Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > E quando o s... é muito bem pago?

E quando o s... é muito bem pago?

Categoria: Outros
E quando o s... é muito bem pago?

A mais velha profissão do mundo é de facto a profissão mais velha do mundo. Tem barbas e muitas, muitas histórias para contar. Desde os tempos mais antigos que existe prostituição, e seja quem a pratica ou seja quem a paga e usufrui, sabe ao que vai, mas nem sempre adivinha o que pode acontecer.

Existiriam milhões de coisas para contar sobre a prostituição, desde à escravatura sexual, aos bares de engate disfarçados com o nome de acompanhante, aos anúncios perdidos e cada vez em mais número nas páginas de qualquer jornal de grande tiragem. Não se fala aqui da descrição do anúncio no jornal nem das formas como uma prostituta “de rua” se “anuncia” e “promete” na esquina de uma cidade qualquer.

Desta vez, o que aqui se fala é de prostituição de luxo. A prostituição de luxo não está ao alcance de todos, e acredite não é só ao preço que me refiro. A prostituição de luxo é difícil de encontrar e se existem núcleos muito bem organizados (onde a palavra rede é muito, muito mal interpretada), também existem profissionais independentes.

Os contactos são passados de mão em mão e os profissionais são bastante discretos. Acompanham com classe, sem que se possa perceber o que ali fazem na realidade e prestam um serviço de excelência. Os locais da prática são por norma quartos de hotéis de luxo e a regra permanece na independência além da já referida descrição.

Os valores são astronómicos, mas quem já usufruiu deste serviço, diz que o profissionalismo vale o valor que se paga.

Erradamente julgamos que os profissionais são só mulheres cuidadas e bonitas, com nível e classe, mas é um verdadeiro engano. Cada vez mais o mercado das mulheres clientes é cada vez maior. Mulheres solitárias, na maioria casadas, pagam para o conforto dos braços de um homem que muitas vezes não voltam a ver.

Pagar em troca de s... é um pratica antiga, milenar, e muitas, muitas vezes descriminadas pela sociedade, mas… “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”. Cada vez mais a prostituição é aceitável, apesar da forma como é praticado.

Se bem pago, discreto e de uma segurança extrema (fala-se na da saúde), este tipo de prostituição começa a ser aceite na alta sociedade. Muitas vezes, o acompanhamento destas mulheres em jantares e convívio entre amigos, é visto como uma atitude altruísta.

Afinal, será o s... pago aceite ou não?


Carla Horta

Título: E quando o s... é muito bem pago?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

633 

Imagem por: NeoGaboX

Comentários - E quando o s... é muito bem pago?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: NeoGaboX

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios