Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Cuidados com a pele dos 25 aos 70 anos

Cuidados com a pele dos 25 aos 70 anos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Cuidados com a pele dos 25 aos 70 anos

Atualmente, é possível encontrar no mercado diversos produtos e tratamentos que ajudam a manter a pele sempre saudável e bonita. Mas, além disso, é importante ser feliz consigo mesma e com o que se tem, pois esse é o mais poderoso dos antioxidantes. Então, veja algumas dicas para valorizar sua beleza em cada idade e aprenda alguns cuidados com a pele dos 25 aos 70 anos.

25 a 35 anos – Nesta faixa de idade os hormônios responsáveis por ativar as funções orgânicas estão em seus níveis máximos. As mudanças na pele começam a acontecer de forma discreta. E podem começar a aparecer algumas manchas.

O que fazer: é importante prevenir. Nunca deixe de usar filtro solar todos os dias (com FPS 30 no mínimo) e controle a oleosidade do rosto. Além disso, também é importante manter uma alimentação saudável, pois ela é quem irá fazer toda a diferença no seu organismo nos próximos anos.

35 a 45 anos: a produção de alguns hormônios começa a cair. As fibras de colágeno e elastina modificar-se. É possível notar o aparecimento de algumas rugas superficiais e o inicio da perda do contorno facial.

O que fazer: Nesta faixa de idade a mulher já pode investir em alguns tratamentos mais específicos para a pele. Eles podem ser feito em consultórios e com o uso de cremes que contenham vitaminas A, C, E e ácidos. Também é importante não deixar de praticar atividade física.

45 a 55 anos: Já nesta fase é comum o acúmulo de gordura corporal. A queda do estrógeno, que chega com a menopausa, aguça a desidratação da pele. A flacidez se agrava e o rosto pode perder os contornos. As manchas se acentuam.
O que fazer: Nunca deixe de usar os cremes antiidade, assim como os tratamentos feitos no consultório. A atividade física é obrigatória para evitar o acúmulo de gordura.

55 a 70 anos: A quantidade de hormônios e as funções orgânicas caem ainda mais e tudo isso pode ser notado no corpo, que fica mais rechonchudo, e na pele, que apresenta rugas mais profundas.
O que fazer: Além dos tratamentos estéticos, faça muita hidratação. E invista em atividades físicas que trabalham o corpo e a mente, como a Yoga.


Rua Direita

Título: Cuidados com a pele dos 25 aos 70 anos

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

621 

Comentários - Cuidados com a pele dos 25 aos 70 anos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios