Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como alcançar os objectivos

Como alcançar os objectivos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Como alcançar os objectivos

Hoje acordei com energia suficiente para me motivar.Apesar de ter dormido pouco decidi que quando me levantasse iria fazer alguma coisa por mim. assim, sabendo que tenho um sonho, um objetivo de vida, pus-me a fazer planos para lá chegar. Não basta comprar livros de motivação. É preciso lê-los e aplicar o que se aprende. É preciso muito força, determinação, concentração e foco quando se quer muito que uma determinada coisa aconteça. Porque se não estiver-nos concentrados o suficiente, o nosso cérebro começa a vacilar e distancia-se do que é importante enveredando por outros caminhos fazendo-nos abrandar o passo. e é isso que nós queremos? Claro que não. Então temos de lutar todos os dias.

No meu caso, o meu objetivo de vida é ser escritora. Bem, isso já eu sou. mas o que eu queria mesmo era obter reconhecimento do meu talento. Para isso tenho de investir algum tempo para aperfeiçoar as minhas capacidades a fim de ampliar as minhas possibilidades de sucesso. Além disso também tenho de continuar a enviar os meus originais para as editoras até ter uma resposta positiva que me permita ter o prazer e a responsabilidade de publicar finalmente um livro. E o que faço enquanto isso? Será que cruzo os braços e espero sentada que alguma coisa aconteça? É lógico que não. Enquanto espero continuo concentrada no meu objetivo, ou seja, continuo a escrever.

Já referi num outro texto, neste mesmo site, que tenho um blogue. então, o que faço enquanto espero é escrever no meu blogue: rainhadasinsonias.blogspot.com , por gosto e por prazer. Outra medida que eu tomei foi começar a escrever para o site ruadireita.com para que além da dignificação da minha escrita, também tenha a oportunidade de ganhar algum dinheiro. E será que vai valer a pena? "Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena", já o dizia Fernando Pessoa.

Outra situação que nos ajuda a manter o foco no nosso objetivo é deixar que as pessoas à nossa volta saibam aquilo que andamos a fazer nesse mesmo sentido. Assim podemos esperar incentivos reais que nos dão a motivação certa para prosseguir em busca dos sonhos.

Só um alerta: muito cuidado a quem revela os seus segredos, vontades e objetivos, pois se não forem pessoas de confiança podem criar-nos obstáculos que dificultam a concecução dos mesmos.

Mas não tenhamos medo o que é preciso é acreditar sempre!


Jovita Capitão

Título: Como alcançar os objectivos

Autor: Jovita Capitão (todos os textos)

Visitas: 0

605 

Comentários - Como alcançar os objectivos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios