Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A PEDAGOGA E A MENINA QUE NÃO SABIA LER

A PEDAGOGA E A MENINA QUE NÃO SABIA LER

Categoria: Outros
A PEDAGOGA E A MENINA QUE NÃO SABIA LER

A PEDAGOGA E A MENINA QUE NÃO SABIA LER - Lição de Vida em Homenagem ao Dia do(a) Pedagogo(a)

D. Alice foi escolhida pela Educação Estadual para cuidar de uma escola num interior muito carente.

Era uma escola muito humilde, só tinha uma classe com 20 alunos. Esses estudantes eram trazidos por um ônibus que transportava as crianças das fazendas mais afastadas daquela cidade. D. Alice era recém-formada em pedagogia.

O pedagogo responsável pela seleção escolheu D. Alice por achar ela muito responsável em tudo o que fazia. Essa escolinha do interior foi várias vezes abandonada por pedagogos anteriores, que desistiram por irresponsabilidade da prefeitura municipal, por falta de investimentos educacionais.

Nos primeiros dias de aula, tudo ocorreu bem. Mas, com um certo tempo, D. Alice percebeu que, todo dia, no final da aula, uma garotinha saía da classe com lágrimas nos olhos, dizendo:

— Que pena que a aula acabou. Eu tenho que encarar a minha família de novo!
Certo dia, a aula terminou e a menina ficou na classe chorando. D. Alice não resistiu e foi conversar com a aluna.
— Não, tia! Eu não vou mais pra casa!
— O que está acontecendo, Ana Bela?
— Bem, tia... Eu não sei ler. Todo mundo lá em casa me chama de burra!
A pedagoga entendeu a situação da menina. A partir daquele dia, D. Alice passou a dar um reforço especial para Ana Bela na hora do recreio. Isso se repetiu até Ana passar nas provas e conseguir ler.
D. Alice trabalhou 5 anos naquela escola, conseguiu verbas para construir mais duas classes e se tornou diretora. Até que, um dia, foi transferida para a capital, onde morava.
20 anos se passaram e D. Alice se aposentou. Ela tinha uma filha que se casou recentemente e foi morar em uma cidade distante. O marido de D. Alice tinha falecido há alguns anos e, por este motivo, ela estava morando só. Sua filha, percebendo que a mãe ficara triste por morar só, a convidou para morar com ela. Assim, D. Alice foi morar com a filha. A filha acabara de se formar. Seguiu a mesma carreira da mãe.
— Mãe, agora vou atrás de vaga para professora.
— Eu lhe acompanho, minha filha. Não quero ficar aqui sozinha.
As duas saíram. Chegaram numa escola muito bonita e foram até a secretária.
— Não. Aqui não precisa. Não tem vaga.
Nesse momento, chegou uma mulher muito elegante e olhou para D. Alice.
— É a senhora, D. Alice?
— Sim, sou eu.
— Eu soa a Ana Bela, aquela que a senhora ensinou a ler. Lembra?
— Ah! Lembro, sim. Mas tudo mudou muito por aqui. Eu não reconheci o lugar.
— Esse povoado cresceu e virou uma grande cidade. Nossa escola foi reformada e se tornou a maior da cidade. A maioria dos seus antigos alunos são grandes profissionais, inclusive eu, que sou a diretora dessa escola.

Conclusão: O mundo dá muitas voltas.
Alice é o nome da minha melhor professora. Ensinava muito bem os alunos. Eu aprendi muito com ela. Em homenagem a ela, eu dei esse nome à protagonista dessa história.

Parabéns a todos os profissionais da área da pedagogia, pela paciência e dedicação em passar a melhor educação para os nossos estudantes, para que os mesmos possam adquirir o melhor futuro possível!


Cicero Jodecir Ferreira Matos

Título: A PEDAGOGA E A MENINA QUE NÃO SABIA LER

Autor: Cicero Jodecir Matos (todos os textos)

Visitas: 0

156 

Comentários - A PEDAGOGA E A MENINA QUE NÃO SABIA LER

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Ler próximo texto...

Tema: Beleza
Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente\"Rua
Com a chegada do verão, os cuidados com a pele precisam ser intensificados. É claro que, independente da estação, os cuidados com a saúde e beleza são fundamentais. Mas, no verão, alguns problemas de pele, principalmente da face, tornam-se mais frequentes e, com isso, surgem algumas preocupações. A boa notícia é que, a maior parte dessas preocupações podem ser amenizadas ou até mesmo solucionadas com dicas caseiras de cuidado com a pele.

Logo, certos cuidados como o uso regular de bloqueador solar é importantíssimo, não só para evitar manchas no rosto e no corpo, como também, para evitar doenças graves como o temido câncer de pele. Por isso, a boa hidratação, a limpeza correta da face e o uso de cremes faciais com proteção contra os raios ultravioletas UVA e UVB não podem ser menosprezados.

Outro detalhe relevante é a escolha da alimentação. Para ter uma pele saudável e bonita é preciso evitar o uso de certos alimentos. Sabe-se que os conservantes, corantes e similares, que estão sempre presentes nos alimentos industrializados provocam alergias e outros problemas. Essas substâncias podem fazer surgir ou intensificar doenças como o melasma, aquelas manchas escuras na face. E, essas manchas são sensíveis ao calor do sol e, dependendo da pele, o tratamento exige bastante tempo e recursos financeiros para cuidados e acompanhamento dermatológico.

Mas, você pode preparar em casa uma loção para limpar a pele, reduzir ou até mesmo remover essas manchas escuras. Você vai precisar de um pêssego maduro, um pouco de hidratante facial e uma bisnaga de Bepantol, que é um creme com vitamina A.

Dicas para preparar seu creme removedor de manchas na pele:

Primeiramente, faça o creme de pêssego: é só bater no Mix o pêssego com um pouquinho de água. Para facilitar, amasse o pêssego com uma colher antes de bater no Mix. Depois, peneire a massa de pêssego para o creme ficar mais homogêneo. Em seguida, misture a terça parte da bisnaga de Bepantol ao pêssego com uma colher, preferencialmente de madeira ou de plástico. Com um algodão e com movimentos suaves, aplique a loção no rosto e deixe agir por 40 minutos. Depois lave com água abundante. Evite o uso de esfoliante porque a pele ficará muito sensível. Essa loção pode ser usada até três vezes na semana. Não use sobras de creme.

Pesquisar mais textos:

Zilma Silva

Título:Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Autor:Zilma Silva(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios