Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Marcelo Dentão - Cap 1: Jogo do Bicho

Marcelo Dentão - Cap 1: Jogo do Bicho

Categoria: Literatura
Marcelo Dentão - Cap 1: Jogo do Bicho

Cap I – Jogo do bicho

Marcelo Dentão acorda cedo porque tem dois empregos.
- Pra quê trabalhar tanto?- dizia Carlinhos, companheiro do açougue.
- Num é tu que cuida de três fi né Carlim!
Mas que graça. Marcelo não se contenta em acordar 4 horas da matina para entregar jornal, garantindo assim as contas do mês. Para ele, esse emprego pagaria o principal: Seu jogo do bicho. O que vai além disso ele chama de “resto” – sim, isso inclui sua família.
- Esse jogo ainda vai te matá pai. – Disse-lhe seu “amor”, Jucelina.

- Ah mãe, vai cuidar daquela sua maldita horta. Aquilo tá mais fei que batê na mãe!
- Mas é claro, cê num me ajuda.
- Deve ser porque eu faço alguma coisa a num ser... a num ser nada né! Que cê num faz nada! E cala a boca que ainda não conferi meu jogo...

Enquanto Jucelina varria sua velha cozinha do casebre herdado de seus pais, a parede da sala encardida pela fumaça do picão de Dentão prendia toda a atenção de uma senhora que tinha uns 50 anos e um aspecto respeitável, óculos Rayban e calça boca de sino.
- A casa da senhora está muito bem organizada! Parabéns.
- Ai, que isso! – Assustou-se Jucelina – Tem gente aqui que nem presta atenção no quanto eu me esforço pra deixar esse barraco apresentável.

- É... Deve ser porque essa pessoa anda prestando atenção em outras coisas e não vê o que está perdendo...
- Mas o que é que você ta falando velha? – Retrucou Dentão.

- Nossa! Em algum momento eu te agredi verbalmente? Acho que não né. Mais respeito com os mais velhos, por favor.
- Ah senhora, você me desculpe. Mas é que eu tô tão estressado com essa merda de jogo do bixo. Eu nunca ganho nada! Mas eu tô sentindo que a sorte tá comigo.

- E é sobre isso mesmo que eu vim falar. Lembra que você deixou essa sua casa como garantia caso perdesse novamente o jogo? Sou a esposa de Bastião, e vim aqui pra resolver esse assunto com você. Tenho vários seguranças me esperando ali fora só esperando o meu sinal.

- Mas o que você fez seu maluco! Ai meu Deus, não leva a minha casa sinhorinha! Pelas minhas crianças! Onde nós vamos morar? – Implorava Jucelina.
- Há há. É impossível amiga. Eu não perco em negócios. Vou pedir uma única vez para que saiam pacificamente.
- Mas espera, - disse Marcelo, com tom de esperança- eu ganhei! Eu ganhei! Macaco! Macaco! Uhuuuul! Sai daqui sua bruxa maldita! – e esfregando o papel no rosto da senhora – Chupa essa!

- Bom - disse a senhora, pegando o papel da mão de Dentão – isso paga o que me deve. Assunto encerrado.
E assim a senhora deixou a casa da família amaldiçoada por Dentão, mas abençoada pelo jogo. Jucelina não se conteve:
- Aiiii, eu te amo meu Dentão!!!
- Ih... Agora você me ama né veia. – disse-lhe Marcelo dando uma leve gargalhada- Mas eu tô feliz.
- Promete pra mim que nunca mais vai jogar esse demônio de jogo!

- Eu prometo! Pela nossa família, eu prometo.
No outro dia, Dentão apostou de novo no macaco. Sim, ele perdeu.


Gustavo Rigamonte

Título: Marcelo Dentão - Cap 1: Jogo do Bicho

Autor: Gustavo Rigamonte (todos os textos)

Visitas: 0

1 

Comentários - Marcelo Dentão - Cap 1: Jogo do Bicho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios