Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Dinheiro rápido: como saber o que fazer?

Dinheiro rápido: como saber o que fazer?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 1
Dinheiro rápido: como saber o que fazer?

Muitas pessoas estão em busca de uma oportunidade de ganhar dinheiro extra e por isso, se empenham em pesquisar na internet opções que ofereçam propostas favoráveis de trabalho. O que é não sabem é que em meio a tantas ofertas de negócio, é que podem estar investindo capital em algo que nunca dará retorno.

Não são poucas as pessoas que se iludem com os magníficos sites bem elaborados que prometem renda vitalícia e riqueza em pouco tempo. Esse é um dos principais atrativos, pois quem não quer reduzir sua carga horária de trabalho ou poder comprar o que tanto sonha em tempo reduzido. Tudo parece muito simples no começo e que se tantas pessoas conseguiram atingir o sucesso, segundo os testemunhos apresentados em determinados sites, é sinal que depende apenas de algumas horas disponíveis por dia para finalmente comprar a tão sonhada casa, barco, sítio e ter uma conta bancária invejável.
Ora, não sejamos tão ingênuos, dinheiro não bate a porta sem esforço. É claro que muitos podem ter obtido sucesso, mas não significa que se aplica a realidade de todos, por isso, abordamos esse assunto que tem levado muita gente a frustração por acreditar que não foi capaz de desenvolver tarefas tão simples para conquistar sua independência financeira.

Antes de se inscrever ou acreditar na primeira promessa de riqueza, analise e certifique-se de que a empresa é realmente séria, ou seja; que ela está inscrita na Receita Federal, se está ativa, quanto tempo tem de existência e qual o endereço físico.

Após essa pesquisa, verifique nos órgãos de Proteção ao consumidor se tem alguma queixa registrada.

Todos esses cuidados são importantes, já que a maioria dos sites que oferecem proposta de renda extra pedem um depósito para que o interessado se torne membro participante da empresa.

Sabemos que o MMN (Marketing Multinível), é um dos tipos de negócios que mais cresce em todo o mundo e que algumas empresas e organizadores do sistema são pessoas sérias, mas infelizmente nem todos são assim.

Independente do valor a ser pago, é um custo que deve ser considerado, afinal, de grão em grão a galinha enche o papo, é preciso fiscalizar.

Sem dúvida que o MMN, pode proporcionar renda extra e o segmento de cosméticos é o mais favorecido nessa área, porém, sem dúvida não se pode deixar levar sem antes avaliar a seriedade. Vale lembrar que no mundo dos negócios, é fundamental apresentar credibilidade, caso contrário; fechará as portas para um próximo negócio, pois confiança é algo que se planta como semente, que precisa irrigar ao longo do tempo para se manter com vida.


Sílvia Baptista

Título: Dinheiro rápido: como saber o que fazer?

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 0

624 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAdriana dos Santos da Silva

    12-09-2012 às 19:53:30

    Verdade muito grande que foi colocada aqui nesse texto. Eu mesma já fui uma pessoa em que passava horas e horas pesquisando uma maneira rápida de ganhar dinheiro e nunca gerou nenhuma grana alta. Não existe! Essas ofertas da internet são somente ilusões de pessoas que enganam outros com ofertas inimagináveis. Temos que ter cuidado com esses sites, pois perdemos tempo e tempo é dinheiro. Não caia nessa lábia de ganhar dinheiro fácil e rápido.

    ¬ Responder

Comentários - Dinheiro rápido: como saber o que fazer?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Superstições Náuticas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Barcos
Superstições Náuticas\"Rua
Todos temos as nossas manias e superstições. Não que se trate de comportamentos compulsivos, mas a realidade é que mesmo para quem diz que não liga nenhuma a estas coisas, as superstições acompanham-nos.

Passar por baixo de uma escada, deixar a tesoura, uma porta de um armário ou uma gaveta aberta ou até deixar os sapatos em posição oposta ao correcto, são das superstições mais comuns. As Sextas-feiras 13 também criam alguma confusão a muita gente, mas muitos são os que já festejam e brincam com a data.

Somos assim mesmo, supersticiosos, uns mais do que outros, mas é uma essência que carregamos, mesmo que de forma inconsciente.

Existem no entanto profissões que carregam mitos mais assustadores do que outros, e por exemplos muitos actores não entram em palco sem mandar um “miminho” uns aos outros.

Caso de superstição de marinheiro é dos mais sérios e se julga que se trata só de casos vistos em filmes de piratas, desengane-se. Os marinheiros dos dias de hoje carregam superstições tão carregadas de emoção quanto os de outros tempos.

Umas mais caricatas do que outras, as superstições contam histórias e truques. Por exemplo, contra tempestades, muitos marinheiros colam uma moeda no mastro dos navios.

Tal como fazem os actores, desejar boa sorte a um marinheiro antes de embarcar, também não é boa ideia. Os miminhos dados antes de entrar em palco também servem para o efeito.

Dar um novo nome a um barco é uma péssima ideia para um marinheiro. Dizem que muitos há que não navegam em barcos rebaptizados.

Lembra-se que os piratas de outros tempos utilizavam brincos? Pois isto faz parte de uma superstição. Dizem que os brincos evitam que se afoguem.

Entrar com um pé direito na embarcação é sinal de bons ventos. Tal como acontece com muitos de nós, os marinheiros também não gostam de entrar de pé esquerdo.

Já desde remotos tempos se dia que assobiar traz tempestades. Ora aqui está um mote dos marinheiros, pelo que se assobiar numa embarcação, arrisca-se a ter chatices com o marinheiro.

Verdades ou mentiras, as superstições existem e se manter os seus próprios mitos acalma um marinheiro, então que assim seja. Venham as superstições náuticas que cá estamos para as ouvir.

Já agora uma curiosidade ainda maior. Dizem que se tocar a gola de um marinheiro passará a ter sorte. Será verdade ou foi um marinheiro que inventou?

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Superstições Náuticas

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 06:39:27

    Não acredito em superstições de forma alguma.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios