Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Importância do perdão

A Importância do perdão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 1
A Importância do perdão

O ato de perdoar pode servir de meio ou mesmo de uma terapia de cura?

Senão vejamos: muitas vezes os problemas emocionais ou psicológicos podem ser devidos a sentimentos de rancor, fúria, ódio, inveja e outros considerados nefastos para o ser humano. Qualquer pessoa que seja acometida por um ou vários desses sintomas pode eventualmente sofrer de problema nervosos, tensão, problemas digestivos, devido ao facto de guardar esses sentimentos mesquinhos dentro de si próprio. É de toda a conveniência libertá-los para não estragarem o bem -estar e até mesmo diria, a própria imagem pessoal.

Deste modo o perdão é um bem que traz muitos benefícios para o corpo e mente. Se os conflitos forem banidos com este ato de perdoar o próximo, a vida torna-se mais harmoniosa e mais fácil .De nada adianta guardar os rancores da falta de perdão, pois este gesto traz consequências desastrosas na vida do odioso e dos outros.

Muitas pessoas fazem o papel de vítimas sofredoras porque não aprenderam a perdoar e a aprender com os seus erros e dos demais. E, em vez de progredirem ficam presos a um passado , do qual não conseguem sair. Temos como exemplo o divórcio que não é perdoado, o abandono de filhos e pais e vice versa e tantas outras coisas do dia a dia.

Provavelmente não têm coragem para se libertarem das mágoas do passado e sem saberem sacrificam o presente.

Deste modo os pensamentos positivos dão lugar aos negativos, dificultando mais a vida da pessoa. Isto porque o pensamento demasiado focado no positivo ou no negativo tem as suas consequências benéficas ou o reverso.

É muito frequente o ser humano ser vítima de injustiças da sociedade, da vida ou dos que convivem próximo, mas se os ressentimentos forem todos guardados, podem impedir o normal percurso de vida.

Assim, o facto de se perdoarem estas injustiças , dá lugar á libertação das mágoas acumuladas e consequentemente à construção de algo melhor. E, para perdoar basta simplesmente aceitar as coisas como são.

Este simples ato pode invariavelmente fazer restituir a esperança de uma nova vida, novos sentimentos, um mundo melhor. E, a esperança é uma emoção, uma atitude, uma forma de estar de bem com a vida. Simplesmente...

Pelo oposto não havendo a capacidade de perdoar é insistir na mágoa constante , no ressentimento, no sofrimento. Conclui-se que a dor pode tornar-se um vício, um remoer das coisas que não foram perdoadas, limpas da mente e do corpo.

O perdão é então muito salutar para a existência de qualquer ser humano e torna-se conveniente saber usá-lo para as modificações que necessitamos para uma vida melhor.

Insistir nele é um erro grave, causador de alguns infortúnios. Bani-lo pode ser uma tomada de consciência para o conhecimento do eu. Neste caso o ego em vez de ferido, sai fortalecido.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A Importância do perdão

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

788 

Imagem por: Hamed Saber

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãolaryssa

    03-12-2012 às 12:32:53

    adorei gostei muito as letras cada palavrinhas chata nao entendi nada nao gostei po vc escrever isso
    eu tenho 14 anos e nao gossstei

    ¬ Responder

Comentários - A Importância do perdão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Hamed Saber

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios