Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O Egito e os Faraós

O Egito e os Faraós

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 2
O Egito e os Faraós

A história do Egito inevitavelmente gira em torno do Rio Nilo, que é rodeado por um vale extremamente fértil e possibilitou a estabilidade do povo daquela região.
Sendo nada menos que um oásis situado à nordeste da África do Sul, o Egito fica entre o Saara e a Arábia. No verão o Rio Nilo transborda, e no inverno ele volta para seu estado normal, deixando um enorme espaço úmido e fértil, possibilitando os agricultores colherem duas vezes que o normal.

Os primeiros homens a habitarem o Egito chegaram àquela terra cerca de 6000 anos antes de cristo. Eram descendentes de Cam, de pele geralmente morena e negra. Se organizaram em clãs de família, que acabaram por se tornar nomarcas. Isso por que as pessoas tiveram uma necessidade de se juntarem para trabalhar em equipe, modificando e criando barragens, para aproveitar melhor o Nilo.

Os nomos foram mesclado-se, até que o Egito passou a ser governado por apenas um rei, o faraó. A este próximo período é dado o nome de Antigo Egito.

O Antigo Egito teve o faraó Menes como primeiro governante, em 3500 antes de cristo. Em sua dinastia o país cresceu, sendo construídas as primeiras pirâmides, usadas como túmulos dos faraós. Aproximadamente 2200 antes de cristo, o Egito foi invadido por líbios, e este período da história é chamado de Primeira Era Intermediária.

Houve muitas lutas internas, e o Egito não era mais homogêneo. Em 2100 antes de Cristo o Egito foi invadido pelos Hicsos, um povo árabe. Só em 1500 antes de cristo que o povo de Tebas conseguiu expulsá-los, conseguindo assim mais um momento de paz e prosperidade.
O último período da história marcou a queda do Egito e é chamado de Baixo Egito. Em 525 antes de cristo o império foi invadido pelos persas e mais pra frente pelos romanos. O Egito foi a província mais rica dos Romanos, e a história deles está fortemente vinculada a este país.

Para conhecer mais sobre a história do Egito é aconselhável procurar em livros ou sites específicos, uma vez que a história desta região é rica em inúmeros aspectos.


Wallace Randal

Título: O Egito e os Faraós

Autor: Wallace Randal (todos os textos)

Visitas: 0

632 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    27-08-2014 às 12:10:32

    O Egito é riquíssimo de grandes histórias para nosso estudo e civilização deste povo. Um lugar que encanta as pessoas, que sempre lutou e que ficamos muito admirados. Os faraós são grandes pessoas que nos causam tremenda curiosidade.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    17-09-2012 às 12:53:34

    O Egito sempre exerceu sobre mim um fascínio especial, ocupando um lugar bem no topo da minha lista de países a visitar quando a minha condição económica me permitir esse que é o maior dos prazeres: viajar. E receio gostar do Egito não por qualquer razão extraordinária, mas sim pelas razões que movem tanta gente a adorar esse país: o mistério das pirâmides, os segredos dos faraós e, não menos crucial, a sua importância bíblica.

    ¬ Responder

Comentários - O Egito e os Faraós

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios