Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Os Três Tipos De Sociedades Mais Comuns

Os Três Tipos De Sociedades Mais Comuns

Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 1
Os Três Tipos De Sociedades Mais Comuns

A sociedade é composta de pessoas dos mais diferentes tipos de pensamentos, ideais, valores e estilos. Sendo assim, essas pessoas, seja de qual lugar, ambiente, país seja, são regidas por um destes três tipos de sociedade, a saber: capitalista, socialista e comunista. Conheça mais a respeito de cada um deles e se mantenha informado de sua diferenciação. É muito importante entender sobre seus aspectos, seus valores e formas de governo também.

Três tipos de sociedades mais comuns:

1) Capitalismo
A relação é de apropriação do capital e dos lucros, estabelecendo uma relação de posse. Se compararmos o capitalismo com o sistema cooperativo, este possui a relação de cooperação entre as pessoas envolvidas, enquanto naquele existe a relação de apropriação entre as pessoas (trabalho) e o capital (terras e fábricas). Resumindo: o capitalismo separa os meios de produção (capital) do trabalho.

2) Socialismo
É preciso, antes de qualquer discussão, verificar duas distinções de socialismo: o científico e o utópico. Você sabe a diferença entre os dois? O socialismo utópico é aquele que muitos pensadores imaginam como uma sociedade justa, sem problemas sociais, com as pessoas vivendo nas mesmas condições, sendo respeitadas igualmente, enfim tudo perfeito. Alguns até imaginam que isto aconteça em alguns locais, porém na prática não fazem nada de concreto para mudar a situação atual e só ficam na imaginação.

Já o socialismo científico é aquele iniciado por Marx e Engels, que é realista, ou seja, passível de colocar em prática. Tem como principais ideais: a convicção de que é possível mudar; a teoria do trabalho, que diz que o trabalho produz tudo; e a igualdade de todos, que é o principal objetivo do socialismo.

3) Comunismo
É preciso tomar cuidado para não confundir socialismo com comunismo, pois o comunismo seria a verdadeira teoria revolucionária de Marx, enquanto o socialismo seria uma corrente reformista. O comunismo surgiu na Revolução Russa e se espalhou por todo o mundo. A ideia deste sistema é de não haver mais exploradores e explorados, ou seja, não existiriam mais classes sociais e a figura do Estado iria desaparecer.

Espero que tenham aprendido a diferença entre o capitalismo, o socialismo e o comunismo. Dá para perceber visivelmente suas reais diferenças! Até mais!


Kizua Urias

Título: Os Três Tipos De Sociedades Mais Comuns

Autor: Kizua Urias (todos os textos)

Visitas: 2

428 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoRuça

    27-09-2014 às 23:07:30

    Fantástico , bem escrito, e muito bom este artigo sobre os três tipos de sociedades mais comuns

    ¬ Responder

Comentários - Os Três Tipos De Sociedades Mais Comuns

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios