Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Categoria: Saúde
Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Quando o sol chega e com ele traz o calor, logo se começa a pensar em sair de casa e ir fazer uns piqueniques reunindo desta forma amigos e familiares. São as crianças quem mais adoram estes passeios e é com eles que todo o nosso cuidado é pouco. Mas, se é nos meses de verão que mais apetece passear nas zonas verdes é também nesta mesma altura que uns bichinhos chamados de carraças, se encontram mais ativas e por isso mais perigosos.

Para que saiba, existem muitas espécies destes pequenos animais pelo mundo fora e só em Portugal podem ser encontradas cerca de uma dezena de espécies diferentes.

Na verdade, é entre Abril e Setembro que podem ser encontradas com facilidade alguns exemplares destes animais nas zonas verdes, essencialmente nas zonas relvadas. Face a esta grande probabilidade de encontrar um destes animais na relva do jardim e não sendo proibidos os passeios nestas zonas torna-se de primordial importância uma maior vigilância face a estes perigosos predadores.

As carraças e as doenças que transmitem

As carraças consistem em aracnídeos pertencentes à família das aranhas e vivem sobretudo nas áreas arborizadas, nos campos com arbustos alimentando-se do sangue dos seus hospedeiros. Estes animais são perigosos, quer para os animais quer para as pessoas, podendo mesmo transmitir doenças entre os hospedeiros.
A sua perigosidade está relacionada com os diferentes mecanismos que estes têm para provocar doenças:
• Lesões provocadas na pele pelas peças bucais.
• Efeitos tóxicos provocados pela saliva uma vez que esta possui neurotoxinas capazes de provocar paralisia.
• Transmissão de doenças originadas pelos protozoários, bactérias ou vírus como é o caso da Doença de Lyme e da Encefalite.

Cuidados a ter

Para se manter em segurança é necessário ter sempre presente alguns cuidados:
• Evitar o contacto com as carraças.
• Evitar a s zonas arborizadas e densas que apresentem relva alta e pouco cuidada assim como zonas de relva morta.
• Usar um repelente na pele e roupas com mangas e pernas compridas. O uso de botas ou meias por cima das calças também é aconselhável.
• Não caminhar por cima destas zonas.
• Observe todo o corpo mesmo as zonas mais escondidas e tome banho logo que lhe seja possível.

Se encontrar uma carraça no corpo

Se encontrar uma carraça não entre em pânico e proceda da seguinte forma:
• Retire a carraça sem a torcer nem a partir. Se isso acontecer pode deixara s peças bucais da carraça na pele continuando a ser infetado. Para tal use uma pinça segurando a carraça o mais junto da pele possível.
• Depois lave a zona muito bem com água e sabão e desinfete-a com uma solução alcoólica ou iodada.
• Mantenha-se atento aos sinais de doença (febre, cansaço fácil, dores musculares e náuseas) durante quatro semanas e aconselhe-se com o seu médico.


Isabel Costa

Título: Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Autor: Isabel Costa (todos os textos)

Visitas: 0

652 

Comentários - Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios