Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O que é o Síndrome de Down?

O que é o Síndrome de Down?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
O que é o Síndrome de Down?

Durante muito tempo foram muitas as designações para quem tem é portador de Síndrome de Down. Mongoloides, atrasados mentais, enfim, um sem número de nomes absurdos que incapacitavam logo à partida um portador deste síndrome, sem que lhe fossem dadas oportunidades para mostrar o seu fantástico potencial.

Mas afinal o que é o Síndrome de Down? Antes de mais, há que saber que é uma alteração genética que ocorre durante a divisão celular do embrião (durante a gravidez). Qualquer um de nós tem 46 cromossomas (23 da mãe e 23 do pai) presentes nas células, ligados em pares (23 pares). Num portador de Síndrome de Down, o número de cromossomas é de 47, estando este excedente ligado ao par 21. Daí ter surgido o termo Trissomia 21, resultado desta divisão de pares de cromossomas.

Em 1866, John Langdon Down estudou as diferenças e semelhanças fisiológicas entre crianças. Mais tarde, em 1958 um médico geneticista Francês de nome Jérôme Lejeune foi quem verificou a alteração genética e dedicou toda a sua vida a este estudo e à luta para melhorar a qualidade de vida dos portadores do Síndrome. Jérôme batizou a anomalia genética com o nome do primeiro homem que se debruçou sobre o caso com seriedade e afinco.




Existem porém 3 tipos (anomalias cromossômicas ou variantes) de Síndrome de Down.:
Trissomia Simples, onde se possuem 47 cromossomas em todas as células (95% dos casos de Síndrome de Down); Translocação, quando o par 21 é totalmente colado (aproximadamente 3% dos casos de Síndrome de Down); Mosáico em que apenas algumas células apresentam 46 cromossomas, mas outras apresentam 47 (2% dos casos de Síndrome de DoWn).

Julga-se que a causa seja a idade materna, pois 60% dos casos são originados por mulheres que engravidaram com mais de 30 anos. A explicação pode estar no efeito que a idade tem na ovogénese. A falta de segregação também pode ser um fator, aumentando também as probabilidades deste Síndrome quando o pai também já passou os 35 anos. NO entanto, é importante perceber que se trata de uma alteração genética e que ninguém é culpado.

As características de portadores do Síndrome são várias, e naturalmente podem ser mais acentuadas em certos indivíduos do que noutros.

A parte superior da cabeça pode ser ligeiramente achatada, cara arredondada, cabelo liso e fina. O nariz é normalmente pequeno e afundado, olhos com pálpebras ligeiramente estreitas, semelhantes aos orientais.

Orelhas e boca pequenas e o palato estreito. Os dentes de leite chegam mais tarde. Mãos e pés pequenos e grossos.

O Rastreio Pré-Natal é fundamental e o acompanhamento e estimulo do portador, são fundamentais.

Se durante tantos anos se marginalizou um portador deste Síndrome, nos dias de hoje estamos cada vez mais certos das suas capacidades. São portadores de um Síndrome, mas também donos de uma grande vontade.


Carla Horta

Título: O que é o Síndrome de Down?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

617 

Comentários - O que é o Síndrome de Down?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Publicidade
Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso\"Rua
Para todos os tipos de negócios, produtos ou serviços, se pretende obter resultados é fundamental divulgar. Não adianta ficar preso a ideia de que o seu trabalho é bom se ninguém sabe que ele existe. Seria como ter uma biblioteca contendo todo o tipo de informação sobre os mais variados temas no fundo do mar, ou no meio de uma floresta desconhecida. Afinal, o que faria com tanta informação se não tem acesso a ela?

Vamos entender o seguinte; quanto maior o número de pessoas receberem diariamente informação sobre o negócio em questão, maior a possibilidade de retorno, mesmo que seja de 1% ou menos. O mais importante é se fazer presente e não perder o foco, o que significa que, mesmo o retorno parecendo ser relativamente pequeno, sem nenhuma divulgação, seria um fracasso.

Dicas para fazer divulgação:

Primeiro é preciso determinar quais os veículos irá utilizar como ferramenta de marketing, depois, quanto tempo irá empregar nessa tarefa e criar um script (texto) de abordagem e apresentação que seja atraente, porém não muito extenso.

Com a oportunidade que a internet nos dá atualmente, é o meio de divulgação mais rápido, barato e prático que se pode ter, porém, não se empolgue muito. É preciso seguir alguns passos para que de fato dê certo. Usar a internet como mecanismo para divulgar, não é ficar atirando para todos os lados sem seguir uma estratégia que funcione como porta de atração.

Então, comece criando um site ou blog e contrate um serviço de hospedagem, os sites grátis têm extensão do fornecedor, o que pode tirar a característica de algo profissional, mas lembre-se de registrar um domínio, há muitos serviços de hospedagem com preço baixo.

Faça inscrição nas principais redes sociais e atualize todos os dias, é uma ótima ferramenta.
~
Crie anúncios e insira nos sites de classificados, como por exemplo, aqui no Rua Direita, que é grátis e tem grande número de visitações diárias.
Prepare uma campanha de incentivo usando o YouTube, com um vídeo explicativo de no máximo 2 minutos. O mais importante aqui é despertar o interesse para que visitem o site.

Faça uma lista de todos os seus contatos e envie informativo por e-mail, mas cuidado para não praticar spam, ou seja; enviar para quem não conhece ou não lhe autorizou. Telefone para os amigos e familiares e conte as novidades sobre o trabalho com simpatia e entusiasmo. Peça a eles indicação para que possa também falar com os contatos deles e o principal; acredite no sucesso, se empenhe com seriedade e determinação.

Pesquisar mais textos:

*lss Cabelos *

Título:Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Autor:*lss Cabelos *(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios