Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Agorafobia – O medo de viver lá fora

Agorafobia – O medo de viver lá fora

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 20
Comentários: 20
Agorafobia – O medo de viver lá fora

Há no mundo quem adore confusões. Concertos de música rock, discotecas repletas de gente, muita luz colorida, jogos de futebol e em especial derbis de futebol.

Muita, muita gente, com um convívio em que é necessário gritar-se para se fazer ouvir. Apertos, confusões, empurrões saudáveis, enfim, mares de gente e de barulho. A satisfação é grande e não conseguem deixar de esboçar um sorriso a cada aplauso e assobio de dedos na boca.

Mas se há gente que gosta deste tipo de situações, existe quem sinta o oposto.

Não se tratam de pessoas que puro e simplesmente não gostam de multidões ou barulho, pessoas que se sintam incomodados. Tratam-se sim de pessoas que entram em pânico com o simples facto de sair de casa.

A Agorafobia trata-se de um medo ou fobia associados à vida social, ao pânico de se ser obrigado a enfrentar a sociedade.

O medo de interagir, desempenhar funções, de sentir que está posto à prova pela sociedade são fatores importantes na altura de detetar esta patologia.

Os sintomas manifestam-se pelas mais variadas maneiras e tremores nas mãos e nos pés, voz trémula, suores frios e excessivos, dores de cabeça, palpitações, arritmia, calor excessivo, taquicardia, formigueiro, são bastante frequentes.

Esta patologia é normalmente associado à timidez exagerada, mesmo que o doente assuma que tem este tipo de problema.

Temores a falar e comer em público são apenas alguns sintomas, mas o simples facto de tentar atravessar uma estrada pela passadeira pode para um agorafóbico uma missão difícil ou impossível de fazer.

Falar com autoridades, assinar documentos, iniciar uma conversa, atender um telefone ou simples facto de cumprimentar alguém, transtornam e criam uma ansiedade psicótica num doente desta patologia.

Esta patologia pode ser consequência de um trauma, um acidente, ou simplesmente de foro psicológico. Uma depressão ou um esgotamento nervoso pode ser a consequência desta doença, mas pode também a doença despertar as próprias depressões.

A cura existe, mas para ser atingida é necessária muita insistência, persistência e fundamentalmente apoio da parte de medico, amigos e familia.

As idas a um psicólogo, psicanalista, ou psiquiatra são fundamentais e as terapias têm quase obrigatoriamente de ser acompanhadas por medicamentos ou anti-depressivos.

Antes de mais é obrigatório o próprio paciente estudar-se. Verificar a fonte dos seus medos, e as suas consequências. Ter a perfeita consciência da doença de que padece e estudar-se comportamentalmente facilita o tratamento e a cura.



Carla Horta

Título: Agorafobia – O medo de viver lá fora

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 20

795 

Imagem por: Cia de Foto

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 20 )    recentes

  • jacqueline

    31-10-2013 às 13:23:43

    ola pessoal tenho 24 anos e também sofro de agorafobia,quem tiver o mesmo problema entre em contato comigo para trocarmos ideias,obrigada.

    ¬ Responder
  • alessandra

    11-03-2014 às 23:55:04

    por favor me ajude!

    ¬ Responder
  • Henrique

    14-05-2013 às 10:20:00

    Olá pessoal
    Tive essa doenca chata por seis ou sete anos, fiz varios exames achando q tinha problemas cardiacos, passei por varios psicologos e psiquiatras q sempre passavam medicamentos que nao funcionavam, até q descobri o medicamento q me curou. Excelente em dez dias ja me sentia bem melhor em lugares q antes era impossivel frequentar (principalmente filas de bancos e dentista), mas agora depois de algum tempo de tratamento me sinto totalmente curado.
    Quem quiser entrar em contato [email protected]
    Às vezes a cura é tao simples e a gente fica anos nao se permitindo viver.
    Abracos
    Henrique

    ¬ Responder
  • GI

    15-07-2013 às 20:46:55

    OLA, FAZ 8 ANOS QUE NAO SAIO DE CASA SOZINHA,QUE NAO CONSIGO FICAR SOZINHA, VC SABE OQ DEVO FAZER?

    ¬ Responder
  • [email protected]

    07-05-2013 às 07:16:37

    bom meu nome e fabiano tenho 25 anos eu acho que tenho agorafobia porque tenho medo de conversar com as pessoas medo da convivência na sociedade de assumir algo que apareça no meu caminho sofro muito com isso me sinto bastante sozinho ,que as pessoa me depressam e tao ruim ser assim te enpedir de seguir em frente ..tantas coisa ke deixei de faze3r po causa desse meu medooo ,nao suporto mas isso preciso que alguem me ajude ,as vezes me tracava no quarto e nao queria sair de la po nada ,na minha casa nao converso mas com meus pais ele axa estranho meu jeitoo mas axo que nunca peceberam que eu tenho um poblema,quero seguir minha vida estou em um relacionamento sinto a cada diaque estou perdendo minha gatinha ,se isso acontecer nao vai ser legal pra mim vou sofrer muito quero viver quero ser feliz quero superar meus limeto sei que posso mas antes preciso vencer isso me ajuda ai pofavor e preciso disso sou de brasilia df se tiver um psicologo ai que puder me ajudar ,me liga deixa um telefone aii 93420651 ,nao sabe oquanto eruim viver assim sei amigos com medo ,sei convivencia na sociuedade seii sorrir quero viver feliz nao aguento mas essa tristeza

    ¬ Responder
  • Joana

    26-01-2013 às 19:56:00

    Preciso saber como curar agorafobia ou se alguém já se curou?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoWilliane

    05-10-2012 às 16:13:54

    Oi eu sou williane tenho 18 anos,e axo q tbm sofro mto d agorofobia,tenho medo d sair d casa,medo q as pessoas s aproximem d mim fico mto nervoso vontade imensa d chorar d sumir do mundo d m culpar por tdo q acontece,axo q sofro dsso a 7anos,tenho mto panico minhas maos soam,os pes fico mto tremula,medo q as pessoas m julgem,eu sofro mto estudo ainda e mto ruim vc nao fala cm niguem na sala,m da uma vontade d sair correndo d la,e m infurnar dentro d casa,dzem q qm sofre dsso tm uma dpendencia excessiva dos outros eu m sinto assim e horrivel eu tnho vontade d morrer

    ¬ Responder
  • Bruno

    30-07-2012 às 10:35:16

    Olá sou o Bruno, sou de Portugal e tenho agrorofobia, tenho 31 anos, gostaria de conversar com pessoas que tenham agorofobia para arranjar a melhor maneira de ultrapassar esta situação pois está a ser muito difícil lidar com isto. Email: [email protected]

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoraquel

    19-07-2012 às 23:07:18

    Meu nome é Raquel e tenho 23 anos e sofro de agorofobia a 5 anos e meio , primeiro tive a sindrome do pânico ai foi curada e depois voltou, e descobrir que tenho agorofobia trato em uma pisicologa a pouco tempo e sinto medo de morrer, ansiedade , quase não saio de casa com medo de morrer é Horrível , é uma sensação muito estranha , muitas vezes eu deixo de sair por causa disso , meu pensamento é muito negativo .

    ¬ Responder
  • Jeff

    16-07-2013 às 18:48:18

    Lamento por vocês, tão jovens e com isso, assim como eu, tenho 25 anos e estou perdendo minha vida faz 5 anos com agorafobia. Me adicionem no facebook: [email protected]

    ¬ Responder
  • bruno

    06-08-2012 às 15:42:32

    Boa tarde, Raquel já vi que tambem sofres de agorafobia como eu, se quiseres falar comigo adiciona-me no messenger.

    Obrigada

    ¬ Responder
  • sandra

    02-09-2012 às 10:24:38

    ola raquel e bruno eu tbem sofro de agorofobia desde os meus 15 anos , ja fui ajudada pelo um psiquiatrae andava melhor ja saia ha rua sem ser de carro, andava de comboio mas sempre medicada por flouxetina e victan, depois engravidei e a doença agravou de novo so que agora jasei controlar o panico em algumas situaçoes.Procurem me no facebook para podermos conversar axo que nos faria bem trocar ideias : meu face. [email protected]

    ¬ Responder
  • Isabel MonteiroISABEL MONTEIRO

    28-07-2011 às 21:25:02

    Ola sou Isabel,sempre tive problemas nervosos,ja tinha tido ataques de panico,mas o ultimo foi tao forte que tive mt medo de sair novamente a rua,no vrao ando melhor pois tou a trabalhar,no inverno quando tou demasiado tempo em casa quando saio a rua é 1 sacrificio,e eu que gostava tanto de passear,hoje é 1 sacrificio,de inverno,faço tratamento ja alguns anos mas parece ja nao tar a resultar...

    ¬ Responder
  • WelisonWelison

    30-06-2011 às 01:55:27

    Bom! Me chamo welison e tenho agorafia a tres anos ñ saio de casa e deixei os estudos to desisperado to perdendo toda minha adolescencia me ajudem porfavor! E tambem acho que to me importando demais com que as pessoas falam de mim e to esquecendo de viver!!! Desde já agradeço

    ¬ Responder
  • joHnjoHn

    15-06-2011 às 23:08:46

    era uma pessoa super estrovertida até que comecei a usar drogas, usei muita droga crack, maconha, cocaina, pinga,sofri muito com medo de sair, me sentia encomodado palpitava meu coração ,calor intenso ,a dois meses venho me tratando com citalopran 'procimax' estou bem melhor...90%melhor quero saber se eu tinha agorafobia e se um dia pode aver o risco de voltar a ter esse problema? porque acredito que tenha sido por conta de usar droga e se as drogas podem causar este tipo de problema ?(quimica), ninguem em minha familia teve este problema.

    ¬ Responder
  • daniela b.limadaniela b.lima

    15-11-2010 às 21:08:44

    ola!tenho 28 anos,tive sindrome do panico ha 05 anos atras,fiz o tratamento e as crises acabaram,mas quando descobri estar gravida de meu ultimo filho,tive crises a gravidez toda,foram 08 meses de muito panico,a gravidez foi inesperada!meu bebe esta com cinco meses,mas desde q ele nasceu,começei a ter depressão,e tenho medo de sair de casa,pois sempre q penso em sair,penso q vou ter uma crise de panico,fico achando q vou passar mal,sempre tenho medo de encontrar alguem q eu conheço,pois tenho medo de passar mal na frente das pessoas,eu fico tão mal,parece ridiculo,mas eu sempre fui uma pessoa alegre extrovertida,muito falante,e agora fujo das pessoas,só me sinto segura dentro de casa!e do lado de meu marido!tenho medo de sair de casa!será q tenho agorafobia?

    ¬ Responder
  • fabio pereirafabio pereira

    04-11-2010 às 19:47:38

    tenho medo de trabalhar sinto dores de estomago vomitto nao consigo relachar acho que e agrofobia tenho 30anos e tenho esse problema desde os 13anos agora vou procurar um psiquiatra

    ¬ Responder
  • jose joaquim de sousajose joaquim de sousa

    01-06-2010 às 15:21:15

    Sou portador de AGORAFOBIA há mais de 20 anos. só agora tive coragem de procurar um psiquiatra. estou numa situação muito dificil, pois não aguento mais nem trabalhar o medo tomou conta do meu corpo inteiro. fe-me trancar a facukdade. estou fazendo tratamento medicamentoso. sem sucesso.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPatrícia Almeida

    12-03-2010 às 21:51:40

    Olá.

    Não estou certa de que o que está descrito seja agorafobia. Julgo que se aproxima mais da fobia social do que propriamente do transtorno que tenta descrever.

    ¬ Responder
  • Bruna

    08-06-2015 às 01:37:37

    tambem sinto isso tou perdendo tudo na minha vida trabalho nao consigo mim divertir mas tenho medo de sair casa pra mim em casa tou mas segura

    ¬ Responder

Comentários - Agorafobia – O medo de viver lá fora

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Imagem por: Cia de Foto

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios