Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Células Estaminais – Assegurar o futuro?

Células Estaminais – Assegurar o futuro?

Categoria: Saúde
Células Estaminais – Assegurar o futuro?

Muito se tem ouvido falar na preservação das células estaminais colhidas do sangue do cordão umbilical, ma altura do nascimento. Muita informação tem vindo a público, mas mantêm-se sempre algumas dúvidas, pelo que esperamos esclarecer algumas.

Será ou não a melhor opção a preservação das células? Quem o faz? Qual é o processo? Quanto pode custar? Durante quanto tempo podem estas células ser preservadas? São muita a questão que aqui poderá ver esclarecidas.

Antes de mais, diz os protocolos que devemos esclarecer o que são as células estaminais. Como sabe, todo o nosso organismo é composto por células, tendo cada uma, a sua determinada função. Como têm um património genético as diferenças entre elas são muitas e mais ainda de indivíduo para indivíduo. Como não se conseguem criar em laboratório de forma igual, a preservação e congelamento das nossas próprias células, faz com que estejam asseguradas substituições no futuro. Se existir a necessidade de se substituir células mortas por células positivas, não é necessária a espera por um doador compatível, pois existem guardadas as benditas células.

Estas células também existem na nossa medula, pelo que cada um de nós é um potencial dador de medula para salvar uma vida. Se e quando for necessário receber um transplante de células estaminais, todas as células cancerígenas ou mortas no organismo, deverão ser mortas, para finalmente receber as novas.

As células estaminais do cordão umbilical são retiradas pela equipa do hospital onde é feito o parto. A recolha é totalmente indolor, tanto para a mãe como para o bebé. Os técnicos, fazem a recolha, mas o seu trabalho termina nesse exacto momento. As células são então enviadas para bancos, onde são cuidadosamente guardadas.

O processo começa cerca de 2 meses antes do parto. Deve solicitar ao banco o kit de recolha e transporte para o laboratório. Este serviço custa cerca de 120€. Já no laboratório, o valor de preservação e congelamento é de cerca 900€. Mesmo que não se consiga preservar as células, o valor tem sempre que ser pago ao banco / clínica.

As células podem ser guardadas durante cerca de 18 a 20 anos, não se conseguindo ainda ter a certeza que daqui por 20 anos, as células estejam com a mesma qualidade que à nascença.

Guardar as células estaminais pode ser o salvar de uma vida. Mesmo que não seja utilizada na criança (mesmo que passados os 18 anos), pode ser utilizado num outro familiar cuja compatibilidade seja positiva, como por exemplo um outro filho do mesmo casal.


Carla Horta

Título: Células Estaminais – Assegurar o futuro?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

667 

Imagem por: woodleywonderworks

Comentários - Células Estaminais – Assegurar o futuro?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: woodleywonderworks

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios