Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Simplificando A Vírgula

Simplificando A Vírgula

Categoria: Outros
Simplificando A Vírgula

A vírgula indica uma pausa pequena, deixando a voz em suspenso à espera da continuação da frase. Por razões didáticas, vamos dividir o estudo da vírgula em duas partes: no interior de uma oração, separando seus membros, e no interior de um período composto, separando orações.

1 – A vírgula entre os termos de uma oração

- Para destacar um adjunto adverbial:
Ex: No final da aula, todos saíram rapidamente

- Para isolar o aposto:
Ex: João, o chefe da equipe, está muito animado

- Para separar um elemento intercalado:
Ex: Esse assunto, a meu ver, deve ser discutido mais tarde

- Para destacar os pleonasmos antecipados aos verbos:
Ex: Os meninos, eu os vi no quintal

- Para indicar a omissão de um ou mais termos da oração anteriormente expressos:
Ex: O vento está forte; o mar, agitado

- Para isolar o vocativo:
Ex: Professora, posso sair mais cedo?

- Para separar os elementos de uma enumeração:
Ex: O professor conversou com pais, alunos, professores, estagiários e funcionários da escola
OS.: Nesse caso, observe que não se usa a vírgula antes do último termo da enumeração quando ele é antecedido pela conjunção “e”.

- Para destacar o nome do lugar nas datas:
Ex: Salvador, 20 de julho de 2014

Lembrete: Nunca usamos a vírgula entre o sujeito e o predicado, entre o verbo e seus complementos, entre um nome e seus complementos, entre um nome e seu adjunto.
Ex: A festa durou muitas horas; Vou pegar minha bolsa; A poluição é prejudicial à saúde; Gosto muito dessas manhãs de primavera.

2 – A vírgula entre as orações:

- Para separar orações coordenadas assindéticas:
Ex: Vim, vi, venci

- Para separar orações coordenadas sindéticas (menos as que são iniciadas pela conjunção “e”):
Ex: Corri muito, mas não consegui pegar o ônibus
Lembrete: Orações coordenadas iniciadas por “e” separam-se por vírgulas em dois casos:
1) Quanto tem sujeitos diferentes:
Ex: Os alunos entraram, e a diretora começou a falar
2) Quando a conjunção “e” for usada repetidas vezes:
Ex: E todos cantaram, e dançaram, e brincaram bastante

- Para isolar orações intercaladas:
Ex: Não desanime, disse o chefe, pois a vitória está perto

- Para separar orações subordinadas adverbiais, principalmente quando elas vêm antes da principal:
Ex: Dado o sinal, começamos o jogo

- Para isolar as orações subordinadas adjetivas explicativas:
Ex: Ouro Preto, que é uma cidade antiga, tem um rico patrimônio artístico.


Rafaela Coronel

Título: Simplificando A Vírgula

Autor: Rafaela Coronel (todos os textos)

Visitas: 0

557 

Comentários - Simplificando A Vírgula

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios