Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Fome Emocional: O que é?

Fome Emocional: O que é?

Categoria: Saúde
Fome Emocional: O que é?

A "fome psicológica" conhecida por fome emocional surge repentinamente e, na maioria das vezes, leva a um apetite seletivo, fazendo-nos comer alimentos específicos.

A fome emocional é desencadeada por emoções e sentimentos como a ansiedade, tristeza, solidão, medo e frustação. É nos momentos em que nos sentimos emocionalmente frágeis que a fome emocional ataca. Pois, um ataque de fome consiste na ocorrência de um pensamento intenso e que nos diz que necessitamos de comer de imediato. Ou seja, aquando da ocorrência da fome emocional "comem-se sentimentos" em forma de alimentos. E só é conseguida a satisfação após ter-se comido quantidades excessivas do alimento escolhido.

Comparando com a fome real, nesta o apetite aumenta gradualmente e é saciado com qualquer alimento.

Não é o ato de procurar ingerir um alimento específico que constitui o problema. Porque a comida é uma fonte de energia e prazer, e é saudável que gostemos de comer. O problema está na frequência com que se tem o tipo de alimentação emocional, na intensidade da culpa que pode surgir, na intensidade da sensação de perda de controlo, e no comprometimento que pode trazer ao dia a dia.

Os estados de espírito que nos conduzem ao apetite repentino por doces, salgados ou comida picante, são:

- na solidão ou desvalorização na relação ingere-se chocolate, pois proporciona uma sensação semelhante ao do enamoramento.
- nos níveis de stress elevados ingere-se alimentos salgados, pois sentimos vontade de comer sal.
- na necessidade de libertar raiva reprimida ingere-se batatas fritas, pois sentimos necessidade de comer alimentos estaladiços.
- na tristeza ou aborrecimento ingere-se alimentos picantes porque estimulam a produção de endorfinas.

Devemos estar atentos aos fatores de risco que nos tornam suscetíveis de iniciar uma alimentação emocional, como: a dificuldade em identificar e reconhecer os estados emocionais, a dificuldade em relacionar sentimentos com as sensações físicas e a alimentação irregular.

Para ajudar a contornar o problema devemos incluir no nosso dia a dia momentos de prazer não relacionados com a comida. Devemos privilegiar a prática de exercício físico, o convívio com pessoas de quem gostemos ou ter um hobbie que nos dê prazer. Nunca devemos estar mais de três horas sem comer. Se tivermos tempo livre podemos experimentar fazer voluntariado ou mantermo-nos distraídos com outra atividade.


Cristina Sousa

Título: Fome Emocional: O que é?

Autor: Cristina Sousa (todos os textos)

Visitas: 0

631 

Comentários - Fome Emocional: O que é?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Ler próximo texto...

Tema: Publicidade
Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso\"Rua
Para todos os tipos de negócios, produtos ou serviços, se pretende obter resultados é fundamental divulgar. Não adianta ficar preso a ideia de que o seu trabalho é bom se ninguém sabe que ele existe. Seria como ter uma biblioteca contendo todo o tipo de informação sobre os mais variados temas no fundo do mar, ou no meio de uma floresta desconhecida. Afinal, o que faria com tanta informação se não tem acesso a ela?

Vamos entender o seguinte; quanto maior o número de pessoas receberem diariamente informação sobre o negócio em questão, maior a possibilidade de retorno, mesmo que seja de 1% ou menos. O mais importante é se fazer presente e não perder o foco, o que significa que, mesmo o retorno parecendo ser relativamente pequeno, sem nenhuma divulgação, seria um fracasso.

Dicas para fazer divulgação:

Primeiro é preciso determinar quais os veículos irá utilizar como ferramenta de marketing, depois, quanto tempo irá empregar nessa tarefa e criar um script (texto) de abordagem e apresentação que seja atraente, porém não muito extenso.

Com a oportunidade que a internet nos dá atualmente, é o meio de divulgação mais rápido, barato e prático que se pode ter, porém, não se empolgue muito. É preciso seguir alguns passos para que de fato dê certo. Usar a internet como mecanismo para divulgar, não é ficar atirando para todos os lados sem seguir uma estratégia que funcione como porta de atração.

Então, comece criando um site ou blog e contrate um serviço de hospedagem, os sites grátis têm extensão do fornecedor, o que pode tirar a característica de algo profissional, mas lembre-se de registrar um domínio, há muitos serviços de hospedagem com preço baixo.

Faça inscrição nas principais redes sociais e atualize todos os dias, é uma ótima ferramenta.
~
Crie anúncios e insira nos sites de classificados, como por exemplo, aqui no Rua Direita, que é grátis e tem grande número de visitações diárias.
Prepare uma campanha de incentivo usando o YouTube, com um vídeo explicativo de no máximo 2 minutos. O mais importante aqui é despertar o interesse para que visitem o site.

Faça uma lista de todos os seus contatos e envie informativo por e-mail, mas cuidado para não praticar spam, ou seja; enviar para quem não conhece ou não lhe autorizou. Telefone para os amigos e familiares e conte as novidades sobre o trabalho com simpatia e entusiasmo. Peça a eles indicação para que possa também falar com os contatos deles e o principal; acredite no sucesso, se empenhe com seriedade e determinação.

Pesquisar mais textos:

*lss Cabelos *

Título:Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Autor:*lss Cabelos *(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios