Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Categoria: Saúde
Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Quando o sol chega e com ele traz o calor, logo se começa a pensar em sair de casa e ir fazer uns piqueniques reunindo desta forma amigos e familiares. São as crianças quem mais adoram estes passeios e é com eles que todo o nosso cuidado é pouco. Mas, se é nos meses de verão que mais apetece passear nas zonas verdes é também nesta mesma altura que uns bichinhos chamados de carraças, se encontram mais ativas e por isso mais perigosos.

Para que saiba, existem muitas espécies destes pequenos animais pelo mundo fora e só em Portugal podem ser encontradas cerca de uma dezena de espécies diferentes.

Na verdade, é entre Abril e Setembro que podem ser encontradas com facilidade alguns exemplares destes animais nas zonas verdes, essencialmente nas zonas relvadas. Face a esta grande probabilidade de encontrar um destes animais na relva do jardim e não sendo proibidos os passeios nestas zonas torna-se de primordial importância uma maior vigilância face a estes perigosos predadores.

As carraças e as doenças que transmitem

As carraças consistem em aracnídeos pertencentes à família das aranhas e vivem sobretudo nas áreas arborizadas, nos campos com arbustos alimentando-se do sangue dos seus hospedeiros. Estes animais são perigosos, quer para os animais quer para as pessoas, podendo mesmo transmitir doenças entre os hospedeiros.
A sua perigosidade está relacionada com os diferentes mecanismos que estes têm para provocar doenças:
• Lesões provocadas na pele pelas peças bucais.
• Efeitos tóxicos provocados pela saliva uma vez que esta possui neurotoxinas capazes de provocar paralisia.
• Transmissão de doenças originadas pelos protozoários, bactérias ou vírus como é o caso da Doença de Lyme e da Encefalite.

Cuidados a ter

Para se manter em segurança é necessário ter sempre presente alguns cuidados:
• Evitar o contacto com as carraças.
• Evitar a s zonas arborizadas e densas que apresentem relva alta e pouco cuidada assim como zonas de relva morta.
• Usar um repelente na pele e roupas com mangas e pernas compridas. O uso de botas ou meias por cima das calças também é aconselhável.
• Não caminhar por cima destas zonas.
• Observe todo o corpo mesmo as zonas mais escondidas e tome banho logo que lhe seja possível.

Se encontrar uma carraça no corpo

Se encontrar uma carraça não entre em pânico e proceda da seguinte forma:
• Retire a carraça sem a torcer nem a partir. Se isso acontecer pode deixara s peças bucais da carraça na pele continuando a ser infetado. Para tal use uma pinça segurando a carraça o mais junto da pele possível.
• Depois lave a zona muito bem com água e sabão e desinfete-a com uma solução alcoólica ou iodada.
• Mantenha-se atento aos sinais de doença (febre, cansaço fácil, dores musculares e náuseas) durante quatro semanas e aconselhe-se com o seu médico.


Isabel Costa

Título: Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

Autor: Isabel Costa (todos os textos)

Visitas: 0

652 

Comentários - Em tempo de piquenique cuidado com as carraças

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios