Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > PT ou PMDB: Eis a questão!

PT ou PMDB: Eis a questão!

Categoria: Outros
PT ou PMDB: Eis a questão!

Imagine você estar andando em uma avenida importante e muito movimentada quando, de repente você parado na calçado espera o farol dos carros fechar e o que fazem eu abrir, quando do outro lado da rua você vê um garoto de dez anos fazendo malabarismo no farol.

E depois pense nos milhões de fatos que fazem uma criança de dez anos a fazer isso no farol e nas milhares de consequências que se daria ao fato de que essa criança parasse de fazer o que faz para brincar e estudar.
Agora, imagine o quanto isso seria muito bom se caso ocorresse por todo mundo com o Governo Federal parando de olhar somente para seus umbigos para um pouco se preocupar com quem o elegeu.

Embora, o Governo de Dilma não esteja sendo como imaginávamos ela vem fazendo durante esses anos umas coisas boas, como a limpeza no tabuleiro do jogo político, recolhendo peças quebradas - De políticos que como bebês, sempre estão com os bumbuns sujinhos, além de garantir o direito das moças que fazem a faxina com a Operação Lava-Jacto que além de mandar políticos de ficha suja para a prisão, ficará na história com o empenho do juiz Sérgio Moro.
Agora, o fato que me faz contestar o Governo de Dilma, é a nossa economia que vai de mal a pior.

Antes de Dilma, o Lula governou por oito anos. Nesse tempo, o número de vagas de emprego quase triplicou, mas para ser mais exato o número que antes era de oitocentos mil, agora é de vinte milhões e isso ocasionou uma grande baixa na taxa de extrema pobreza.
Durante o período de quatorze anos essa taxa acima que era de doze por cento e abaixou para oito por cento.

Fora isso, um número bem favorável de famílias que se encontravam em situações de grande lástima passou a ser confortável com os Programas Beneficiários.
Quando a Marta Suplicy esteve no comando da Prefeitura do principal estado econômico do país que houve um avanço excelente com a criação do CÉU, o lanche e os leites ninho dados nas escolas para os estudantes.
Já, no governo de Fernando Henrique, que em 1994, ele pôde trabalhar no Plano Real criado por ele enquanto o Governo de Itamar Franco quando era ministro da fazenda.

Com o país em seu comando, ele privatizou as empresas estatais como a Vale do Rio doce e o Sistema Telebrás. Por isso, ele foi denunciado já que também poderia ter negado a proposta feita para a compra feitas por empresas internacionais.
Pelo Congresso Nacional, em 1997, uma Emenda que garantia a reeleição para os cargos executivos.
Em 1988, o Presidente mais uma vez é denunciado por corrupção e compra de votos no Parlamento para que se reelegesse.
Embora esse governo esteja repleta de denuncias foi criado em 2000 a lei de Responsabilidade Fiscal.

Em 2001, a Crise Política andou assombrando mais uma vez o mandato, sem falar no período em que houve o Apagão.
Então, analisando os dois governos, podemos concluir que o mais vantajoso deles foi, com certeza, o período atual em que o Partido dos Trabalhadores está no poder já que tanto ajudou quem mais se encontra em situação de pobreza e a Classe Trabalhadora.
Agora, se tratado um pouco sobre o Processo de Impeachment podemos levar em conta tudo que de bom foi realizado durante esses quatorze anos e analisando todos esses ano, podemos concluir que o país não poderia continuar seguindo por esse caminho já que quem ficar no Poder são os meus caras-de-pau de quase vinte anos atrás e as Pedaladas Fiscais não justificaria.


Kaique Barros

Título: PT ou PMDB: Eis a questão!

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 0

2 

Comentários - PT ou PMDB: Eis a questão!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios