Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O Que É Budismo?

O Que É Budismo?

Categoria: Outros
Visitas: 5
Comentários: 2
O Que É Budismo?

Uma das várias religiões do mundo inteiro, o Budismo, até hoje está em crescente desenvolvimento. Sua principal base de fé são os ensinos deixados por Buda e quem é seguidor dele denomina-se por nome de budista. Buda é conhecido como “O Iluminado” tendo iniciado seus ensinamentos no nordeste do subcontinente indiano, entre os séculos VI e IV a.C.3.

O Budismo é um caminho de prática e desenvolvimento espiritual que conduz ao discernimento sobre a verdadeira natureza da realidade. Práticas budistas, como a meditação são meios de mudar a si mesmo, a fim de desenvolver as qualidades da consciência, bondade e sabedoria. A experiência desenvolvida dentro da tradição budista ao longo de milhares de anos criou um recurso incomparável para todos aqueles que desejam seguir um caminho - um caminho que finalmente culmina no Iluminismo ou Buda. Um ser iluminado vê a natureza da realidade com absoluta clareza, tal como ela é, e vive plenamente e, naturalmente, de acordo com essa visão. Este é o objetivo da vida espiritual budista, o que representa o fim do sofrimento para quem quer alcançá-lo.

O Budismo não inclui a ideia de adorar a um deus criador e algumas pessoas não a veem como uma religião ocidental. Os princípios básicos do ensinamento budista são simples e de maneira prática: nada é fixo ou permanente; ações têm consequências; a mudança é possível. Assim, o budismo se dirige a todas as pessoas sem distinção de raça, nacionalidade, classe social, sexualidade ou gênero. Ele ensina métodos práticos que permitem que as pessoas percebam e usem seus ensinamentos, a fim de transformar a sua experiência, para ser totalmente responsável por suas vidas.

Atualmente, o Budismo é bastante diversificado e possui vários aspectos. Pode ser dividido em aproximadamente duas categorias: Theravada (pequeno veículo) e Mahayana (grande veículo). Theravada é a forma monástica que reserva a grande iluminação e nirvana aos monges, enquanto o Budismo Mahayana estende esse objetivo de alcançar a iluminação aos leigos também, quer dizer, aos que não são monges. Sob essas duas categorias, podemos encontrar vários ramos do Budismo, tais como Tendai, Vajrayana, Nichiren, Terra Santa, Zen, Ryobu, entre outros. Portanto, é importante que aqueles que não pertencem ao Budismo e que estão tentando compreender essa religião não presumam conhecer todos os detalhes de uma certa divisão do Budismo quando tudo que estudaram foi apenas o Budismo histórico clássico. (Corduan, 230).

Yuri Silva

Título: O Que É Budismo?

Autor: Yuri Silva (todos os textos)

Visitas: 5

441 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSusana Farias

    26-09-2014 às 21:01:57

    :) Amei a explicação!
    Parabéns!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoguida

    24-09-2014 às 21:08:44

    Muito obrigado tenha sido eu que tinha sugerido este tópico, eu ando a fazer um trabalho sobre as varias religiões ou vertentes espirituais. Este texto sobre o que é o budismo ajudou muito o meu trabalho...obrigado

    ¬ Responder

Comentários - O Que É Budismo?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios