Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Renato Aragão pede demissão de um funcionário

Renato Aragão pede demissão de um funcionário

Categoria: Literatura
Comentários: 4
Renato Aragão pede demissão de um funcionário

É Verdade,que esta correndo alguns boatos nas páginas sociais,e na própria internet a respeito disso.
Diga-se de passagem que fiquei indignada como muitos internautas que o admiravam.

Desde de criança eu assistia aos Trapalhões e nunca pensei que um dia ,eu iria me deparar com essa Notícia boba em plena terça feira.
Para alguns a notícia é verídica,mas para o próprio Renato Aragão ,não confirmou essa história.

O manobrista que trabalhava no shopping,não se conteve e solicitou que tirassem juntos uma foto,e isso seria o motivo para que então o nosso ilustre e intocável Renato Aragão se irritasse.
Bom, muitos dizem que Renato Aragão sempre foi assim,digamos um ''Chato''. Será que estamos enganados á respeito dele? Será que aquele humilde Renato Aragão não existe mais? No meio dos famosos existem muitas especulações de que tudo em frente das câmeras não passam de uma encenação.

E que na vida real,muitos famosos comem sardinha e Arrotam caviar.
Realmente gente a humildade passa longe em muitos famosos.
Outro dia me falaram que A tal ''Regina Casé'',não gosta de pobre.
Bom elementar meu caro ''Washington'',A FAMA TRAZ MUITAS Decepções para as pessoas que idolatram alguém.
O ser humano é de carne osso e não vai ficar 24 horas interpretando um personagem. Vai chegar a hora que ele vai mostrar a sua cara.
Como o próprio Renato Aragão fez,Regina Casé e muitos outros. Afinal,nosso Mundo não é um conto de fadas. Recentemente, Renato deu um susto em seus fãs após sofrer uma parada cardíaca depois do aniversário de 15 anos de sua filha, Lívian. O humorista chegou a ser internado duas vezes, mas passa bem. Muitos dizem que a idade está deixando-o estressado e que não tem mais paciência com os fãs.Será??

Para se defender, Renato Aragão disse,que isso são Boatos e não iriam afetar a sua Saúde,e que tudo surgiu de repente e não tem como se defender.Disse que poderia processar o shopping por ter inventado tal absurdo,mas que não irá fazer isso.Ai fica a pergunta??
Será que realmente isso é verdade...
Bom para bom entendedor,meia palavra basta..

“O shopping VillageMall esclarece que não houve nenhum registro de desentendimento com o humorista Renato Aragão na última semana, conforme nota publicada na coluna Leo Dias, do jornal O Dia. Também não procede a informação de que o mesmo funcionário teria sido ameaçado ou demitido a pedido do humorista.”

Será que tentaram abafar o caso..bom em se tratando de Renato Aragão..nunca se sabe..o bom mesmo é ir vivendo nossas vidas..e perceber que a vida é feita de altos e baixos,e que de repente Renato Aragão não estivesse nos seus melhores dias..ou fechar os olhos e realmente acreditar que nunca houve tal boato,e que não passam de intrigas e de pessoas que não tem o que fazer e que gostam de contar as histórias..


Patricia Santos

Título: Renato Aragão pede demissão de um funcionário

Autor: Patricia Santos (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãogilberto renato

    07-05-2014 às 22:38:51

    Só pode ser muito poderoso politicamente para Renato Aragão pedir a demissão de um funcionário...

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãocarol

    07-05-2014 às 22:35:54

    Sou muito imparcial nesse caso. Não posso falar de que lado eu estou, pois não sei quem tá falando a verdade. Bom, mas na minha opinião, se esse caso fosse verdadeiro, o manobrista seria o 1º a se manifestar, e pelo que vejo, acho que isso não aconteceu...

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoBere

    07-05-2014 às 21:16:04

    Bemmm...minha filha tem 21 anos hoje...quando ela tinha uns 5 anos fomos ao Rio e almoçamos na churrascaria em que ele também estava. Ela adorava o Didi, e foi lá falar com ele. Voltou muito chateada, pois ele foi grosseiro e não deu atenção a ela. Então...acho que pode ter um fundo de verdade.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãotelmo

    14-05-2014 às 00:28:17

    concordo, eu o conheci numa noite e foi arrogante e mal educado

    ¬ Responder

Comentários - Renato Aragão pede demissão de um funcionário

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cuidado com as curvas

Ler próximo texto...

Tema: Motas
Cuidado com as curvas\"Rua
Quando se fala em motas, delineia-se na nossa mente a figura de um indivíduo, “maluquinho” por estes veículos de duas rodas, vestido com colete preto de couro e envergando umas possantes botas da mesma cor, e, quiçá, umas caveiras ou outros distintivos aqui ou ali, nele ou na moto. Normalmente, os motociclistas, motoqueiros ou motards, como são conhecidos, regem-se por um espírito muito próprio, que ninguém sabe definir muito bem, mas que, sem dúvida, engloba a sensação de liberdade e, por vezes, umas bebedeiras a valer numa qualquer concentração de motas. A parte boa é que, não acontecendo nada de pernicioso à mota e ao seu condutor quando se desafia a sorte desta maneira, uma vez despojado das roupas e acessórios motards, colocando o fato e a gravata, este volta a ser uma pessoa “normal”, imbuído de sentido de responsabilidade e bom senso. Estas características, tão úteis no trabalho e em sociedade, são, amiúde, esquecidas quando se está ao “volante” de uma moto. Cede-se, frequentemente, à tentação de andar muito depressa, de ultrapassar em terceira fila, de passar à frente nas portagens, de desrespeitar o próximo perpetrando atrocidades inacreditáveis e fazendo tudo o que dá na veneta, com a segurança de se estar protegido pelo anonimato do capacete e da pouca ou nenhuma visibilidade da matrícula.

Por outro lado, também existe aquilo a que se chama de solidariedade motard, que apela aos mais puros sentimentos de entreajuda em caso de queda ou outra situação de aflição. Claro que, em determinadas circunstâncias, mais valia que estivessem quietos, em vez de retirar apressadamente o capacete a um colega estendido no chão (é a última coisa a fazer), e noutras ainda bem que se tem assistência em viagem, porque, dada a falta de visão periférica dos companheiros de estrada, bem se podia”esticar o pernil” que não apareceria vivalma para dar uma ajuda.

Definições e conceitos à parte, o motociclismo constitui uma paixão fervorosa de um grande números de indivíduos, com um incremento significativo do género feminino. Faz-se uso da mota por razões não profissionais, por diversão, por se ser praticante desta modalidade, para locomoção, ou, simplesmente, porque se gosta de motos. Seja qual for a razão, os agradecimentos têm de ser dados a Gottlieb Daimler (1834-1890), que inventou o primeiro protótipo. E, já agora, não custa render gratidão também a John Boyd Dunlop, veterinário escocês, que concebeu uma espécie de roda, que corresponde ao nascimento do pneu. Pode, portanto, afirmar-se com toda a legitimidade que um veterinário deu à luz um pneu…!

Pesquisar mais textos:

Maria Bijóias

Título:Cuidado com as curvas

Autor:Maria Bijóias(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • letícia Cristina Calixto de Souza 20-06-2013 às 17:19:32

    eu achei muito interessante esse texto por que ele me ajudou a fazer um trabalho escolar mas eu quero falar para a autora desse texto que ela está de parabéns e que esse texto possa incentivar cada pessoa que ler ele então meus parabéns

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios