Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Supere o medo de dirigir

Supere o medo de dirigir

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Supere o medo de dirigir

Para algumas mulheres, poder dirigir é sinônimo de independência e praticidade. Já para outras, enfrentar o trânsito pode ser um grande desafio, principalmente nas grandes cidades. Por isso, muitas delas desistem de guiar. São vários os fatores que fazem uma pessoa desistir de dirigir, os medos mais frequentes são o de tirar o carro da garagem, estacionar, atropelar alguém, bater o carro, subir ladeiras, entre outros.

Em muitos casos, essa sensação ruim nada mais é do que ansiedade em excesso. Em outros, o medo de dirigir está ligado ao medo de receber críticas, devido a algum trauma, acidente ou simplesmente por causa de um susto anterior.

As mulheres tem um perfil mais emocional e por isso, são mais vulneráveis neste caso. A pressão no trânsito pode ser pior para elas. Portanto, é muito importante dar a devida atenção para este assunto, então, confira algumas dicas e livre-se do medo de dirigir.

Como superar o medo de dirigir? O melhor jeito de perder o medo de dirigir, é dirigindo. Para superar esse sentimento ruim é preciso lidar e tentar se acostumar com ele. Mas se lembre de que nada deve ser feito de uma vez. Primeiro, é necessário buscar ajuda para corrigir possíveis falhas técnicas no aprendizado de direção, assim a pessoa terá mais segurança. Depois, será o momento de fazer pequenas atividades até que a confiança no volante seja adquirida.

Não se preocupe em ir devagar. Arrisque a dar voltas pelo quarteirão e, quando achar que está preparada, comece a fazer pequenos trajetos. Vá aumentando as distâncias gradativamente. Mas, se mesmo com a ajuda dos amigos ou parentes, você não conseguir superar o medo de dirigir, talvez seja preciso recorrer a um tratamento.

Mais dicas de como enfrentar o medo de dirigir:

- Prefira dirigir em lugares de pouco movimento de carro e de pedestres;

- Evite dirigir com uma pessoa falando ao seu lado ou com música, a prioridade é se concentrar no trânsito;

- É muito importante aprender a se familiarizar com os barulhos do carro;

- Caso o carro morra em alguma área muito movimentada e o motorista de trás começar a buzinar, nada de pânico. Mantenha a calma e dê a partida novamente.


Rua Direita

Título: Supere o medo de dirigir

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

639 

Comentários - Supere o medo de dirigir

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios