Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > Chegou A Hora De Sair Da Casa Dos Pais

Chegou A Hora De Sair Da Casa Dos Pais

Categoria: Relacionamentos
Visitas: 4
Chegou A Hora De Sair Da Casa Dos Pais

O ser humano passa por várias fases da vida. Há o momento de estudar, trabalhar, conquistar suas coisas e, para muitos, a fase de casar. Mas, o sair da casa dos pais que quero descrever aqui não está associado ao casamento, e sim de morar só ou com amigas.

Todos nós sentimos a vontade de conquistar o que mais queremos. Seja no âmbito material, emocional, familiar, financeiro, enfim, o desejo de ter alcançado o sucesso, os seus sonhos, sem a dependência dos pais é uma necessidade nata.

Sei que cada um pode conseguir isso, mesmo morando com os seus pais. Sei também que, de alguma forma, eles podem ajudar. Mas, chega uma hora que queremos ir com os nossos próprios pés, sem estarmos seguros de quem poderá nos tirar dos apuros. Queremos aprender como é se virar sozinhos.

Assim, a vontade de sair da casa dos pais começa a se tornar um alvo, um objetivo e um desejo cada vez maior que cresce dentro da gente. E quando essa hora chegar, não hesite. Simplesmente, vá!

Também não estou dizendo que vá sem planejar, dando a louca aventura insaciável para depois, retornar à casa deles com a cara mais lavada e sem graça. Não é isso! Vá sim, mas tenha maturidade suficiente para os riscos e assumir as responsabilidades que vão surgir! Porque, certamente, elas vão!

Por isso, quero dar umas dicas de como você deverá fazer antes de sair da casa dos seus pais. O mais importante que quero frisar aqui é que entendas o momento para tal atitude. A questão toda é estar maduro (a)!

Isso nada tem a ver com a idade, mas já foi cientificamente comprovado que a melhor idade é com 25 anos. É quando passamos a pensar mais, refletir nas nossas atitudes e sabemos direcionar melhor nossas decisões. Saímos daquele estado “emoção”, “aventura”, “passatempo”.

Dicas:
- Faça no mínimo três tipos de planejamentos. Plano A, B e C. Caso o plano A dê errado, tenha já definido o B e o C. Assim, não ficará desesperado e sem controle de como deverá agir. A vida tem seus mistérios e o imprevisível é inevitável;

- Verifique todas as condições para onde irá. É um lugar caro de se viver? Como vou me sustentar? Tenho uma reserva para possíveis imprevistos? Ter um trabalho já é um bom caminho, na verdade, nem pense em sair se não estiver com condições financeiras e isso se chama “trabalho”;

- Não crie muita expectativa do que virá. Seja realista e saiba que tempos ruins virão, mas pense também que você amadurecerá com cada dificuldade. Isso nos alivia a carga!

- Evite cartões de crédito. A maioria das pessoas não sabe lidar, portanto, é melhor nem ter!

- Qualquer problema que ocorrer, não procure seus pais. Resolva você mesmo!


Adriana Santos

Título: Chegou A Hora De Sair Da Casa Dos Pais

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 4

397 

Comentários - Chegou A Hora De Sair Da Casa Dos Pais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios