Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Anfíbios - Curiosidades Parte 2

Anfíbios - Curiosidades Parte 2

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Anfíbios - Curiosidades Parte 2

Na Europa, existe uma espécie de sapo, o sapo-verde, que possui atrás dos olhos umas enormes bolsas de veneno. Sempre que este animal é ameaçado por um predador, ele expele pelos poros dessas glândulas de veneno, uma substância altamente tóxica e extremamente venenosa.

Estas glândulas de veneno ou parotóides têm a capacidade de lançar um jato contendo esse fluido venenoso a uma curta distância. Por vezes, esta substância pode não matar o predador ou o agressor, mas se este tiver a infeliz sorte de ser atingido por esse lançamento de veneno na zona dos olhos ou boca, sofrerá de uma sensação de queimadura, poderá ter espasmos ao nível dos músculos, sentir o aumento rápido do ritmo cardíaco e ainda ter dificuldades no aparelho respiratório.

Tanto as rãs como os sapos têm um comportamento semelhante se a ameaça do predador persistir. Quando perturbados, se o predador não desistir aos primeiros sinais, as rãs e os sapos insuflam e distendem os membros posteriores e anteriores elevando, desta forma, todo o seu corpo.

A grande maioria dos anfíbios apresenta ameaças que, no fundo, nunca serão capazes de pôr em prática. Trata-se de mecanismos distratores ou apenas um fingimento que, muitas vezes, lhes salva a vida. Estes animais parecem, na realidade, aquilo que nunca conseguirão ser.

O sapo comum europeu, quando ameaçado por uma cobra de água, ou outro tipo de cobra ou predador, agita a cabeça na sua direção e fica extremamente inchado, dando a ilusão de que este sapo comum europeu é muito maior do que na realidade é. Além disso, como ele recorre às glândulas parotóides, este sapo, que é aparentemente inofensivo, torna-se um adversário extremamente perigoso. O que acontece, na maioria das vezes, é que o corajoso predador que, à partida, encontrou uma presa fácil e que não apresenta qualquer perigo, deslize e se afaste deste pequeno sapo, perdendo a refeição.

No Chile existe uma rã-de-quatro-olhos que ainda utiliza outro mecanismo bastante peculiar entre os anfíbios. Apresenta duas pequenas bolsas em forma de olhos nos flancos. Esta zona, que é habitualmente coberta pelas coxas, fica, assim, semelhante à sua dianteira. Sempre que esta rã é ameaçada por um predador ou agressor, ela exibe estas manchas ocelares e intimida-o. Além disso, é capaz de segregar um sabor bastante desagradável. Estas duas particularidades combinadas assustam e fragilizam o comportamento dos predadores.


Ruben Duarte

Título: Anfíbios - Curiosidades Parte 2

Autor: Ruben Duarte (todos os textos)

Visitas: 2

636 

Comentários - Anfíbios - Curiosidades Parte 2

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios