Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Cuidado com o sarampo

Cuidado com o sarampo

Categoria: Saúde
Visitas: 100
Comentários: 4
Cuidado com o sarampo

É uma doença viral aguda, infecto-contagiosa, altamente transmissível. Possui distribuição universal, acometendo indiferentemente ambos os sexos, sem distinção de raça e cor, nível social ou faixa etária. O sarampo foi, durante séculos, uma das maiores doenças epidêmicas, especialmente em crianças, representando uma das maiores causas da mortalidade infantil em todo o mundo. Atualmente, a situação mudou graças à implementação de políticas intensivas de vigilância, prevenção, controle e melhoria das condições de nutrição da população. Já a doenças infecciosas aguda do sistema respiratório, altamente contagiosa, usualmente de evolução benigna, cuja principal complicação é a broncopneumonia. O agente envolvido no vírus pertencente ao gênero morbillivirus, paramyxoviridae.

Os principais sintomas são febre alta, manchas vermelhas pelo corpo (exantema), mal estar geral, coriza, conjuntivite e tosse com catarro. Nas fazes iniciais da doença, podem ser observados pequenos pontos brancos, circulados por uma região vermelha, localizados na parte interna das bochechas.

Saiba que esta doença transmite através de secreções respiratórias expelidas pelo paciente ou tossir, espirrar, falar ou respirar. Devem ser evitados em ambientes fechados, que favorecem a contaminação.

O tratamento é feito com repouso dieta liquida ou branda, medidas de higiene geral, e hidratação, antitérmicos e limpeza das secreções oculares e nassais com soro fisiológico. Em populações com deficiência de vitamina A, recomenda-se a suplementação da vitamina.

Saiba prevenir esta doença com a vacinação, é a medida mais eficaz de prevenção contra o sarampo. A vacinação deve ser feita com a tríplice viral aos 12 meses de vida a uma dose de reforço aplicada entre 4 a 6 anos de idade. A vacina também deve ser aplicada durante a realização de bloqueio vacinal de contato de casos suspeitos ou confirmado da doença, em indivíduos da faixa etária de 6 meses a 39 anos de idade (ou mais, epidemiológica), que não comprovem vacinação anterior. Neste caso, a vacina utilizada para os maiores de 6 anos é a dupla viral. Todos os profissionais da rede hoteleira, aeroportos, portos, taxista, profissionais do turismo e do sexo, quartéis, corpo de bombeiro, e caminhoneiro, atualmente, constituem os principais grupos de risco para doença e por isso devem procurar o posto de vacinação para receberem vacina contra sarampo. A vacina tríples viral protege contra o sarampo a rubéola e a caxumba e a dupla viral não contém antígenos contra a caxumba.

O modo de tratamento do sarampo é transmitido de pessoas para pessoa, através das secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Ambientes fechados favorecem a contaminação. O período de incubação varia de 7 a 18 dias, ou seja, 10 dias em média.



Waldiney Melo

Título: Cuidado com o sarampo

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 100

797 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    22-07-2014 às 19:55:07

    Já tive sarampo na infância e é algo que incomoda demais. Todo o cuidado é pouco e logo, logo passa e essas manchinhas somem!

    ¬ Responder
  • giovana

    11-12-2012 às 13:54:34

    meu filho de 1ano esta com sarampo,e eu nao sei a
    forma correta de cuidar dele para que a doença nao
    se agrave

    ¬ Responder
  • marcosmarcos

    21-05-2011 às 20:48:21

    quais os cuidados de enfermagem com paciente com sarampo,rubéola e sífilis?

    ¬ Responder
  • mayanamayana

    02-06-2010 às 02:17:47

    é uma doença chata

    ¬ Responder

Comentários - Cuidado com o sarampo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios