Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Análise da literatura de Dan Brown.

Análise da literatura de Dan Brown.

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Comentários: 2
Análise da literatura de Dan Brown.

Dan Brown causou grande polêmica no mundo quando escreveu seu maior sucesso até agora: “O Código Da Vinci”. Através desta polêmica, seu nome entrou nos círculos literários e na imprensa mundial. Foi quando todo mundo quis ler a obra que estava sendo debatida por diversas fações de igrejas cristãs pelo mundo, principalmente a Igreja Católica e uma de suas ramificações - a Opus Dei. Foram escritos diversos livros que debatiam sua obra, religiosos fizeram manifestações por todo o mundo e a versão cinematográfica foi proibida de ser exibida em alguns países.

Por escrever num gênero de suspense, cheio de reviravoltas e ação rápida, em que toda a narrativa do livro se dá em algumas horas (thriller), levou a quem leu “O Código Da Vinci” a correr para ler seu livro anterior: “Anjos e Demônios”, que também virou um best seller  com adaptação para o cinema.

Mas o que tanto nos atrai em sua literatura, a ponto de ficarmos ansiosos esperando os próximos, comprando-os em pré-vendas sem sequer saber do que tratam?

O herói (ou heroína) são pessoas comuns, sem habilidades de super-heróis, usando sempre a inteligência, seus conhecimentos específicos e o raciocínio para elucidar os mistérios apresentados e vencer os vilões.  São profissionais bons no que fazem, curso superior,  pessoas com as quais nos identificamos.

As tramas também nos interessam, pois envolvem os maiores segredos da humanidade. É gostoso ler uma aventura que ao mencionar uma lenda, mito, dá-lhe uma explicaçãode fácil compreensão sobre religião, ciência, história e artes.  Dan já se aventurou em contar com  suas histórias alguns segredos dos: Cavaleiros Templários, Maçonaria, Priorado de Sião, Rosa Cruz, Illuminati, Santo Graal... Seus personagens já estiveram no Louvre, na Cidade do Vaticano e sua Biblioteca, na Capela Sistina, na Catedral de Rosslyn, no Capitólio, entre muitos outros, mesclando de forma deslumbrante o antigo e o novo, costumes e segredos dos povos que já nem existem mais a laboratórios com aceleradores de partículas (CERN), onde produzem  a antimatéria (LHC), a Agência de Segurança Nacional americana com super-computadores, além das conspirações envolvendo o Papa, o Presidente americano, a Cia, a Nasa e o próprio Jesus.

A cena mais emocionante e marcante é, sem dúvida nenhuma, o final do filme “O Código da Vinci”, onde Robert Langdon persegue a linha rosa em Paris, com uma música de fundo que vai crescendo conforme ele se aproxima do Santo Graal, até encontrá-lo e fazer a reverência digna de um cavaleiro templário. É o momento em que ele se torna um, pois é o detentor e protetor de um dos mais poderosos segredos da humanidade. Música do talentoso Hans Zimmer (Chevaliers de Sangreal).

Por seu novo livro (O Símbolo Perdido), foi criticado por uma jornalista do New York Times, que insinuou que a Maçonaria o teria silenciado, que havia descoberto algo, mas que não poderia revelar... Seria esse o princípio de uma nova polêmica?

Tem como maior colaboradora sua esposa: Blythe Brown, historiadora da arte.


Rosana Pegoraro

Título: Análise da literatura de Dan Brown.

Autor: Rosana Pegoraro (todos os textos)

Visitas: 0

642 

Imagem por: zimpenfish

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    11-09-2012 às 12:32:09

    Li O Código DaVinci, numa altura em que aquilo que com mais eficácia me atraía para os livros eram as respectivas versões adaptadas ao cinema. Li Dan Brown e, na altura, apreciei, achei inteligentes as suas teorias e elações. No entanto, não sou fã de Dan Brown. Tendo-me tornado, nos últimos anos, leitora das obras mais consagradas da literatura mundial, tornei-me exigente- quem sabe se demasiado exigente?- no que aos livros diz respeito.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    10-09-2012 às 15:15:14

    Tal como outras pessoas, eu fiquei viciada na literatura de Dan Brown. Li o Código da Vinci, Anjos e Demónios e A Câmara Digital. Estes foram alguns dos livros que eu li num ápice. São história que tem acção, romance, drama e muita sabedoria. Os filmes inspirados nos livros foram magníficos. O seu texto está muito apelativo e o tema é muito interessante, pelo menos para mim e para os fãs de Dan Brown.

    ¬ Responder

Comentários - Análise da literatura de Dan Brown.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Imagem por: zimpenfish

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios