Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Quebre a pedra.. nos rins!

Quebre a pedra.. nos rins!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Comentários: 9
Quebre a pedra.. nos rins!

A litíase renal, vulgo pedra nos rins, representa um problema que poderá vir a afetar cerca de 12% da população mundial. A formação de cálculos (pedras) nos rins é descrita e registada desde tempos imemoriais por médicos que, há cerca de 4000 anos antes de Cristo, já referiam episódios da grave afeção. Durante o século XX, e após o período de depressão económica que se sucedeu à Segunda Guerra Mundial – em que alimentos como carne ou peixe se encontravam racionados –, o número de casos desceu consideravelmente, constatação que parece apontar para uma relação direta do número menor de casos com um menor consumo proteico.

A litíase pode ter origem em diversos fatores, como o sexo (os homens são mais afetados), a raça (a população branca regista maior incidência destes casos), a idade (o problema surge com maior frequência na terceira ou na quarta década de vida), alterações metabólicas, presença de infeções urinárias e tipo de alimentação (o consumo excessivo de sal, cálcio, proteínas e bebidas gaseificadas parece contribuir decisivamente para um aumento dos casos).

Os sintomas incluem cólicas que podem variar de intensidade, entre o quase impercetível e dores agudas fortíssimas, que têm início na região lombar e que gradualmente se propagam até à zona ilíaca; pode também ocorrer hematúria (presença de sangue na urina), bem como vómitos, náuseas e agitação (normalmente associadas à violência das cólicas). O diagnósttico correto deverá ser efeito com recurso a exames de radiodiagnóstico (um RX), a ecografias abdominais e à análise direta da urina. A doença deve ser tratada rapidamente, sob pena de, em casos mais severos, provocar obstrução urinária e pedra consequente do rim.

Para evitar maiores probabilidades da incidência desta doença, deve-se ingerir muita água (2-3 litros), evitar comer-se carne vermelha (cujo teor proteico é dos mais elevados), tomar-se chás específicos (como o célebre quebra-pedra) – apenas em casos já diagnosticados e evitar o consumo de sal e de bebidas gaseificadas.

Quando a doença já se declarou, o seu médico poderá optar, consoante a especificidade do seu caso, por iniciar um tratamento tendo por base a aplicação de ondas eletromagnéticas (método não invasivo que fragmenta a pedra através de ondas que se concentram em torno do rim afetado) ou de raios laser (método apenas utilizado quando os doentes apresentam outras complicações de saúde, como a hipertensão arterial), ou, ainda, uma cirurgia convencional, em que o médico remove completa e diretamente a pedra.

Já sabe: se nunca «experimentou» uma crise, não espere para ver como é. Previna-se, seguindo, acima de tudo, uma alimentação saudável e bem regada (com água, de preferência)!


Isabel Rodrigues

Título: Quebre a pedra.. nos rins!

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 4

779 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 9 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    15-07-2014 às 23:36:10

    Muitas pessoas sofrem de pedra nos rins. Por vezes, tentam ir ao médico para ver como seguir um bom tratamento a fim de tirá-lo. Sempre é bom beber bastante água, isso evitará muito dores indesejáveis e problemas futuros.

    ¬ Responder
  • SORAIASORAIA

    15-05-2012 às 19:26:45

    eu tenho pedra nos rins eu gostaria de saber como eu posso tirar essas pedras porque eu nao aguento mais de tanta dor. ja fazer uns 2anos , eu não tinha, acho que foi devido tomar suplementos , o que eu faço me ajuda ...

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãocristina aparecida

    23-02-2012 às 00:05:14

    EU TENHO CALCULO RENAL E AS MINHAS CRISES SAO COM MUITA FREQUENCIA E DORES ORIVEIS.MEUS BRASOS VIVEN FURADOS MEU ESTOMAGO JA ESTA PREJUTICADO NAO SEI OQUE FAZER

    ¬ Responder
  • paulo roberto

    06-02-2012 às 14:30:46

    jesus me curou de pedra no rim ,voce cre.

    ¬ Responder
  • ricardoricardo

    21-06-2012 às 22:53:16

    claro k sim deus tem poder para tudo !!!

    ¬ Responder
  • RodrigoRodrigo

    31-05-2011 às 13:26:07

    Tenho calculo a de 8 anos, fiz varias vezes LECO, foram de grande valia, porem nao estão mais surgindo efeito, agora vou fazer uma PERCUTANEA, eh o unico jeito de tira-la.

    mas tomei varios remedios q ajudaram a diminuir meus calculo tais como: NQI, ROVATINEX, DISSOL,HIDROXIDO DE POTASSIO.. entre "n" chás...

    uma dica.. previna-se.. eh o melhor remedio... foi o q eu nao fiz!!! diminua condimentos, catchup eh o pior!!! sal, carne vermelha, refrigerante.. enfim produtos industrializados!!




    daki 3 semanas conto como foi a cirurgia!

    abraço.

    ¬ Responder
  • Marisa TerezinhaMarisa Terezinha

    29-12-2010 às 15:03:46

    Meu neto tem 13 anos e tem problema de rim,o médico disse que o organismo dele é um reprodutor de pedras e tbém estava com sangue na urina,a médica passou a dieta tirando carne e seus derivados,refrigerantes,enlatados,presunto,sal.Meu neto não sente dor nenhuma,ele tem esse problema desde os 5 anos de idade.envie uma resposta em meu e-mail.Obrigada

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoÉter

    24-03-2010 às 15:56:46

    @jaco william bareto
    Tem que beber muita agua! à volta de 1.5l ou 2l no mínimo. mas tem que que consultar o médico pois só ele sabe qual o tratamento mais indicado para si.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãojaco william bareto

    24-03-2010 às 14:11:42

    eu tenho pedra nos rins eu gostaria de saber como eu posso tirar essas pedras porque eu nao aguento de tanta dor

    ¬ Responder

Comentários - Quebre a pedra.. nos rins!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios