Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como se faziam as moedas?

Como se faziam as moedas?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 6
Como se faziam as moedas?

Atualmente as moedas são prensadas, de longas folhas de metal e gravadas sob pressão até 360 toneladas por polegada quadrada, em máquinas automáticas, mas antes da cunhagem a vapor eram cunhadas individualmente à mão.Foi Matheuw Boulton que inventou a cunhagem a vapor , muito mais prático e rápido do que feito á mão, anterioreriormente.

O modo de as fazer é colocar discos de metal cuidadosamente pesados, entre blocos de metal temperado, um com o desenho da coroa e outro com o da cara. O cunho superior era, logo martelado com força para que o metal do disco assumisse o desenho de ambos os lados.

Este processo era designado de fresagem, e ainda muito demorado e repleto de erros.
AS moedas eram frequentemente cunhadasdas duplamente e além disso podiam rachar ou ficarem descentradas. As unidades mais altas usavam ouro e prata, contudo, como não havia duas moedas iguais, podiam recortar os seus bordos, em ouro ou prata e depois lucrar com isso, ou seja com os restos preciosos da moeda.

A pergunta que se pode colocar no ato de cunhar moedas é:
como era curtida a pele?.
Na realidade este processo era considerado repugnante.
Isto porque se usavam neste processo materiais imundos.

Na realidade, depois de extraída a pele do animal abatido, como a vaca, veado, coelho ou qualquer criatura com pele maleável, esta era endurecida com sangue, sendo a carne raspada, enquanto eventuais pelos eram removidos, encharcando a pele em urina.

De seguida, fezes de galinha ou de outro animal, eram então, misturados com água em vasilhas e massajadas nas peles, pelo urtidor, que pisava a pele na mistura com os pés descalços, à semelhança de pisar uvas nos lagares.

As fezes de animal, em especial de câo, contêm um enzima que de compôm o colagénio na pele, tornando-a macia e maleável.

Nalguns casos, o cétrebro esmagado do animal abatido era usado para fazer a mamurça ou peças de pelo, um agente de curtição. com óleo de cedro, que era aplicado enquanto a pele estava a ser esticada. Isto permitia que o material se mantivesse mais maleável.

Para a cunhagem usava-se o martelo, o disco, o cunho e o contracunho.

Cada um deles tinha o seu papel, imprecindível no ato de cunhar as moedas.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como se faziam as moedas?

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 6

626 

Comentários - Como se faziam as moedas?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Jardinagem Fonte de Vida

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Jardinagem Fonte de Vida\"Rua
A jardinagem é conhecida há anos como uma forma de emprego que possibilita a muitos uma renda familiar mensal. A jardinagem também pode ser artística onde a arte do profissional é aplicada. A jardinagem pode ser de inúmeras formas conhecida e exercida, trazendo benefícios imensuráveis a aqueles que dela são adeptos.

Muito mais que fonte de renda ou arte a jardinagem é uma fonte de inúmeros beneficio a vida do ser humano, fonte de alegria, relaxamento e distração. E por ser uma atividade tão simples não é difícil de ser realizada. A jardinagem é por si só fonte de vida, fonte de aprendizado e principalmente fonte de intimidade do ser humano.

Ser adepto da jardinagem não é somente revirar terra, ser adepto da jardinagem é decisão de vida que transforma seu dia-a-dia mudando a rotina de dias estressantes e cansativos.

Ao olhar de muitos a tarefa possa parecer penosa, cansativa e até chata, mais somente estando envolvido na jardinagem para perceber que muito mais ter um corpo cansado após a tarefa, você na verdade descansa seu corpo sua mente e seu espírito da agitação do dia-a-dia.

Alguns minutos dedicados à jardinagem são o suficiente para inibir grande carga emocional e física do nosso dia-a-dia, e proporcionando uma energia a mais para os próximos dias.

A jardinagem pode ser realizada de varias formas simples que vão trazer todos estes benefícios a sua vida e não são necessários grandes investimentos ou mudança radical da sua rotina de vida ou qualquer outra mudança que você possa imaginar. Na verdade as maiores mudanças são comportamentais e só depende de você.

Para detalhar um pouco o que você poderá fazer com alguns minutos dedicados à jardinagem você irá perceber que não há nenhuma dificuldade em realizar esta tarefa.

Com um mínimo de espaço você pode cultivar plantas simples, em vasos pequenos que não irão ocupar espaço e serão na verdade uma linda forma de ornamentar sua casa.

Você poderá cultivar uma espécie de planta conhecida como:
- Rosa de pedra

É uma suculenta, planta que armazena água nas folhas e caules, que tem o formato parecido com o de uma rosa. É muito usada para fazer arranjos em vasos com outras suculentas e cactos. Deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Não tolera muito sol.

E você vai perceber que se dedicar alguns minutos a jardinagem é muito bom para você, os resultados não tem como ser calculados, somente há possibilidade de experimentar o quanto bom é o resultado final.

Então não espere muito é dedique-se um tempo a descobrir o quanto é bom a jardinagem para sua vida.

Pesquisar mais textos:

Rodrigo Junio Ferreira

Título:Jardinagem Fonte de Vida

Autor:Rodrigo Junio Ferreira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:43:33

    É tão gratificante nós mesmos realizarmos a jardinagem. Essa atividade relaxa, gera prazer e o resultado nos deixa muito felizes. Vale a pena!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios