Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Bruxismo - saiba mais como evitar ranger os dentes!

Bruxismo - saiba mais como evitar ranger os dentes!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 3
Bruxismo - saiba mais como evitar ranger os dentes!

Ainda não se sabe exatamente o motivo por que certas pessoas rangem os dentes, mas os especialistas costumam associar este hábito aborrecido com a tensão ou o 'stress', dor (de ouvido ou de nascimento dos dentes, por exemplo), problemas de oclusão dentária e também alinhamento imperfeito da dentição.

Ranger os dentes pode ser destrutivo, especialmente quando acontece com muita frequência. Um ranger de dentes habitual é chamado de bruxismo e pode prejudicar gravemente a sua dentição, provocando a hipersensibilidade dentária e dor. O ranger de dentes ocasional normalmente não é prejudicial, mas, se se tornar mais regular, pode levar a fratura ou perda de sensibilidade nos dentes, ou pior ainda, a perda dos dentes. Em casos mais sérios de bruxismo, podem ser necessárias dentaduras ou um canal radicular para substituir os dentes danificados ou desgastados.

Às vezes é difícil identificar o bruxismo em adultos sem um diagnóstico do médico, já que as pessoas pensam que esta é uma ocorrência normal. Muitas vezes, os membros da família são quem vão descobrir esta condição, pois o paciente não tem consciência de que range os dentes durante a noite. No caso do doente viver sozinho, os sintomas do bruxismo incluem dores de cabeça aborrecidas e constantes e um maxilar dolorido. Se sente estes sintomas, fale com um dentista para que possa analisar os dentes e determinar se tem bruxismo.

O bruxismo pode ainda influenciar a presença de outros parasitas, como as lombrigas, mas ainda não existe suporte científico que prove a relação entre esses fatores e o ranger de dentes.

O dentista pode recomendar uma placa feita sob medida, uma espécie de aparelho, que protege os dentes e impede o contacto dos dentes de cima com os de baixo. Esta placa pode ser feita de silicone. Mas essa alternativa só é utilizada quando a dentição já é a definitiva ou permanente.

Convém seguir alguns conselhos que permitam minorar ou mesmo fazer desaparecer este hábito. Pode começar por reduzir ou mesmo evitar consumir alimentos e bebidas com cafeína. Está provado que a ingestão de álcool intensifica o ritmo do ranger. Não mastigue objetos como a caneta ou o lápis ou outra coisa que não seja para a sua alimentação. Esta ginástica excessiva do maxilar potencia o rangimento.

Procure relaxar os maxilares o mais possível. Se sentir que os dentes de cima se aproximam dos de baixo durante o dia, procure afastá-los de imediato, nomeadamente através da colocação da língua entre eles.
Cuide da saúde dos seus dentes, pois são um bem precioso e a luz do seu rosto quando sorri.


Ruben Duarte

Título: Bruxismo - saiba mais como evitar ranger os dentes!

Autor: Ruben Duarte (todos os textos)

Visitas: 3

791 

Comentários - Bruxismo - saiba mais como evitar ranger os dentes!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios