Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Cuidado com o sarampo

Cuidado com o sarampo

Categoria: Saúde
Visitas: 100
Comentários: 4
Cuidado com o sarampo

É uma doença viral aguda, infecto-contagiosa, altamente transmissível. Possui distribuição universal, acometendo indiferentemente ambos os sexos, sem distinção de raça e cor, nível social ou faixa etária. O sarampo foi, durante séculos, uma das maiores doenças epidêmicas, especialmente em crianças, representando uma das maiores causas da mortalidade infantil em todo o mundo. Atualmente, a situação mudou graças à implementação de políticas intensivas de vigilância, prevenção, controle e melhoria das condições de nutrição da população. Já a doenças infecciosas aguda do sistema respiratório, altamente contagiosa, usualmente de evolução benigna, cuja principal complicação é a broncopneumonia. O agente envolvido no vírus pertencente ao gênero morbillivirus, paramyxoviridae.

Os principais sintomas são febre alta, manchas vermelhas pelo corpo (exantema), mal estar geral, coriza, conjuntivite e tosse com catarro. Nas fazes iniciais da doença, podem ser observados pequenos pontos brancos, circulados por uma região vermelha, localizados na parte interna das bochechas.

Saiba que esta doença transmite através de secreções respiratórias expelidas pelo paciente ou tossir, espirrar, falar ou respirar. Devem ser evitados em ambientes fechados, que favorecem a contaminação.

O tratamento é feito com repouso dieta liquida ou branda, medidas de higiene geral, e hidratação, antitérmicos e limpeza das secreções oculares e nassais com soro fisiológico. Em populações com deficiência de vitamina A, recomenda-se a suplementação da vitamina.

Saiba prevenir esta doença com a vacinação, é a medida mais eficaz de prevenção contra o sarampo. A vacinação deve ser feita com a tríplice viral aos 12 meses de vida a uma dose de reforço aplicada entre 4 a 6 anos de idade. A vacina também deve ser aplicada durante a realização de bloqueio vacinal de contato de casos suspeitos ou confirmado da doença, em indivíduos da faixa etária de 6 meses a 39 anos de idade (ou mais, epidemiológica), que não comprovem vacinação anterior. Neste caso, a vacina utilizada para os maiores de 6 anos é a dupla viral. Todos os profissionais da rede hoteleira, aeroportos, portos, taxista, profissionais do turismo e do sexo, quartéis, corpo de bombeiro, e caminhoneiro, atualmente, constituem os principais grupos de risco para doença e por isso devem procurar o posto de vacinação para receberem vacina contra sarampo. A vacina tríples viral protege contra o sarampo a rubéola e a caxumba e a dupla viral não contém antígenos contra a caxumba.

O modo de tratamento do sarampo é transmitido de pessoas para pessoa, através das secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Ambientes fechados favorecem a contaminação. O período de incubação varia de 7 a 18 dias, ou seja, 10 dias em média.



Waldiney Melo

Título: Cuidado com o sarampo

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 100

797 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    22-07-2014 às 19:55:07

    Já tive sarampo na infância e é algo que incomoda demais. Todo o cuidado é pouco e logo, logo passa e essas manchinhas somem!

    ¬ Responder
  • giovana

    11-12-2012 às 13:54:34

    meu filho de 1ano esta com sarampo,e eu nao sei a
    forma correta de cuidar dele para que a doença nao
    se agrave

    ¬ Responder
  • marcosmarcos

    21-05-2011 às 20:48:21

    quais os cuidados de enfermagem com paciente com sarampo,rubéola e sífilis?

    ¬ Responder
  • mayanamayana

    02-06-2010 às 02:17:47

    é uma doença chata

    ¬ Responder

Comentários - Cuidado com o sarampo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios