Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Caracol - a sua sexualidade

Caracol - a sua sexualidade

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 144
Comentários: 8
Caracol - a sua sexualidade

É já do conhecimento da grande maioria das pessoas que o caracol é lento, praticamente toda a gente sabe disso. Até fazem anedotas sobre isso.

Também grande parte das pessoas detesta ver os caracóis no jardim ou na horta. São eles que comem as folhas das plantas e de algumas culturas. Há mesmo quem tenha nojo do caracol.
Pelo contrário a grande maioria das pessoas não saberá de algumas curiosidades que quase só estes seres são capazes de conseguir. São verdadeiros feitos notáveis. Tão notáveis que só com a própria lentidão deles se poderá explicar. Ou talvez não…
Vou falar da reprodução do caracol.

Primeiro são hermafroditas, quer isto dizer que não há macho nem fêmea, quando partem para uma relação, não há aquela coisa de dizer: eu é que sou o macho, aqui mando eu… Nada disso, ambos têm dois sexos: masculino e feminino. Mas não se podem autorreproduzir, por isso são hermafroditas incompletos. Necessitam um do outro para a reprodução
Depois, após uma espécie de dança amorosa, unem-se para estarem horas a acasalar. O acasalamento do caracol pode durar mais de 10 horas. Sim não me enganei, pode durar 10 horas. E aqui outra surpresa: uma vez que a cúpula é a dois, ambos são fertilizados e ambos serão mãe (e pai ao mesmo tempo). É que farão duas desovas distintas. Cada um a sua.

Estas “obrigações” são sempre feitas na maior das intimidades. Sempre que possível abrigam-se ou escondem-se dos olhares indiscretos.

Por último e após esta azáfama do acasalamento e da desova vão precisar de se alimentar e até descansar. Normalmente descansam quando está muito calor ou muito frio: quando está calor estivam, ou seja, ficam sem atividade aparente e permanecem assim o tempo que for necessário até o clima melhorar. Pode durar 3 ou 4 meses. O mesmo acontece quando está frio. Neste caso hibernam. Mas não aguentam temperaturas negativas, porque o seu corpo é composto de muita água e congelariam.

Após esta “inatividade”, ai estão eles prontos para nova aventura amorosa, e mais 10 horas de atividade. Poderão acasalar 4 vezes por ano.

É óbvio que isto à escala do ser humano é completamente impossível. Embora, provavelmente, haja já alguém que desejaria ser como o caracol… na sua lentidão.


Vitor Serro

Título: Caracol - a sua sexualidade

Autor: Vitor Serro (todos os textos)

Visitas: 144

802 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 8 )    recentes

  • SophiaSophia

    26-05-2014 às 04:36:59

    Que máximo! Não sabia dessas informações dos caracóis e sua sexualidade. Muito bom o seu texto!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • isabela massarin santiago

    25-05-2013 às 11:33:11

    vai me ajudar no trabalho de ciencias obrigado

    ¬ Responder
  • Nela

    08-07-2012 às 19:50:11

    essa da sexualidade está o máximo

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoRui

    21-06-2012 às 13:37:17

    tens cheito...

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFernando

    21-06-2012 às 11:39:08

    Aguardo mais artigos, mas não a passo de caracol.
    Abraço

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãovitor

    21-06-2012 às 16:54:23

    já seguiu outro. abraço

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoricardo

    19-06-2012 às 22:31:08

    gostei, continua que tens jeito

    ¬ Responder
  • manelamanela

    19-06-2012 às 16:45:57

    boa mano, não sabia que sabias tanto de caracois, ou do sexo deles... continua

    ¬ Responder

Comentários - Caracol - a sua sexualidade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios