Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura
  1. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Se Há Se há aqui no recinto da escuridão Um veneno que pelas entranhas vai se escorrendo Pelo coração que Há anos deixou de bater Devido à ilusão que me invadiu Sem ao menos permitir uma tal Perturbação de meus sentimentos, Que mais nada valia às suas sensações de prazer E maldade com quem mais lhe dedicou à paixão que Tanto se há mesmo que não o veja mesmo que tão explicito Deixo exposto o que sinto e se há o que de mais forte Corresponda ao meu sentimento estravaza com tamanha força, Deixando o universo temer ao tamanho imenso do universo. O Veneno O veneno que ao meu coração Se penetra nas...
    ler mais...
  2. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Guardei Guardei o coração de um anjo Onde as minhas maiores relíquias Eu escondo até de mim que tanto sabe O que não vê, Como muito menos compreende Ao significado do amor que há cada instante cresce Ainda mais a medida que o relógio faça Com que dá noite nos aproximemos há cada Milésimo de segundo que te guardo em minhas lembranças E quando no seu nome eu esboço citar. Por Inteiro Por inteiro entrego nas mãos de Seu coração de anjo A minha vida repleta tantas Passagens para o submundo de ilusões, De caricatas paixões, Amores fantasiados pela Tão submissa felicidade que fora Castigada pela...
    ler mais...
  3. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Problemas Problemas emocionais, Sentimentais que sensibiliza a alma De quem sofre ao desequilíbrio do coração Que pelos sinais de devoção A tão impugnante paixão que Sem compaixão Martiriza a emoção que na Escuridão vive à eternidade de um horizonte Coberto pelas sombras de modo de que não Nós reconhecemos de forma tão relâmpago e crucial. Compaixão Compaixão que lhe falta Em grande e imensa quantidade Ressecando o seu coração para bruscamente, Ferindo ao meu que chora, Grita com pavor para que consiga Ouvir o seu coração a dor que ao meu causou Sem se ao menos dar-se conta da ferida causada Também...
    ler mais...
  4. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Construir Construir com o amor Com o fogo que aqui por dentro Exala incendiando essa mata que com Suas cerdas parecem me segurar Até que consiga calar o coração Que trancafiado na escuridão tenta gritar, Berrar para a ilusão expulsar, Para a escuridão perder a sua essência do medo Para ao meu coração construir um castelo, Para um esplêndido e Esmero futuro. Do Passado Do passado quero somente Suas boas lembranças comigo para que Tanta falta não sinta o meu coração que tanto amou, Lhe dedicou todo o tempo do mundo Com a qual sonho em sua companhia que o paraíso Parece ser, Preservar em seu coração a...
    ler mais...
  5. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Em Casa Em casa condeno sua ousadia De um dia aproveitar que não voltarei Tão cedo para casa para o meu coração saquear, Promover um roubo de pedras das mais preciosas Fazendo de algumas relíquias perdessem o seu valor, Perdessem o que de bom elas poderiam à você conceder, Mas agora que em casa a tristeza desse seu ato De desrespeito chegou para me embrulhar e Dar de presente a quem nunca jamais vi e ouvi falar, Por ti quem me rouba ou por alguém que próximo seja, Roubando de mim a eternidade como fruto do Nosso amor, Nossa história que existia e que agora acabou, Como o meu coração que...
    ler mais...
  6. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    A Depressão A depressão que pressiona O coração tanto à ponto de não deixar Ao menos um suspiro de esperança, Com um pouco de medo ou talvez Tudo misturado fazendo que é amado Confundir sentimentos e emoções Que são feitos como fantoches de um fantasma Emotivo, Uma paixão que por dentro parecia construir O mundo sem que se sobressaia um insignificante Resquício de intolerância da alma com essa brincadeira Que como lembrança deixa um presente. Evidências Evidência de uma paixão que Não se dá para disfarçar, Omitir a ocorrência de um fato Que nada mais fora do ue a colisão Dentre os nossos corações...
    ler mais...
  7. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Escândalo Escândalo de quem tanto ama, De quem tanto ouve o coração chorar, De quem tanto vê a alma gritar Pedindo por ajuda, Clamando por piedade para Que parem de judiar de sua felicidade, Machucando a coração Ferindo gravemente a santidade Fazendo sangrar a minha honestidade Que se deixa levar pela força da atração Pela fome do coração de fazer logo, Sanar uma profunda fome que Me apavora à ponto de expirar todo o ar Minha alma e meu coração, Fazendo se calar. Tantos Planos Tantos planos para o enriquecimento Do pobre coração e da humilde alma, Para a purificação...
    ler mais...
  8. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    À Deriva À deriva do amor O meu coração está, Há medida que sangra disperdiça A paixão que no céu parece Abrigar essa imensidão, Casa-Mãe e acolhedora De quem à deriva do mundo das drogas Decidiu embarcar mesmo sabendo Do que depois aconteceria, O que acabou ocorrendo com o corpo À baixo de sete palmos e agora A alma de quem teimava viver na aderiva Me persegue para me acorrentar à sombra de sua alma Doente pelo vício por estar aderiva da droga que fora Tão capaz de lhe tirar do eixo, Embora o amor sempre ameniza a dor de Quem sofre com o calor sentido por quem teima em sentir a dor De há cada instante se...
    ler mais...
  9. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    A Ordem A ordem que me falta Se assemelha ao que também falta A essa pizza a que no cesto de lixo os Ratos fizeram a matinal vizita, Por não entender ser bem-vinda Se tanta escassez de alegria causa ao meu coração Que chora devido essa perdição a qual me Dispõe dentre aos restos de pizza que na caixa Permanecia intacta até a submissa invasão A qual sou disposto sem mais já que a ordem Me falta até por amar e Sentir-me desejo por alguém que, Com prazer descentraliza a minha ordem. Se Passa Se passa pelo meu coração Um turbilhão sentidos Tão quão vazia Fazendo da ilusão Tão quão decorrente ao que...
    ler mais...
  10. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    A Insanidade A insanidade de quem friamente amar Por tanto gostar ou tanto sentir raiva e rancor A ponto de quase matar Dando um banho santo de tantos beijos molhados de sua Boca carnuda, Ou a ponto de lhe dar também Um banho de sangue capaz de que o faça Sentir dor até na alma e Manchando uma pureza que devia ser Tão eterna quanto a vida de sua alma a que tanto admirava E amava, A ponto de tudo lhe fazer Para te ver viver para ver a eternidade nos abrigar. O Mundo O mundo que há cada instante cresce Com a massa populacional crescendo anda mais Com uma ferida que não inflama, Embora somente cresça provocando Um...
    ler mais...
  11. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Deixar Deixar que o sol faça de Minha alma brilhar no mundo Para que o mundo pudesse me enxergar, Para que quem esteja aqui não me Veja como um ser superior a eles, Mas que um como eles ou Como mantenedor de dom as quais Eles têm dentro do peito, Dentro dos corações que são os encantadores E sublimes esconderijos de emoções, De sentimentos e Sensações puras as que trancafiamos A ilusão em seu próprio mundo, Repleto de desolação. No Frio No calor abro voo para alcançar Sua alma repleta de amor, Para não pegar a chegada do frio Que congelaria minha alma ou o meu coração Como maior recinto da paixão...
    ler mais...
  12. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Às Flores Às flores que plantei quando Esperava incansavelmente por seu amor Que tanto fortalece o meu ser, Que tanto faz de minhas ações serem Lentas e compreensivas com a luz de um anjo Que jamais em lugar algum encontrarei Já que eu mesmo plantei e Vi morrer quando vi sua partida dentre Os dedos da alma e Pequenas frestas em meu coração que Agora tanto sofre na perdição dessa escuridão, No entanto acredito que um dia volte a abençoar meu coração E minha vida. A Luz A luz da alma reflete O peso de uma cruz a que com tanto Custo queremos carregar, Como a mentira devido ao medo De encarar a insanidade Sem...
    ler mais...
  13. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Tornar-me Tornar-me em um menino Para que a melhor fase eu viva, Até alcançar a experiência de viver Como é a vida sem que ela Tenha o dever de me ensinar a como Envolvê-la na história que por meio de Folhas em branco tenho que escrever Sobre há cada segundo a que decido algo Que queira fazer para viver como se o Último segundo da vida fosse, Embora ela ainda nem tenha começado Ainda como condiz a sua tamanha e Efêmera complexidade de amar Acima de tudo e odiar há segundo. Pássaros Pássaros são como anjo Embora não se pareçam por mais Que a complexidade do que É viver o...
    ler mais...
  14. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Real Real é o motivo triste Ao que meu coração vive Atravessando a fronteira que Me leve à perdição Na fraterna paixão que Encanta o coração que se Deixa levar pela lábia venenosa Da ilusão nas profundezas De uma escuridão Que permeia estar tão silenciosa Quanto aos batimentos cardíacos de quem ama. Prazer O prazer cedido pela atração Entre dois corpos que correspondem A duas metades de uma moeda e De um coração onde a metamorfose Entre as duas almas que com o suave perfume Deixa o seu rastro por onde passou De nossa cama que todas às manhãs amanhece Tão quente...
    ler mais...
  15. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    A Ordem A ordem dessa nação Que se conjuga ao julgamento Do povo que aqui mora, Que aqui nasceu, Que migrou de sua extremidade Que sem idade Permite com extrema facilidade O enriquecimento ilícito de uma ilusão Que sem permissão Invade o coração desperdiçando a solene paixão Sem contar com a ordem de onde não à [...] Salve! Salve quem ama esse barco Com as quais, Dedicaram à vida Sem que nada cobrasse às autoridades De um país que é como um avião que sem Alguém que o controle, Para que algo pior como a exploração De vidas carentes a quem dedica à vida para...
    ler mais...
  16. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Perfume Perfume de sua alma Que permeia minha alma, Invadindo o meu coração Que sem emoção Pela escassez de sentimentos, Chora compulsivamente por sentir A terrível e lastimável dor de amar Quem mais não existe embora a Minha alma enriquecido por seu resquício Mínimo de presença sempre viva Em meu cotidiano por ser somente das Lembranças boas com as quais quero ficar Até o dia de nos encontrar no reino do céu. Livre Livre sou para pensar No que há de sentir, Viver na vida e Pensando com a cabeça, Embora o coração interfira em Todos os meus pensamentos como Em um...
    ler mais...
  17. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Mário & Maria Mário, um rapaz galante de cabelos pretos e de olhos azul marinho, de pele negra. É brasileiro, mas naturalizado Iraquiano, é militar e lutou bravamente, como ainda continua lutando pelo seu país que atualmente vive numa guerra fria. Maria, já de idade avançada, embora continue a trabalhar como médica cardiologista e junto ao grupo conhecido como Médicos sem Fronteiras, continuou a trabalhar como voluntária por ter tanto amor à vida. Maria, acionada pelo Governo Federal do Brasil foi convocada a uma missão no Iraque para trabalhar prestando trabalhos comunitários aqueles que, por loucura ou por amor, decidem...
    ler mais...
  18. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    A Influenza dos Games Quando os meninos e uma minoria de meninas se fascinam ao jogar vídeo game em que sempre os preferidos são sempre os violentos, no entanto essa opinião não é igual a de quem joga e para entender a linha de raciocínio dessas duas lápides, mas como compreender um fato que se constrói acima de cada segundo a que vivemos considerando que esses jogos são contemplados de maneira que fosse à vida normal de quem se encontra em má condições a que o nosso destino nos coloca. Um exemplo claro disso seria dizer que alguém que seja, de preferência, chefe de família que para quem não sabe é aquela pessoa que...
    ler mais...
  19. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Lembranças Lembranças de uma noite Tão perfeita quanto ao perfume Delicado de uma rosa, Tão delicada Quanto ao coração que sem Parar bate, Tão iluminada Quanto a luz do sol e Das estrelas que nas noites De verão ilumina para preencher A imensidão que sem permissão Se perde em meu coração. Preciso Será que precisarei odiar alguém Para que eu possa ser amado por alguém Que não almeja mais que agora tenho, Sem que algo mais Seja necessário para a concretização De um amor que nada e Ninguém sente por apenas ser humano, Ou ser alienígena já que também...
    ler mais...
  20. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Tento Tento negar esse amor Que invade o meu coração Que sede ao seu calor pela Atração da metade florida Do interior de sua alma, Que junto ao brilho da estrela Faz irradiar em meu coração a luz do Sol que enfeita e glorifica essa tamanha E insana imensidão Com a loucura dessa paixão da qual Tento por não conseguir deixar Que o vento do temporal e A passagem das ondas o leve. De uma Mulher De uma mulher tento Me livrar do cheiro tão quão perfumado Quanto as rosas de um jardim Apenas regado com a paixão Que como fogo faz de meu coração Ser uma armadilha...
    ler mais...
  21. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    as de Hoje Consciência A consciência de quem trabalha Sem atrapalhar, Quem se conscientiza Conscientizando ao seu próximo O valor de uma incalculável vida Que como um livro que começa a ser Escrito à partir do primeiro momento Em que faz do sol de sua alma Ser o seu sorriso, Que nada mais espanta a tamanha E efêmera consciência de tanto amar [...] E tanto desprezar. O Desprezo O desprezo a que lhe concedo Com tanta e tamanha raiva Poderia ser o mesmo a que com Tanto amor, Fogo da paixão Concedia ao seu coração Que faz da ilusão, Ser o principio da...
    ler mais...
  22. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    São Tantos São tantos motivos Que me motiva de ir atrás de você Para ver a capacidade que alcanço ao Expor o mais angelical e puro sentimento Para purificar, Cicatrizar e curar Com o desejo de te ter em meus braços, Para uma vida e Tantos outros solenes Momentos para viver com você Que faz do sol em meu coração nunca se pôr, Dando lugar para escuridão E para a sárcastica depressão. Guarda-Me Guarda-me em seu coração Tão aprazível quanto os seus braços, Tão quão aconchegantes Quanto a cama em que deitamos Que é iluminada pela graça de seu tão Amável sorriso, Tão quão convidativo quanto A porta...
    ler mais...
  23. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Trocaria Trocaria um diamante, Uma vida que aqui é desfrutífura Para com você viver na impossibilidade De se saber o amanhã estando tão impossibilitado De com você viver uma vida encarregada Pela inatividade, Pela carência de um amor Que nada vale embora à vida de nossas almas Tudo vale mais do que qualquer diamante Que ao mesmo tempo que nos enriquece, Ela pode nos empobrecer De maneira inusitada de forma que não nos damos conta Como toda a história de amor venerável A que vivemos e Que por opção deixei de viver Devida a tamanhas circunstâncias de um amor eterno. Circunstâncias As circunstâncias que...
    ler mais...
  24. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    No Tempo No tempo te espero Perdido juntamemente na escuridão Que faz ser o tempo ser tão veloz Quanto a luz do sol Que faz em meu coração As aves cantar Para uma vez poder acordar De uma noite que nunca termina E que tanto provoca a confusão Na alma que chora de Um coração deprimido pela dor E tamanhas recaídas nas períspécias De uma lúdica ilusão. No Reflexo No reflexo da água do mar Vejo-a sorrir, Enquanto chora compulsivamente Por não ter Quem amar e Nem a quem dedicar a Sublime [...] Mas, Intolêrante depressão Que sem compaixão Faz de seu coração criadouro Da ilusão Que mesmo sem...
    ler mais...
  25. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Em um cenário triste, de muita chuva, o menino dormia sem deixar, sem querer de viver esta noite em que por uma infelicidade teve de viver, pois, em 1958, na capital da Turquia um sangrento e lamentável ataque terrorista ocorreu roubando a infância de um lindo bebê, a plenitude da criança que nada sabe em relação ao que se vê, que nada mais era do que um roubo, na mão grande, de seu maior tesouro que foi o desencarne de sua mãe solteira. Com a criança que, nem mesmo, sabia seu próprio nome, eles foram embora, mas não pense que tudo terminou assim, pois depois de dezessete anos, eles começaram a treiná-lo para que ele fosse...
    ler mais...
  26. Escrito por: Jhon Erik Voese
    Categoria: Literatura

    Confira abaixo uma lista dos 7 sonho mais malucos dentro de um cassino e divirta-se com as histórias mais improváveis. Sonho 1- O cassino das águas vivas. “Em uma noite dessas sonhei que estava arrasando na Roleta em um grande Cassino. Quando apostava no vermelho só dava vermelho, quando apostava no preto só dava preto. De repente estranhei quando o Dealer pediu que eu me aproximasse e mostrasse com o dedo na própria Roleta, o numero para a última aposta e quando eu encostei-me à mesma minha mão começou a doer como se estivesse queimando e a Roleta tinha virado uma água viva. Acordei e estava no meu escritório tinha dormido...
    ler mais...
  27. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Filmes (Versos) Livros E aí meus caros amigos. Vocês que amam os filmes de adrenalina capaz de arrepiar o último fio da espinha gostará No dia dezessete de março deste ano será lançado o filme "Visões do Passado" que contará a história de uma mulher que sonha em ser mãe, porém quando ela pensa que finalmente está realizando-o ao enxergar uma luz ao fim do túnel e essa luz parecia direcioná-la ao paraíso, onde ela poderia realizar o sonho, porém, de repente recebe a pior notícia de toda sua vida que foi a perda do bebê que esperava. Apartir deste lastimável acontecimento, ela procura um psicologo, pois havia se...
    ler mais...
  28. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Em uma manhã acinzentada a moça que dormia de conchinha com o marido, acorda com o barulho de dois tiros em um apartamento do mesmo andar que o dele. O marido da moça é policial e na noite passada ele havia atendido a uma ocorrência na favela do Ipiranga onde o chefe do tráfico foi baleado duas vezes: Uma no coração que batia apressadamente e outro que tenha sido direto na cabeça. Os dois tiros foram dados em um conflito entre bandidos e policiais. Os dois tiros que balearam o grande chefe do tráfico surgiram enquanto ocorria um conflito entre bandidos e policiais que se enfrentavam e os tiros foram disparados foram de duas...
    ler mais...
  29. Escrito por: Kaique Barros
    Categoria: Literatura

    Sem Identidade Numa madrugada fria e gelada Alecssandra que junto de seu marido dormiam juntos com os cachorros debaixo de um viaduto e somente deitavam em cima de umas caixas de papelão e sem se cobrirem com nada, um homem muito bem vestido de preto todo de preto e mascarado se aproxima bem devagar, e com uma arma ele atira em todos que ali se encontravam dormindo e sonhando com um futuro brilhante. Depois da crueldade sem tamanho, o rapaz entra em seu carro convercível preto e liga o som bem alto s vai embora, esquecendo-se que os estabelecimentos têm câmeras na frente de cada loja. Nesta mesma madrugada o homem vai para sua casa...
    ler mais...
  30. Escrito por: Meirilene Reis
    Categoria: Literatura

    Não é preciso ser um especialista para saber que, infelizmente, no Brasil poucas pessoas tem o hábito de ler. E pior as pessoas veem a leitura como um dom para poucos. E esta mentalidade atrapalha ainda mais. Como se já não bastasse a falta de incentivo do governo, das escolas, da família e aí vai. Enfim é uma questão cultural. Ler é uma conquista pra todos! E os leitores de plantão, sabem o quanto é prazeroso e acaba querendo dividir esta experiência com todo mundo. Eu não sou de me apegar muito a regras para leitura, até porque penso que ela é um ato livre, e quanto mais você o fizer de forma prazerosa, mais rápido se...
    ler mais...

    Pesquisar mais textos: