Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Sementes de qualidade nas lavouras

Sementes de qualidade nas lavouras

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 10
Sementes de qualidade nas lavouras

Os cuidados na fase do plantio são decisivos para uma boa colheita. Por isso, a importância da semente de qualidade e a forma adequada de fazer os preparativos para o plantio são de extrema importância para o sucesso do agricultor.

As sementes são o mais importante insumo na agricultura. Afinal, muitas lavouras são praticamente dizimadas por terem sido instaladas com sementes sem qualidade.

Cuidados básicos na hora da aquisição de sementes:

Escolha da procedência da semente a ser adquirida. Ela deve ter passado por processos de fiscalização ou ser certificada pelos órgãos governamentais responsáveis.

É recomendado o teste de emergência no campo ou a análise laboratorial das sementes, para cada lote adquirido.

Se a semente apresentar algum problema, o agricultor tem a possibilidade de corrigi-lo, ao contrário do que aconteceria se ele plantasse toda a área com uma semente de qualidade inferior.

Segundo dados do IBGE, a grande maioria dos pequenos produtores usam sementes comuns, com misturas de variedades diferentes, desuniformes e contaminadas por doenças. O ideal seria usar, em todas as lavouras, sementes com boa qualidade, produtividade e bom valor de mercado. Uma dica para o produtor que não tem recursos para comprar semente fiscalizada todo ano é procurar adquiri-la em intervalos regulares de alguns anos (3 ou 4) e, a partir dessas, produzir a sua própria semente.

Produção própria de sementes

Inicia com a escolha da melhor área para ser cultivada; elimina-se plantas ruins; depois observa o ponto de colheita; colhe as vagens individuais, bem formadas e limpas ou as plantas individuais sadias. Após a colheita, deve-se deixar as plantas ou vagens ao sol, por um dia, para secarem. Com esta umidade, deve-se proceder à debulha, bateção ou trilha. O passo seguinte é a catação manual das sementes; após a catação, é necessária uma nova secagem das sementes. A secagem pode ser feita espalhando as sementes no terreiro, sob lona, e deixando-as ao sol por um dia ou dois, revolvendo seguidamente, para uma secagem uniforme. Assim, a semente poderá ser armazenada num ambiente seco e com temperaturas amenas.

Para evitar ataques de insetos, as sementes poderão ser guardadas misturadas a um óleo vegetal, sendo mais indicado o óleo de soja ou azeite de oliva, na proporção de 300 ml de óleo para 100 kg de sementes, ou mesmo utilizando cinza de qualquer tipo de madeira, na base de 100 gramas de cinza para 100 kg de sementes. A mistura pode ser feita na própria lona de secagem ou no tambor descentralizado, se houver na propriedade.

Com isso, o consumidor só tem a ganhar, com mais alimentos de qualidade chegando a sua mesa, com abundância e a um preço acessível.


Cláudio Júnior

Título: Sementes de qualidade nas lavouras

Autor: Cláudio Júnior (todos os textos)

Visitas: 10

804 

Imagem por: dmswart

Comentários - Sementes de qualidade nas lavouras

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: dmswart

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios