Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Constipações regulares? Acabe com elas!

Constipações regulares? Acabe com elas!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Constipações regulares? Acabe com elas!

A má notícia para todos nós é que um vírus da constipação é praticamente imparável. Se ele chegar até ao nariz ou aos ductos lacrimais que conduzem ao nariz não haverá muito a fazer. Isto porque o nosso nariz foi concebido para deter as bactérias, as poeiras e outros intrusos, capturando-os nas membranas mucosas para posterior eliminação. No entanto, a zona da garganta onde essa eliminação se inicia constitui uma receção calorosa ao vírus. Ele fixa-se na zona posterior da garganta infetando as células que desencadearão a reprodução dos vírus.
Quando o corpo entra em combate a estes vírus, desencadeia uma série de reações químicas para os exterminar. Esses químicos produzidos dão origem à parte mais desagradável que é o que normalmente chamamos de constipação.

Então, como evitar uma constipação? Primeiro, evite estar perto de pessoas recém-infetadas. Os primeiros três dias são os mais críticos para infetar outros.

Tenha um cuidado especial com as crianças infetadas, pois elas são ‘reservatórios’ do vírus pois o seu sistema imunitário é ainda muito imaturo para conseguir repelir o vírus facilmente. Os avós, que normalmente desenvolvem doenças coronárias e respiratórias devido ao envelhecimento, devem afastar-se alguns dias dos seus netos constipados. Sem querer, a simples constipação da criança pode agravar o estado de saúde do avô ou da avó.

O vírus chega até nós muitas vezes por contágio através das mãos. Quando alguém constipado leva a mão ao nariz ou aos olhos, o vírus fica nas mãos. Depois disso, tudo o que as mãos tocarem ficarão com o vírus. Qualquer ‘inocente’ que toque em algo infetado por alguém constipado, o mais certo é ficar também contaminado. Lave bem as mãos e tente não tocar nos seus olhos ou nariz.

Não tussa quando estiver perto de alguém. Embora a maior parte dos vírus se propague pelo tato, muitos deles propagam-se pelo ar, pela tosse ou pelo espirro. Para evitar contaminar os seus, sempre que tossir ou espirrar, use a mão para bloquear o efeito e depois lave as mãos imediatamente.

Cure uma constipação de verão com cloro porque a maior parte delas tem origem nas piscinas que não contêm a quantidade suficiente de cloro. Para evitar este problema, certifique-se que a piscina tem color suficiente nela antes de mergulhar. Caso frequente uma piscina pública pergunte quando é que a água foi analisada pela última vez.


Rua Direita

Título: Constipações regulares? Acabe com elas!

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 4

631 

Comentários - Constipações regulares? Acabe com elas!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios