Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > O alfabeto fenício

O alfabeto fenício

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Visitas: 28
Comentários: 2
O alfabeto fenício

Na Pré- História os homens comunicavam entre si através de sons e sinais de fogo. Os fenícios foram os grandes inventores do alfabeto que originou a escrita.

A escrita alfabética esteve na origem dos alfabetos de todo o mundo, tal como o latino, o árabe e o hebraico. Este substituiu a escrita cuneiforme e hieroglífica, que se impôs pela sua simplicidade.

Começou por ser uma escrita fonética, composta por vinte e duas consoantes, correspondendo a cada uma delas um som. Esta, na verdade, trazia grandes vantagens face á escrita hieroglífica, que contava mais de 750 sinais.

Os fenícios eram originários dos semitas, que se fixaram na costa do Líbano, por volta do terceiro milénio a.C. Fixaram-se junto ao Mediterrâneo, o que fazia com ficassem com condições favoráveis ao aparecimento de cidades importantes, ligadas ao comércio marítimo, como por exemplo Sídon, Biblos e, em especial Tiro.

Dedicava-se especialmente ao comércio e à navegação e mantinham trocas intensas entre os povos vizinhos, desde o Egito à Mesopotâmia. Deste modo, começaram a exportar os seus produtos e a manter contatos comerciais com outros povos.

Assim, começaram a exportar os excedentes em vinho, azeite, madeira e produtos fabricados nas oficinas artesanais. Estas iam em barcos até aos outros povos, completamente cheios de tecidos tingidos de púrpura , vidros, peças de metal e marfim.

A fim de desenvolver as suas relações comerciais, fundaram colónias por todo o Mediterrânio, estabelecendo-se na sicília, em Malta, no Norte de àfrica e na península Ibérica. Foi deste modo que dominaram o comércio no Mediterrâneo até à chegada dos gregos e dos romanos.

Com efeito, Cartago era a colónia fenícia mais florecente, no século VI a.C, e a maior potência do Mediterrâneo, controlando o norte de àfrica e exercendo influ~encia no sul e leste da Península Ibérica.

No século II a.C acabou por sucumbir à conquista romana. O alfabeto fenício permitiu-lhes a possibilidade de realizar negócios e contratos de forma funcional e simples de usar e de aprender.

Além disso aboliram os pictogramas e ideogramas e inventaram mais sinais fonéticos, com os quais podiam construir um número infindável de palavras. Os gregos também tomaram conhecimento deste albabeto, introduziram-lhe vogais e divulgaram-no por toda a bacia Mediterrânea, transmitindo-a aos romanos.

Após isto, a escrita estendeu-se a todos os povos europeus.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O alfabeto fenício

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 28

795 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    17-09-2012 às 15:45:12

    Nem sempre o homem escreveu com as letras do alfabeto.Contudo, ele comunicava entre si e com os os outros grupos.No início começou a comunicar com sinais de fogo e sons. Só depois dos fenícios ele aprendeu a escrever com as vogais que fazem parte do alfabeto.Os fenícios deixaram este legado tão importante para o desenvolvimento da comunicação que passa a ser escrita.

    ¬ Responder
  • Julio Ganem

    24-01-2015 às 13:50:28

    Gracias Teresa Maria Gil, por tu investigación, estoy investigando mis orígenes y recopilando historias de mis antepasados principalmente Libaneses, que es la raíz paterna, y he descubierto muchas historias e incluso algunas están escritas en el Mahabharatha dentro de las mil y una noches con la Historia del Mercader Ganem Ben-Ayub y curiosamente unos familiares se apellidan Ayub, otros Yunes, Kouri que en Mexico les dicen Kuri, Chedraui, Manzur, Saad, Nacif, Grayeb, la mayoría de ellos no los conozco en persona para saber de sus historia, GRACIAS.

    ¬ Responder

Comentários - O alfabeto fenício

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios