Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Amor vence o medo

Amor vence o medo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 3
Amor vence o medo

O amor é um sentimento belo e nobre que qualquer ser humano sente em relação a pessoas, animais ou objetos.

Na verdade não se pode colocar o termo amor no mesmo saco pois ele difere de pessoa para pessoa.

além disso há amores bem diferentes e distintos, os quais não se devem confundir.
Há por exemplo o amor de pais para filhos, entre irmãos, amigos, o amor fraterno e o amor incondicional.

A todos se deve atribuir o seu enorme valor, embora muitas vezes seja confundido.
A falta de amor pode gerar enormes distúrbios a nível emocional e de relações humanas.
Qualquer relacionamento exige o mínimo de amor, senão desemboca em atitudes frívolas e inesperadas.

Além disso pode ferir as pessoas que sentem de imediato o cntato frio e esquivo da falta de amor ao próximo.

Este é sem dúvida dos mais importantes porque promove um conjunto de atitudes e gestos benéficos às pessoas que se aproximam diáriamente de nós ou se cruzam no caminho ou percurso de vida.

Se este amor ao próximi não existir, tudo o resto deixa de fazer sentido, pois deixa de haver respeito por tudo e por todos.
Aliás pode dizer-se que este tipo de amor vence o medo.
Não é por acaso que cada vez mais as pessoas sentem medo de tudo e de nada.
O medo está cada vez mais estampado nos rostos de quase toda a gente, desde crianças, jovens ou idosos.

De fato, isto talvez seja por causa da falta de amor que existe em relação ao semelhante, numa sociedade em que o mais forte vence o mais fraco.
Na realidade devia ser o contrário, ou seja o mais forte, o chefe da família ou do emprego devia proteger o mais fraco, mas, ao invés hje assistimos ao contrário.

É por isso que as crianças e jovens estão cada vez mais desprotegidas até mesmo pelos seus familiares que as deixam muitas vezes entregues a si próprias e à mercê de tudo.
Não admira que os crimes estejam a subir cada vez mais, basta lermos os jornais diários e ver as notícias para constatar tal realidade.

O reflexo da falta de amor ao próximo já é grande e nada o pode travar a não ser uma boa dose de amor sem exigir nada em troca.

Se assim fosse o medo sairia das vidas de muita gente e não espreitava a cada esquina.
A falta de segurança e o medo que hoje perdura em todo o mundo é o reflexo do pouco amor ou mesmo desamor em relação ao semelhante e a uma sociedade cada vez mais materialista em que até o amor se compra.

Mas se o amor fosse implantado no coração de todos, ele venceria o medo e todos os obstáculos que aparecessem á frente.

O amor vence tudo mas não o egoísta, este é o reflexo da falta do outro. O verdadeiro, único e que leva a uma sociedade ais justa e livre do medo!


Teresa Maria Batista Gil

Título: Amor vence o medo

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

637 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    18-08-2014 às 04:20:09

    Acredito que o amor não é um sentimento. Não podemos colocar o amor(algo tão puro, nobre) como algo que se sente hoje e amanhã já se foi! Amor é uma decisão de fazer por um outro alguém, sem medir os esforços, mesmo sem vontade. Na verdade, o amor está muito acima do sentir algo. É o verdadeiro amor que vence a emoção do medo, com certeza!

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    18-09-2012 às 00:10:55

    E quando se tem medo do amor? Já pensou nisso? Existem muitas pessoas que passam a vida com medo de um sentimento tão bonito e puro que não se deixam invadir por ele. Viver o amor em pleno e correspondido faz afastar o medo, mas há que olhar de perto quem tem medo do amor...

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    17-09-2012 às 13:57:31

    O amor é a maior força do universo. Se ele existisse, claro!Não se trata óbviamente do amor entre duas pessoas, mas sim do amor incondicuional. Este sim, funciona como uma força de atração para tudo o que o universo precisa.Contudo, hoje observamos que o amor ao próximo não é a tónica diária, devido ao egoismo, individualismo e materialismo.

    ¬ Responder

Comentários - Amor vence o medo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios