Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Piolhos

Piolhos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 3
Piolhos

Quando se fala no assunto, desperta uma comichão inesperada na cabeça. Coçamos e continuamos a coçar. Também o produto para tratar esta comichão causada por bicharocos incomodativos é conhecido a nível nacional. Já quase todos os apanhámos e ao contrário do que se possa imaginar, não significa falta de higiene. Descobriu do que se fala??? Acertou – Piolhos!

Piolhos são incomodativos, chatos, fazem uma comichão tremenda e notam-se a metros de distância.

Quem tem crianças, conhece o problema, e erradamente se julga que os piolhos estão associados a falta de higiene e a estrato social baixo. Os piolhos, como tudo na vida existem, ou pelo menos, podem existir em qualquer pessoa.

Mas o que são na realidade os piolhos?

Muito simples. Os piolhos são insetos sem asas. Mas como sabe, há muito mais a saber sobre os piolhos. Estes bicharocos medem entre 3 e 4 mm em estado adulto. As fêmeas são ligeiramente maiores, mas nunca ultrapassam os 5mm.

Sendo um inseto, os piolhos têm 6 patinhas que usam especialmente para subir e descer pelos cabelos. Ao contrário do que muitas vezes se fala, os piolhos só se alojam na cabeça, visto serem os cabelos o único sitio onde sobrevivem e gostam de viver.

Como gostam de sítios quentes, alojam-se atrás das orelhas e na zona do pescoço, pelo que se quer identificar se estes existem mesmo na cabeça de alguém, é exatamente aqui que deve começar a explorar.

Os piolhos não são o mesmo que as lêndeas. As lêndeas são ovinhos que ainda não rebentaram, o que só acontece ao fim de 8 dias. Ao acontecer este facto, aí sim, passará a ter piolhos e atenção, pois os piolhos reproduzem 10 ovos por dia.

Os piolhos alimentam-se de sangue humano e fazem 4 “refeições”, mordendo o couro cabeludo e injetando saliva, causando comichão e irritação. Só desta forma se conseguem alimentar.

Com uma esperança média de vida relativamente pequena, os piolhos vivem cerca de 3 meses, mas têm a capacidade de enquanto vivos reproduzirem cerca de 350 ovos.

Mas como curar-se deste mal?

Os piolhos são excelentes nadadores, pelo que se acha que lavar o cabelo com frequência com o champô normal o vai salvar da propagação, está muito enganado.

Não acredite em mezinhas nem em remédios caseiros. São totalmente falíveis e muitas vezes irritam o couro cabeludo.

Nada como os produtos de farmácia e um pente de dentes pequenos. Depois de deixar atuar o champô conforme as indicações do produto, penteie-se com paciência e tempo. Madeixa por madeixa vai ver que conseguirá em menos de nada livrar-se deste bicharoco.

Está com comichão na cabeça não está???


Carla Horta

Título: Piolhos

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

791 

Imagem por: David Silverline

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • dianadiana

    07-05-2011 às 20:25:52

    Ola gostaria de saber o nome do produto.
    Obrigado.


    ¬ Responder
  • LetíciaLetícia

    10-02-2011 às 18:49:07

    Adorei a publicação!!! Tirei muitas dúvidas! Pois minha filha está com piolho, e nao sabia como comandá-los! Agora sei!
    Obrigada!

    ¬ Responder
  • Marcos Santosjackson

    09-12-2010 às 13:25:08

    Oi, gostaria de saber o nome de algum produto para o tratamento de piolhos.

    ¬ Responder

Comentários - Piolhos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Imagem por: David Silverline

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios