terminarem os estudos, é muito importante e revela desde logo um traço da personalidade de um indivíduo, revelando empenho, disponibilidade e espírito de sacrifício e de trabalho, características que são fulcrais para o tecido empresarial florescer e se intensificar viávelmente ao longo do tempo.

Vitor Costa

Título: O associativismo na educação

Autor: Vitor Costa (todos os textos)

Visitas: 14

807 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    31-05-2014 às 03:52:31

    É bom isso pelo fato de usufruir de alguns benefícios. O associativismo na educação pode ajudar bastante o graduado logo que sai da universidade.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - O associativismo na educação

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Jardinagem Fonte de Vida

Ler próximo texto...

Tema: Bricolage Jardim
Jardinagem Fonte de Vida\"Rua
A jardinagem é conhecida há anos como uma forma de emprego que possibilita a muitos uma renda familiar mensal. A jardinagem também pode ser artística onde a arte do profissional é aplicada. A jardinagem pode ser de inúmeras formas conhecida e exercida, trazendo benefícios imensuráveis a aqueles que dela são adeptos.

Muito mais que fonte de renda ou arte a jardinagem é uma fonte de inúmeros beneficio a vida do ser humano, fonte de alegria, relaxamento e distração. E por ser uma atividade tão simples não é difícil de ser realizada. A jardinagem é por si só fonte de vida, fonte de aprendizado e principalmente fonte de intimidade do ser humano.

Ser adepto da jardinagem não é somente revirar terra, ser adepto da jardinagem é decisão de vida que transforma seu dia-a-dia mudando a rotina de dias estressantes e cansativos.

Ao olhar de muitos a tarefa possa parecer penosa, cansativa e até chata, mais somente estando envolvido na jardinagem para perceber que muito mais ter um corpo cansado após a tarefa, você na verdade descansa seu corpo sua mente e seu espírito da agitação do dia-a-dia.

Alguns minutos dedicados à jardinagem são o suficiente para inibir grande carga emocional e física do nosso dia-a-dia, e proporcionando uma energia a mais para os próximos dias.

A jardinagem pode ser realizada de varias formas simples que vão trazer todos estes benefícios a sua vida e não são necessários grandes investimentos ou mudança radical da sua rotina de vida ou qualquer outra mudança que você possa imaginar. Na verdade as maiores mudanças são comportamentais e só depende de você.

Para detalhar um pouco o que você poderá fazer com alguns minutos dedicados à jardinagem você irá perceber que não há nenhuma dificuldade em realizar esta tarefa.

Com um mínimo de espaço você pode cultivar plantas simples, em vasos pequenos que não irão ocupar espaço e serão na verdade uma linda forma de ornamentar sua casa.

Você poderá cultivar uma espécie de planta conhecida como:
- Rosa de pedra

É uma suculenta, planta que armazena água nas folhas e caules, que tem o formato parecido com o de uma rosa. É muito usada para fazer arranjos em vasos com outras suculentas e cactos. Deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Não tolera muito sol.

E você vai perceber que se dedicar alguns minutos a jardinagem é muito bom para você, os resultados não tem como ser calculados, somente há possibilidade de experimentar o quanto bom é o resultado final.

Então não espere muito é dedique-se um tempo a descobrir o quanto é bom a jardinagem para sua vida.

Pesquisar mais textos:

Rodrigo Junio Ferreira

Título:Jardinagem Fonte de Vida

Autor:Rodrigo Junio Ferreira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:43:33

    É tão gratificante nós mesmos realizarmos a jardinagem. Essa atividade relaxa, gera prazer e o resultado nos deixa muito felizes. Vale a pena!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios