Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Eventos > O vinho do Dão

O vinho do Dão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Eventos
Visitas: 2
Comentários: 2
O vinho do Dão

O vinho do Dão, típico da região demarcada de vinhos, não licorosos de Portugal, tal como outras regiões vinícolas, passou por diversas fases ao longo da sua história.
Com efeito, trata-se já de uma história centenária , com coisas boas e outras menos.
Após uma relativa letargia comparativamente a outras regiões vitivinícolas portuguesas emergentes, o Dão tem conseguido reunir uma massa de empreendedores e profissionais e, ganhar dinâmica de inovação, desenvolvimento e mais qualidade.

Pouco a pouco, foi recuperando do tempo perdido, nesse passado não muito distante.
O seu desenvolvimento e progresso foi devido, essencialmente à reestruturação das suas vinhas e atualização tecnológica dos processos de vinificação.
Possuindo todas as condições necessárias e suficientes para a produção de vinhos de primeira grandeza, o Dão reafirma-se, hoje, através de castas emblemáticas, como a tinta Touriga Nacional, a branca Encruzado ou a Arca de Noé.

No que diz respeito à tinta Touriga, tem nesta região, o seu berço, de aroma intenso e elevada complexidade e, a branca Encruzado, tem um notável álcool acidez e mineralidade.
Quanto á Arca de Noé, é mais típica de solos de exceção, predominantemente graníticos, e clima propícios com larga amplitude térmica no período de maturação das uvas, cultura e paixão pela atividade.

Com efeito, a região do Dão, está protegida de ventos continentais, pelas cadeias montanhosas que a contornam, no planalto da Beira alta. assim, possui condições edafoclimáticas que se asseelham muito ao Norte de França, temperaturas frescas, invernos não muito rigorosos e verões quentes com noites frias, favorecendo a maturação e consequente riqueza de compostos fenolícos e aromáticos.

A sua qualidade é tão grande, que tem sido eco a críticas nacionais e internacinais, de grande elogio aos seus vinhos, pelo seu caráter, complexidade, elegância, equilíbrio, maturidade, potencial e de envelhecimento e combinação perfeita.

A gastronomia do Dão, é ,sem dúvida preconizada, como muito saborosa e um grande perfil qualitativo, que a leva à globalização.

Estas qualidades, são ainda, sempre aliadas a uma excelenyte qualidade e preço, reafurmando a realidade dos vinhos que não são caros e se podem guardar e apreciar por muitos anos.
Presentemente, o Dão, enfrenta o desafio da modernidade, sem perder a tradição nos mercados internos e externos.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O vinho do Dão

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

603 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-05-2014 às 16:51:18

    Adoraria apreciá-lo e adorei saber dessas informações. A Rua Direita agradece a sugestão.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    17-09-2012 às 16:02:37

    O vinho do Dão faz parte de uma região demarcada das vinhas do Alto Douro.Esta é sem dúvida uma das zonas vinícolas mais conhecidas e de boa qualidade em Portugal.Este vinho é muito apreciado por muitos, tanto de Portugal como do estrangeiro.

    ¬ Responder

Comentários - O vinho do Dão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios