Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Cirurgia de estômago, nova técnica.

Cirurgia de estômago, nova técnica.

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
Cirurgia de estômago, nova técnica.

Quando a alimentação deixa de ser um habito saudável e vira uma pratica sem controle, a redução de estomago é uma solução para por nos eixos a saúde, mais se você já passou pela cirurgia e não conseguiu manter o peso, talvez seja hora de uma nova tentativa, saiba como fazer isso sem precisar de cortes e pontos.

A chamada aproximação tecidual é uma espécie de cirurgia de revisão recomendada apenas para quem já fez uma redução de estomago e voltou a engordar. Embora seja considerado um procedimento cirúrgico, ela não precisa de cortes porque é feita pela via endoscópica, ou seja, um aparelho flexível é introduzido pela boca do paciente até o neo-estômago, ponto do corpo que é o resultado da primeira cirurgia. Mais para se fazer isso é preciso uma avaliação previa de um médico nutricionista e é necessário exames e medição do IMC, ou seja, índice da massa corporal formula que indica se a pessoa está acima ou abaixo do peso considerado saudável. Essa cirurgia é uma cirurgia de reparação, pó isso pessoas que não fizeram a outra não podem fazer.

Ainda acho mais aconselhado o método de uma dieta ser o ideal, mais para isso é preciso esforço, vontade própria, e determinação ai você pode fazer uma dieta sem precisar de cirurgia e sem risco, você pode sem remédios e sem cirurgia perder aqueles quilinhos a mais, e criar novos hábitos, pois a primeira medida é reorganizar seus hábitos alimentares e reorganizar horário de suas refeições e necessário diminuir o consumo de caloria por dia. Bom é comer alimentos saudáveis como fruta, verdura, e legumes. A Rua Direita da receitas não calóricas

Sopa- creme de palmito e couve-flor
Refogue 1 cebola média picada e 1 dente de alho picado em 1 colher de (sopa) de margarina light até dourar. Adicione cebolinha e salsinha à vontade, 2 palmitos fatiados em rodelas e 4 ramos médios de couve-flor bem picados. Refogue e acrescente 1 copo grande (300ml) de água fervente. À parte, dilua 1 colher (chá) de amido de milho em 1 copo (200ml) de leite desnatado. Acrescente 2 gemas batidas, uma pitada de noz-moscada e uma pitada de pimenta - do reino. Junte a mistura ao refogado e cozinhe em fogo baixo, mexendo até engrossar. Se necessário acrescente mais sal e sirva imediatamente.

Sanduíche light
Em um recipiente, misture bem 1 lata de atum light (conservado em água) com 1 colher(sopa) de maionese sem colesterol. Recheie 2 fatias de pão integral com essa pasta e acrescente alface, tomate, cenoura e beterraba à vontade.



Waldiney Melo

Título: Cirurgia de estômago, nova técnica.

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 2

717 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoRonaldo Santos

    10-11-2009 às 12:03:34

    Agradeço a dica, muito boa, mas gostaria de lhe dar uma dica tbém...
    Qdo queremos escrever porém, podemos escrever MAS, pois MAIS é igual a +.
    Tenha uma ótima semana...

    ¬ Responder

Comentários - Cirurgia de estômago, nova técnica.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios