Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Deixe de fumar! E aumente a hipótese de engravidar

Deixe de fumar! E aumente a hipótese de engravidar

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Deixe de fumar! E aumente a hipótese de engravidar

O casal que deseje ter um filho deve, antes de mais, preparar-se fisicamente para a conceção. Deverão adotar hábitos de vida saudáveis, tanto ao nível da alimentação, como do exercício físico e, claro está, dos vícios. É hoje sabido que a manutenção de uma vida saudável permite e facilita muito mais a obtenção de uma gravidez normal (fator aliado à idade, que condiciona particularmente a fertilidade feminina). Ora, quem tem vícios ou hábitos menos saudáveis deve prescindir deles cerca de um ano antes de tentar uma gravidez, de forma que todas as toxinas consigam ser alienadas do organismo e a tempo de evitar interferências com o normal desenvolvimento do feto.

O tabaco é um dos vícios mais preocupantes, do ponto de vista da conceção e da fertilidade, afetando tanto mulheres como homens. Do ponto de vista masculino, está comprovado cientificamente que o tabaco age perniciosamente sobre a qualidade dos embriões e reduz a taxa de fecundação. De facto, e após análises ao ADN dos espermatozoides, chegou-se à conclusão de que alguns apresentavam fragmentação do ADN, o que impedia por completo ou, pelo menos, dificultava bastante, a nidificação do embrião. Os compostos tóxicos do tabaco que induzem a este estado de coisas são a nicotina, os fenóis, os hidrocarbonetos aromáticos e os pesticidas. O fumante terá igualmente dificuldades em encetar um tratamento de fertilização, por motivos claros.

No que concerne à mulher, esta sofre as consequências nocivas do tabaco ao nível da qualidade e quantidade dos óvulos disponíveis para a fecundação e, ainda, na chegada precoce da menopausa; a mulher vê, assim, o seu período fértil reduzido e, ainda mais, se, por algum motivo (profissional, emocional), decidiu adiar a sua gravidez.

Ainda assim, há mulheres que conseguem engravidar mantendo o terrível hábito. Nestes casos, muitos deles redundam em aborto espontâneo, em morte súbita do bebé ou em recém-nascidos mal-nutridos e com baixo peso à nascença. Os bebés que sobrevivem a nove meses de fumo extremamente nocivo à sua saúde podem apresentar maior propensão para problemas respiratórios, brônquios inflamados e pneumonia. Saliente-se ainda que, de cada vez que a mãe fumadora empunha o cigarro, o coração do seu bebé em gestação sofre um aumento da frequência cardíaca exponencial (o ritmo aumenta de 5 para 40 batidas por minuto e só regressa ao normal 20 minutos depois). A mulher que fuma deverá, pois, tentar abandonar o vício cerca de um ano antes de ocorrer a gravidez, o tempo considerado minimamente necessário para expulsar por completo as toxinas do organismo e, logo, aumentar as hipóteses de engravidar e de o conseguir de forma saudável.

Isabel Rodrigues

Título: Deixe de fumar! E aumente a hipótese de engravidar

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

631 

Imagem por: Kelly Sue

Comentários - Deixe de fumar! E aumente a hipótese de engravidar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Kelly Sue

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios