Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Sonhos - O que nos dizem

Sonhos - O que nos dizem

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 2
Sonhos - O que nos dizem

Os sonhos funcionam como porta para uma outra dimensão da nossa mente. Há quem diga ‘sonhar é dormir’, mas ainda há muito por descobrir sobre aquilo que sonhamos e o que isso significa. Dentro de nossa mente parece existir um escritor de contos e enredos que na hora do nosso descanso têm início e são, por vezes, interrompidos pelo nosso despertar.

Mesmo os mais céticos certamente já tiveram um sonho que os intrigou de forma a levá-los a pensar sobre o significado que teria. Pode acontecer de ter um sonho que resolva a sua vida que promova o seu negócio. Para isto acontecer a primeira coisa que deve fazer é abrir a sua mente. Mesmo não acreditando, disponha-se ao sonho e não duvide do seu poder. Através dele pode receber mensagens sobre o seu futuro, mistérios podem ser-lhe revelados e você pode ignorar informações importantes. Nada lhe é dito numa linguagem comum, mas tudo lhe será mostrado… acredite ou duvide se conseguir!

Enquanto trabalhamos o nosso cérebro não para, procuramos soluções, buscamos respostas, tentamos pôr em prática invenções revolucionárias, procuramos soluções, lucros, garantias, respostas,… e temos família, compromissos, filhos, horários a cumprir, reuniões,… Tudo isto roda e ocupa espaço na nossa mente e por vezes bloqueia-a! É natural que, quando abandonamos o nosso local de trabalho, o nosso cérebro não pare. Nesta algazarra sem fim a nossa mente vai e volta sem parar. Enquanto dormimos o nosso cérebro roda em torno das nossas dúvidas e questões que não saíram da nossa mente enquanto estávamos ainda a tentar adormecer.

Claro que, toda esta atividade tem efeitos durante o nosso sono e esse efeito manifesta-se através dos sonhos. É comum acontecer, quando alguém se deita e adormece com dúvidas e problemas sonhar com algo decisivo. Há casos em que as soluções visualizadas nos sonhos não seriam tão boas se estivesse pensando acordado em vez de estar a sonhar.

Esta parte da nossa mente é ainda uma incógnita muito grande. Se cada um tentar conhecer um pouco de si, será benéfico mesmo em questões de saúde. Muitas depressões e problemas de ansiedade podem ser resolvidos se escutar a sua voz interior, o seu ‘eu’ que anseia comunicar consigo e ser ouvido!


Rua Direita

Título: Sonhos - O que nos dizem

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLARISSA

    13-03-2017 às 19:16:36

    GOTEI MUITO DO TEXTO E PIQUENO EU TOL FAZEDO TRA BALHO SO BRE ELI

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    16-09-2012 às 21:06:44

    Ainda que pululem, mesmo hoje, os livros sobre sonhos e manuais que ensinam a decifrar o significado dos mesmos, através de elementos simbólicos presentes em cada um ou recorrentes em vários, e apesar de Sigmund Freud ter elaborado toda uma teoria sobre a interpretação dos sonhos, a verdade é que as neurociências indicam que o sonho é totalmente casuístico. Ainda que seja divertido registar um sonho interessante ao acordar, tudo indica que estes nada signifiquem.

    ¬ Responder

Comentários - Sonhos - O que nos dizem

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios