Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Importância do perdão

A Importância do perdão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 1
A Importância do perdão

O ato de perdoar pode servir de meio ou mesmo de uma terapia de cura?

Senão vejamos: muitas vezes os problemas emocionais ou psicológicos podem ser devidos a sentimentos de rancor, fúria, ódio, inveja e outros considerados nefastos para o ser humano. Qualquer pessoa que seja acometida por um ou vários desses sintomas pode eventualmente sofrer de problema nervosos, tensão, problemas digestivos, devido ao facto de guardar esses sentimentos mesquinhos dentro de si próprio. É de toda a conveniência libertá-los para não estragarem o bem -estar e até mesmo diria, a própria imagem pessoal.

Deste modo o perdão é um bem que traz muitos benefícios para o corpo e mente. Se os conflitos forem banidos com este ato de perdoar o próximo, a vida torna-se mais harmoniosa e mais fácil .De nada adianta guardar os rancores da falta de perdão, pois este gesto traz consequências desastrosas na vida do odioso e dos outros.

Muitas pessoas fazem o papel de vítimas sofredoras porque não aprenderam a perdoar e a aprender com os seus erros e dos demais. E, em vez de progredirem ficam presos a um passado , do qual não conseguem sair. Temos como exemplo o divórcio que não é perdoado, o abandono de filhos e pais e vice versa e tantas outras coisas do dia a dia.

Provavelmente não têm coragem para se libertarem das mágoas do passado e sem saberem sacrificam o presente.

Deste modo os pensamentos positivos dão lugar aos negativos, dificultando mais a vida da pessoa. Isto porque o pensamento demasiado focado no positivo ou no negativo tem as suas consequências benéficas ou o reverso.

É muito frequente o ser humano ser vítima de injustiças da sociedade, da vida ou dos que convivem próximo, mas se os ressentimentos forem todos guardados, podem impedir o normal percurso de vida.

Assim, o facto de se perdoarem estas injustiças , dá lugar á libertação das mágoas acumuladas e consequentemente à construção de algo melhor. E, para perdoar basta simplesmente aceitar as coisas como são.

Este simples ato pode invariavelmente fazer restituir a esperança de uma nova vida, novos sentimentos, um mundo melhor. E, a esperança é uma emoção, uma atitude, uma forma de estar de bem com a vida. Simplesmente...

Pelo oposto não havendo a capacidade de perdoar é insistir na mágoa constante , no ressentimento, no sofrimento. Conclui-se que a dor pode tornar-se um vício, um remoer das coisas que não foram perdoadas, limpas da mente e do corpo.

O perdão é então muito salutar para a existência de qualquer ser humano e torna-se conveniente saber usá-lo para as modificações que necessitamos para uma vida melhor.

Insistir nele é um erro grave, causador de alguns infortúnios. Bani-lo pode ser uma tomada de consciência para o conhecimento do eu. Neste caso o ego em vez de ferido, sai fortalecido.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A Importância do perdão

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

788 

Imagem por: Hamed Saber

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãolaryssa

    03-12-2012 às 12:32:53

    adorei gostei muito as letras cada palavrinhas chata nao entendi nada nao gostei po vc escrever isso
    eu tenho 14 anos e nao gossstei

    ¬ Responder

Comentários - A Importância do perdão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Hamed Saber

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios