Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O tabaco e a adolescência

O tabaco e a adolescência

Categoria: Saúde
Comentários: 4
O tabaco e a adolescência

Em cada dez adulto que são fumante, você pergunta quando iniciou este vicio? Eles dizem que deu inicio antes dos dezoito anos. O que você pode ajudar para que seu filho não caia nessa. Pois os dados do ministério da saúde são de deixar os pais de cabelos em pé. Segundo o ministério da saúde em cada dez crianças, seis já deram suas tragadas, tudo na faixa etária entre 10 e 14 anos. E o que devemos fazer com nossos filhos, para que não caia nessa? Saiba que tanto os pais quanto os educadores enfrentam este dilema.

Na adolescência sabemos que é um período da vida que o indivíduo inicia um processo de busca da sua identidade, e que alguns hábitos da vida deles são formados, os quais podem persistir na vida adulta, dentre elas os hábitos relacionados ao uso de álcool e o tabaco e outras drogas. Durante este período ocorrem modificações somáticas, psicológicas e sociais importantes no indivíduo. Segundo a organização mundial de saúde os limites cronológicos de adolescentes entre 10 e 20 anos de idade.

Todo o processo de transformação física do adolescente é normalmente acompanhado de um processo de evolução psicológica e de um acompanhamento típico desta fase de desenvolvimento denominada de síndrome da adolescência normal. Também faz parte desta síndrome à busca de si mesmo e da identidade adulta. Isso é quando o adolescente procura o conhecimento de sua individualidade biológica e social no mundo que nos rodeia, tentando acompanhar e entender as transformações rápidas que ocorrem em seu corpo, e ao mesmo tempo em que procura evoluir, da identidade dependente de infantil para a independência adulta. E é nessa busca de identidade que o adolescente se une aos seus iguais, na mesma situação que ele e, é assim que são formados os grupos, onde todos se identificam com cada um e cada um com todos, sempre adotando hábito e regras do grupo e não mais da família.

Como demonstra em alguns estudos, ter amigo que fuma é um fator importante para que o adolescente experimente ou inicie o hábito de fumar, isso só reforça a importância das relações de a proximidade em relação ao álcool, estudos revelam o primeiro lugar do consumo, dentre outras substâncias psicoativas, são entre adolescentes nas ultimas décadas. Pois para os jovens eles são motivados pelo imediatismo, ou seja, o que conta é o agora, e o amanhã é uma data muito distante para ser pensada. E assim é o prejuízo produzido pelas drogas no longo prazo, e é difícil de ser entendido. Mais é possível ser desviado destas amizades que não somam e sim divide como divide dentro de casa, e divide os sonhos. Saiba conversar e alertar seu filho procure as amizades dele, e sempre esteja por perto, saiba que o mundo já não é mais o mesmo.

Waldiney Melo

Título: O tabaco e a adolescência

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 0

780 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    22-07-2014 às 19:53:37

    A adolescência é uma fase muito conturbada. É nessa fase que somos mais influenciados pelas amizades, com aquela sensação de ser aceito pelo grupo e daí acabam aceitando o cigarro. O pior é que se torna um vício. O tabaco é uma das doenças que mais tem matado as pessoas.

    ¬ Responder
  • Alvaro Oliveiraadriana

    23-04-2011 às 18:09:01

    ola pessoal fumantes. vou dar um conselho de uma vellha apaixonada pare de fumaren pq isso nao tem graça se quizer sequir jesus vai ter que morre!!!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoanónimo

    18-02-2010 às 16:31:45

    ajudoume imenso o vosso texto

    ¬ Responder
  • lara silvalara silva

    27-01-2010 às 12:22:17

    acho que os adolescentes e os adultos deviam pensar mais na sua saude porque ao fumarem podem morrer. por isso deixem de fumar! se quiserem ser felizes sem problemas de saude nao fumem!

    ¬ Responder

Comentários - O tabaco e a adolescência

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios