Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como Reclamar?

Como Reclamar?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 5
Como Reclamar?

De médicos e de loucos todos temos um pouco… Lá diz o ditado, mas verdade seja que de protestantes também!!!
Todos nós sabemos e passamos a vida a protestar. Contra tudo e contra todos. Julga que não é verdade? Ora pense lá bem.

Reclamamos porque há fila de trânsito, porque o combustível aumentou, porque os filhos o atrasaram de manhã, porque o café estava fraco e não despertou, porque chove, porque faz calor. Tantos protestos e o dia ainda nem começou à séria.

Mas se a protestar todos somos verdadeiros génios, será que a reclamar somos diferentes?
Aqui está o busílis da questão. Todos discutimos, apontamos culpas, “incriminamos”, apontamos o dedo, enfim, protestamos, mas na realidade muitos de nós não sabe reclamar.
Na hora de reclamar, há que ter em atenção certos fatores.

Em primeiro lugar seja antes de qualquer coisa, seja sensato e coloque-se no lado oposto. Desta forma vai verificar se tem razão na sua reclamação.
Se mesmo assim julga que a sua indignação tem fundamento, fale com toda a diplomacia possível com quem está do outro lado. Apontar a falha que detetou com educação, vai originar a uma maior compreensão de quem está a receber a chamada de atenção. Se for mal-educado ou rude, é melhor não esquecer que atitude gera atitude.

Existem situações em que a diplomacia já não funciona. Ou porque o motivo da reclamação é preocupante ou porque a diplomacia anteriormente falada não surtiu efeito. Nesta altura pode sempre pedir para falar com um superior hierárquico da pessoa que o fez sentir-se mal com a situação. Continue a falar de forma educada. A boa formação é o princípio de qualquer resolução.

Existem no entanto situações que são impossíveis de resolver pessoalmente quer por questões burocráticas, quer porque o individuo que o atende não o entende.
Nesta altura pode e deve pedir o livro de reclamações. Para o efeito deverá identificar-se no livro e descrever por escrito o motivo da sua reclamação. Não se preocupe se ultrapassar mais do que uma folha. Pode utilizar as que entender. Este livro contém 3 folhas, tendo elas o seguinte destino: 1ª via para si enquanto reclamante, a 2ª via para a entidade reguladora da atividade correspondente à reclamação que está a apresentar e a 3ª via fica guardada no livro. A 2ª via tem de ser enviada para a entidade reguladora pelo proprietário do estabelecimento no prazo de 5 dias.

Guarde a cópia e provas da situação, como folhetos, brochuras, etc..
Poderá enviar também a reclamação para a entidade, para que possa reforçar a sua reclamação.
Vai ser contatado pelo organismo regulador e poderá avançar com processo de contraordenação contra o estabelecimento alvo da reclamação.
Uma reclamação justa e sensata poderão fazer um melhor serviço. Em todo o caso não se esqueça que a diplomacia na atitude com os outros resolve muitas vezes as situações mais complicadas.


Carla Horta

Título: Como Reclamar?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

638 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    26-07-2014 às 21:33:03

    Às vezes, queremos reclamar e não sabemos. Acaba-se por perder o direito e sair de seus limites. Acredito que reclamar é um direito de todo cidadão, mas deve ser feita com classe, com respeito e de forma bem profissional, sem ofensas.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoRafael

    24-07-2012 às 10:51:19

    Tento sempre chegar á conversa com as pessoas, mas já me aconteceu lidar com pessoas tão insuportáveis que tive de escrever no livro de reclamações. Há situações em que até se pede para falar com o gerente ou o superior, mas a abordagem dos superiores é igual à dos funcionários. Com tratos mal educados, resolve-se o assunto escrevendo no livro e o assunto fica arrumado.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoBina

    24-07-2012 às 10:49:34

    Uma vez consegui resolver uma situação através de uma reclamação no livro de reclamações. Foi num centro de saúde. Eu estava na fila e à minha frente estava uma senhora já muito velhota. A funcionária do Centro de Saúde falava com a velhota de uma forma abusiva e a senhora, muito sensível começou a chorar e a dizer que não entendia nada. Em vez de ajudar, a funcionária mandou-a embora. Eu agarrei no braço da velhinha e avancei para o balcão. Pedi à funcionária que informasse a senhora como devia ser, pois esse era o trabalho dela.
    A funcionária começou a levantar problemas e eu puro e simplesmente apresentei a reclamação. O processo seguiu e a funcionária recebeu uma reclama dos seus superiores. Julgo que não volte a repetir a graça de ser mal formada com alguém que precisava da sua ajuda. Este é um exemplo que podemos apresentar uma reclamação de uma coisa que não está diretamente relacionada connosco.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFelisbela

    23-07-2012 às 12:43:14

    Já tive situações em que as reclamações, apesar de bem feitas e de eu ter razão, não haver nenhuma consequência para o outro lado. Já vi restaurantes que se sabe estão minados de baratas e porcaria e que as pessoas fazem as devidas reclamações, mas continuam abertos. Se dizem que a ASAE trata destes casos, eu, na minha opinião, acho que muitos urgentes ficam por resolver. Gostava de saber quais são os critérios para que as entidades reguladores regulassem de verdade determinados locais de atendimento ao publico. É importante o controlo de sítios que já deviam ter levado verdadeiros “apertões” há muito tempo.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAntónio

    23-07-2012 às 12:42:55

    Acontece muito em Portugal, fazer-se o escândalo e a guerra em voz alta, mas não apresentar uma reclamação como deve ser. Temos de saber reclamar. Naturalmente que em primeiro lugar temos de ser diplomatas, como diz a autora e tentar mediar uma situação mais chata ou complicada com palavras e conversas educadas. No entanto, nem sempre é fácil, pois do outro lado estão prestadores de serviços que não respeitam o cliente e julgam que prestar um bom serviço não vai fazer nenhuma diferença. Tratar bem o cliente é fidelizá-lo e se para que os clientes seguintes tenham um serviço de excelência, eu reclamo sem qualquer problema.

    ¬ Responder

Comentários - Como Reclamar?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Seguros
Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet\"Rua
Os seguros pela Internet estão a ter cada vez mais procura por parte dos consumidores, especialmente devido ao factor preço, mas também porque as pessoas começam a dominar melhor as ferramentas da Internet e a ter mais confiança nos serviços disponibilizados online.

A grande vantagem de contratar um seguro pela Internet é a possibilidade de conseguir valores muito inferiores aos que conseguiria num mediador de seguros local. Poderá conseguir reduzir o prémio do seu seguro em 50% ou ainda mais. As operadoras de seguros que actuam pela Internet não têm que pagar comissões aos correctores (intermediários) e por isso podem fazer preços mais competitivos. Além disso, poderá também fazer simulações online usando os aplicativos para esse efeito que essas empresas de seguros disponibilizam nos seus sites.

Ao trabalhar com estas empresas não terá que perder tempo em filas de espera nas agências físicas. Todas as operações podem ser efectuadas através da Internet: adesão, alteração de dados, alteração do modelo de seguro, etc., e toda a informação relativa aos seus seguros estará disponível 24 horas por dia na sua conta de cliente.

Para as pessoas que dão grande importância ao contacto pessoal na altura de contratar um serviço, as empresas de seguros pela Internet não são obviamente uma solução, e essa é uma das suas principais desvantagens.

Outra desvantagem é que no caso de haver algum problema terá que ser o próprio cliente a contactar a seguradora e a tratar de tudo que for necessário para a resolução do problema, enquanto se contratar o seus seguros através de um mediador, no caso de haver problemas apenas tem que contactar o seu mediador e será ele a tratar de tudo.

Na minha opinião, para quem percebe o mínimo de Internet e quer poupar dinheiro nos prémios dos seus seguros, obviamente que as seguradoras que actuam pela Internet e telefone (as chamadas low-cost) são sem dúvida a melhor opção.

Se por outro lado, você não domina a Internet e não gosta de se preocupar nem de tratar de papeladas, no caso de ter algum acidente, então o melhor é manter-se em contacto com as agências físicas.

Pesquisar mais textos:

Carlos Vieira

Título:Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet

Autor:Carlos Vieira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Francisco Moreira da Silva 04-10-2014 às 11:37:30

    Passados estes anos o canal de vendas de seguros pela internet tem muito pouca representatividade no nosso mercado. Tudo não passa de muita, mas muita, publicidade. É impossível reduzir o prémio de um seguro automóvel(é neste produto que estas seguradoras mais se tentam afirmar) em 50% ou ainda mais. O consumidor de seguros prefere e procura um profissional que EXPLIQUE OS SEUS SEGUROS. No pós venda são os MEDIADORES PROFISSIONAIS DE SEGUROS que melhor desempenham este importantíssimo serviço ao cliente de seguros, oferecendo níveis de serviço muito superiores ao de qualquer seguradora que venda pela internet! … e sem pagar mais por isso! … Sobre este tema haveria muito mais para falar, termino dizendo: O QUE RENDE É IR FAZER O SEGURO NUM MEDIADOR PROFISSIONAL DE SEGUROS.

    ¬ Responder
  • gil 17-06-2014 às 23:03:37

    tontarias , nao vale de nada , treta...

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    29-05-2014 às 16:28:35

    Os seguros pela internet precisam ser bem pesquisados, pois há muitas fraldes. O melhor é receber indicação de alguém que já use o serviço.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios