Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Prisão de ventre e suas causas

Prisão de ventre e suas causas

Categoria: Saúde
Visitas: 30
Comentários: 1
Prisão de ventre e suas causas

A hérnia inguinal se deve a uma projeção do intestino em uma região do abdômen que não apresente resistência muscular, causando sua elevação. Ela é conhecida como inguinal por que ocorre justamente no canal inguinal, que é uma abertura triangular entre as camadas de músculo do abdômen, na região da virilha. A gravidez e a obesidade, e o esforço ao pegar peso e ao evacuar podem, fazer com que o intestino seja empurrado para o canal inguinal, causando a elevação da região da virilha e, em alguns casos, aparada parcial ou total no funcionamento do intestino. O principal tratamento para a hérnia inguinal é o procedimento cirúrgico, que prepara a abertura muscular.

Pólipos colônicos: são pequenas elevações que se formam na mucosa do intestino. Normalmente, os pólipos são benignos, ou seja, não evoluem para tumores. Porém, alguns tipos, geralmente os de tamanhos bem maiores, podem vir a se transformar em câncer. Estes estão sujeitos a desenvolver a pessoas que tenha idade acima de 50 anos, que tenham casos do problema na família, e que adotem hábitos de vida incorretos, como alimentações gordurosas consomem de álcool e cigarro e sedentarismo, alem de peso corporal elevado. A grande parte dos pólipos pequenos não apresenta sintomas, por isso, muitas vezes o problema só é identificado em exames específicos do intestino. Entretanto, alguns podem desencadear sangramento pelo ânus, diarréia ou constipação por mais de uma semana e sangue nas fezes. O tratamento pode ser feito com a remoção dos pólipos e a prevenção consiste em adotar hábitos saudáveis.

Quando acontece o contrario a diarréia ocorre com resultados de infecções, intolerância alimentar, reação a medicamentos, doenças intestinais e se caracteriza por evacuações liquidas, mais de três vezes ao dia. Normalmente a diarréia dura cerca de um a dois dias e acaba sozinha pode ser acompanhada de dor abdominal com sensação de estufamento e náuseas. A diarréia pode se tornar perigosa quando se estender por mais de 3 dias, apresentar dor intensa na região abdominal e do reto, com a temperatura igual ou superior a 38°, sangue nas fezes é um grande sinal de desidratação. Nestes casos, é imprescindível buscar orientação e auxilio medico. Não se esqueça que ao sinal de qualquer distúrbio nas funções intestinais, é bom buscar orientação de um especialista só ele é capaz de fazer o diagnostico exato e recomendar um tratamento de acordo com o seu quadro clínico. Evite consumir medicação por conta própria.

Waldiney Melo

Título: Prisão de ventre e suas causas

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 30

793 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

Comentários - Prisão de ventre e suas causas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios