Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Dores de ouvidos – tenha um futuro mais tranquilo

Dores de ouvidos – tenha um futuro mais tranquilo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Dores de ouvidos – tenha um futuro mais tranquilo

Para melhor saber evitar os problemas de ouvidos tem que saber um pouco mais sobre eles.

O ouvido é constituído por três partes: o ouvido interno, o médio e o externo. O ouvido externo é a parte que é possível ver, assim como o canal auditivo. No final do canal auditivo está o tímpano, que é uma membrana fina que se estende ao longo do ouvido médio. É neste local que encontramos a trompa de Eustáquio, que está ligada ao nariz e à garganta. É ela que permite a drenagem dos fluidos que transportam vírus e bactérias do ouvido médio. Por sua vz, o ouvido interno acomoda os centros auditivo e de equilíbrio.

A maior parte das dores de ouvidos é provocada por uma infeção. Estas infeções aparecem quando o canal auditivo tem excesso de humidade, fomentando o aparecimento de bactérias. A consequência é a perda da qualidade da audição, dor e prurido.Se houver uma infeção do ouvido médio mal curada, ela pode passar para o ouvido interno e agravar os sintomas: vómitos e náuseas, uma sensação de que tudo à sua volta está a girar.

A primeira medida preventiva a tomar é manter os ouvidos bem limpos e bem secos. Use o secador de cabelo a uma tempratura moderada e na velocidade mínima. Segure o secador longe do ouvido e faça movimentos contínuos para trás e para a frente.

Quando mergulhar no mar ou na piscina, saia e segure a orelha pelo lóbulo. Puxe-o para baixo e sacuda para que a água saia. Este movimento endireita o canal auditivo e a água retida é obrigada a sair.

Também poderá prevenir infeções com uma simples receita caseira. Coloque um pouco de álcool e vinagre, em partes iguais, num recipiente. Depois, coloque três ou quatro gotas nos ouvidos. Isto não vai humedecer mais os ouvidos. O álcool, ao evaporar, vai absorver a humidade que estava retida no ouvido e ela dissipar-se-á. O vinagre funciona como desinfetante, impedindo o aparecimento de bactérias e fungos.

Desta forma aliviará os sintomas mais incómodos provocados pela água nos ouvidos. Na maior parte dos casos, as otites são agravadas por esses descuidos. Caso não consiga aliviar a dor desta forma, consulte prontamente o seu médico ou um especialista.


Ruben Duarte

Título: Dores de ouvidos – tenha um futuro mais tranquilo

Autor: Ruben Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

655 

Comentários - Dores de ouvidos – tenha um futuro mais tranquilo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios