Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Aprenda a combater a obesidade

Aprenda a combater a obesidade

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
Aprenda a combater a obesidade

A obesidade é um mal cada vez mais disseminado; de tal modo que, muitas vezes, já não se lhe presta a devida atenção e, ou os cuidados não são tidos em conta, ou se encetam medidas drásticas para perder peso. Está-se diante de uma doença, ao contrário do que muita gente pensa. E não afecta somente a saúde física, mas também a mental, por questões de imagem e de inevitáveis limitações que o excesso de peso aporta. Há jovens obesos que, depois de darem dois passos, arfam tanto que mais parecem os avós…! Já para não dizer que não conseguem conter dentro da roupa a adiposidade abdominal, o que deve ser tudo menos confortável.

A questão é que o indivíduo esteja apto a separar a componente emocional da nutricional, procurando sentir-se amado e valorizado, independentemente do seu peso. Pode, inclusive, recorrer ao humor, respondendo a quem lhe mencionar as dimensões corporais que se trata de uns quilos a mais de boa pessoa. A auto-estima não deve ficar sequer beliscada pelas características do corpo! Por outro lado, é preciso dar início a um regime alimentar equilibrado e não a dietas malucas que pouco ou nenhum resultado apresentam no médio e longo prazos.

Um pequeno-almoço saudável é uma excelente forma de começar o dia. Um iogurte com uma peça de fruta e um pão integral torrado e guarnecido com azeite ou peito de peru e tomate pode ser um dos muitos menus possíveis. Se a primeira refeição do dia contiver proteínas, a fome não ataca ao longo da manhã.

Convém que os biscoitos, doces, batatas fritas e outras tentações deixem de estar sempre à mão para ir roendo. É saudável merendar a meio da manhã e da tarde, mas recorrendo a iogurtes magros, leite, sumos de fruta naturais, bolachas tipo Maria ou integrais, pão integral com acompanhamento pouco rico em gorduras e açúcares.

Os almoços e jantares, de preferência em casa, devem começar com uma sopa de legumes (ou uma peça de fruta antes, se o apetite for desmesurado), porque além das vitaminas e minerais ingeridos, preenche-se um espaço do estômago onde já não caberá grande quantidade do segundo prato, tendencialmente muito mais calórico. As saladas também não devem faltar.

Por outro lado, há que pôr de parte o sedentarismo. Os especialistas aconselham um mínimo de 30 minutos de exercício físico (moderado) por dia. Existem actividades desportivas no exterior, nem que seja uma caminhada com familiares ou amigos, que, fazendo bem ao organismo, também divertem e ajudam a reforçar os laços entre as pessoas, o que reduz o stress e a frustração, que motivam tanta gente a refugiar-se na comida.

Evite petiscar enquanto vê televisão: é a melhor maneira de comer impulsivamente! Da mesma forma, nunca utilize os alimentos como recompensa ou castigo por algo que fez ou não foi capaz de realizar. Foque-se nas suas qualidades e aptidões e não obceque com o seu peso, a fim de precaver distúrbios alimentares, como a anorexia ou a bulimia.

Desfrute dos alimentos saudáveis e do exercício, dando o exemplo aos mais pequenos, e siga as recomendações de um profissional de nutrição, se for caso disso.



Maria Bijóias

Título: Aprenda a combater a obesidade

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

670 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • ok, excelente suas dicasok, excelente suas dicas

    25-08-2011 às 18:59:45

    tenho uma amiga, que engordou 17k em 02 anos, quero ajudá-la a emagrecer, ela não tem tempo para academia, passa dia todo trabalho e anoite faz curso.

    ¬ Responder

Comentários - Aprenda a combater a obesidade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios