Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Beleza

Beleza

Categoria: Internet
Visitas: 4
Beleza

Beleza
Para o dia de hoje separei um tema mais delicado do que a própria religiosidade, já que não há formas de como tratar disso como a todos os cuidados que se haja com alguém já que o tema se trata da ligação entre você e Deus que pode caracterizar o tema que escolhi para esse dia que seria exatamente a beleza já que eu gosto de me vestir de tal maneira que nem sempre agradam as pessoas embora eu me sinta bem do jeito em que estou,

embora às vezes eu me sinta obrigado (ou pressionado) para que eu me adeque a sociedade devido a minha família que amo muito e nunca deixarei de amá-los, mas às vezes dá vontade de largar tudo e cair fora, mas que não chegue a esse tal ímpeto da minha parte eu acabo fazendo o que querem. Porém, às vezes da forma em que quero eu me sinta bem, mas não era o jeito que queria estar.

Quem não já passou por isso na vida?
Aposto que todos, não! Por isso que desde o início do ápice devido a esse problema deixei-me abater sempre em seu primeiro momento, mas nunca me despus a fazer o que querem ou fazer de uma conversa, uma briga, pois sabia que o que diziam era para o meu bem mesmo que não visse como tal porque sempre que quisessem alguma coisa na rua,

quem comprava era eu que teria sempre ir a tal lugar e comprar o que queriam era eu e dá forma que eu estava ou queria e a opinião das pessoas em relação há isso pouca me importa também porque acho que as pessoas tem o direito ao livre arbítrio para decidir isso também e não ir pela cabeça e ideias dos outros já que o que importa é o seu bem-estar contigo mesmo.

Porém, há momentos em que concordo e aceito a ajuda já que em determinados lugares e situações em que não caí bem o seu jeito já que pode fazer com que perca uma oportunidade e que, em situações como essa você estará sendo sempre avaliado, onde seria necessário a sua deixa de boa-impressão, pois isso pode influenciar em decisão como, em minha opinião sincera, não deveria já que, por exemplo, o fato de você residir numa favela não quer dizer que você é bandido;

o fato de você usar uma camiseta rosa não quer dizer que você, homem, seja homossexual já que isso poderia não interferir em seu trabalho, somente caso permitisse o que o fato daria de presente a você o desemprego, mas caso queira ter sucesso em seu emprego, não permita que isso venha a ser um empecilho em sua carreira profissional tornando toda a relação conjugal como algo pesado.


Kaique Barros

Título: Beleza

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 4

0 

Comentários - Beleza

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios