Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > A tiróide e o coração

A tiróide e o coração

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
A tiróide e o coração

Existe uma forte ligação entre a tiróide e o coração, o que significa que se houver deficiência da tíróide, também há no coração.

Na realidade são as hormonas tiroideias que regulam a rapidez dos batimentos cardíacos, a pulsação, a circulação sangúinea, as contrações cardíacas e o consumo de oxigénio.
Quando há um excesso ou um défice de hormonas tiródeias, o coração reage imediatamente.
Isto significa que se deve cuidar da tiróide, fazendo exames regulares, para averiguar o seu funcionamento.

Há muita gente que desconhece a relação da tiróide com o coração, do impacto que tem neste, casa não esteja a funcionar corretamente.

Em virtude da sua correlação, o coração acelera ou abranda, conforme o seu défice ou ou excesso.

Sem o tratamento adequado, as perturbações da tiróide agravam a condição cardíaca existente ou causam o desenvolvimento de outros problemas. É por isso que ouvimos dizer a expressão," quando a tiróide fala, o coração escuta".

Quando se verifica hipertiroidismo, a tiróide não produz hormonas suficientes, o que faz desacelerar o metabolismo, levando o coração a bater de uma forma mais irregular.

Por outro lado, as pessoas que sofrem de hipertiroidismo, desenvolvem arritmias e pressão elevada, o que pode levar a um maior risco de ataque cardíaco, e AVC. Se a tiróide for deficiente tam agrava outras patologias do coração.

Estas podem ser taquicardia, aumento da frequ^encia cardíaca, palpitações e aumento da pressão arterial.

Nos idosos , o mau funcionamento da tiróide, é mais complicado, tanto para o coração, como agrava ou desenvolve a arteriosclerose.

O mau funcionamento da tiróide é muito mais comum do que se pensa, sofrendo atualmente dela muita gente.

Segundo estatísticas, as doenças da tiróide, afetam atualmente mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo e nalguns países mais do que outros.

Apesar de tudo, a doença da tiróide ainda é pouco valorizada pela maioria da população.
Muitos, inclusive desconhecem-na e nem realizam as análises.

Sem o tratamento adequado, as perturbações da tiróide, agravam as funções cardíacas e causam inúmeros problemas, ou desenvolvem outros.

Devia dar-se mais importância à sua prevençao e cura, a fim de evitar ou reduzir problemas cardíacos.

Os idosos, especialmente, deviam fazer análises, mais vezes para detetar a sua relação com outras patologias.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A tiróide e o coração

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

651 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAlexandra

    10-08-2012 às 16:15:27

    Obrigada pela excelente informação. Presumo que, quando escreve "Quando se verifica hipertiroidismo", se refere ao hipotiroidismo. Estou correcta? Obrigada.

    ¬ Responder

Comentários - A tiróide e o coração

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios