Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Eventos > Bolo da noiva, um pormenor a ter em conta

Bolo da noiva, um pormenor a ter em conta

Categoria: Eventos
Visitas: 2
Comentários: 2
Bolo da noiva, um pormenor a ter em conta

O bolo de noiva, mais do que outros pormenores no casamento, assume uma importância especial, pois surge destacado num dos momentos «altos» da festa, em que os noivos, em conjunto, cortam a primeira fatia do bolo, oferecendo-se mutuamente um pedaço. Este ritual simboliza a primeira tarefa do casal em conjunto. Mas o bolo de noiva (assim chamado porque é a noiva a presença mais importante da festa) encerra muitos outros segredos e peculiaridades históricas.

Assim, fique sabendo que as suas origens remontam à época do Império Romano, em que, ao invés de um bolo, existia um «pão de casamento». O noivo cortava uma primeira fatia, que comia, na presença dos convidados e partia uma segunda fatia… na cabeça da noiva! Este ritual simbolizava o fim da virgindade da noiva e o domínio do homem sobre a mulher. Mais tarde, na Inglaterra da Idade Média, era costume os convidados trazerem bolos pequenos que juntavam num grande monte; os noivos tinham de, posteriormente, tentar beijar-se por cima dele, invocando a fertilidade futura. Foi aliás, a partir deste hábito que surgiu o bolo de noiva literalmente «construído» em andares, tal como o conhecemos hoje. Mais tarde, no século XVIII, adoptou-se a tradição de se guardar uma fatia do bolo do casamento que se punha debaixo da almofada da noiva, para que esta tivesse sonhos doces. Posteriormente, abandonou-se esta prática (que de prático não tinha nada) e substituiu-se a fatia por migalhas. Com o evoluir dos tempos, também se começou a dar maior atenção ao bolo, em termos de cor e de tamanho – quanto mais branca fosse a tonalidade da cobertura e quantos mais andares tivesse o bolo, mais endinheirada se revelava a família. De salientar que a brancura do bolo simboliza a virgindade e a pureza. Hoje em dia, costumes como guardar o último andar do bolo no congelador durante um ano ou mesmo esborrachar carinhosamente fatias de bolo na cara um do outro, são costumes que têm vindo a conquistar alguns adeptos.

De qualquer forma, saiba que pode optar por diversos recheios, formatos e coberturas: desde as nozes ao chocolate, passando pelo açúcar derretido até ao creme de manteiga e finalizando nos bolos tradicionalmente circulares com vários andares por cima até aos quadrados, a imitar caixinhas de presentes, a oferta é vasta e diversificada. Poderá colocar os costumeiros noivinhos no topo do bolo, optar por um bolo com grinaldas contendo flores verdadeiras que caem em cascata ao longo do mesmo, ou mesmo encomendar um bolo com sabores um pouco diferentes do habitual, como frutas diversas, cenoura ou queijo (!!).

Combine as características do bolo com o estilo da vossa festa, preocupe-se não só com o design do mesmo, mas também com a excelência da sua confecção e permita que os seus convidados guardem para sempre na memória aquele maravilhoso bolo de noiva.

Isabel Rodrigues

Título: Bolo da noiva, um pormenor a ter em conta

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 2

775 

Imagem por: Patricia Figueira

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-05-2014 às 21:02:23

    Muitas vezes, a preocupação é com o design, aquilo que está por fora do bolo e o mais importante que é o gosto, o sabor fica em segundo plano. A Rua Direita aconselha ver os dois, sem deixar um e nem outro de lado!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCândida

    02-09-2009 às 10:17:25

    Oi Isabel,

    O seu texto foi pouco claro..
    Será que pode indicar qual o bolo que está mais na moda? Os redondos estão ultrapassados já não se usa muito.

    Quanto ao recheio que aconselhas?

    ¬ Responder

Comentários - Bolo da noiva, um pormenor a ter em conta

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

10 motivos para você fazer um cruzeiro

Ler próximo texto...

Tema: Viagens
10 motivos para você fazer um cruzeiro\"Rua
Vai chegando o final do ano e começa a bater aquela vontade de viajar, de ir descansar longe da correria do dia-a-dia, sem se estressar, a dica é que não há nada mais prático e relaxante do que fazer um cruzeiro, sabe por quê?

1. Você pode contratar o serviço parcelado, em muitas agências de viagem; assim começa a pagar agora e provavelmente já estará mais da metade pago na ocasião da viagem;

2. Relaxar em lugar calmo, com todas as comodidades à bordo, garçons, camareiro, equipe de animação, entre outros;

3. Geralmente o pacote já vem com comida e bebida liberados, o que quer dizer que você se delicia e não se preocupa com quanto vai gastar e onde vai comer.

4. Como o navio atraca em vários portos, dá um tempinho para conhecer vários lugares bacanas e tirar muitas fotos nos pontos turísticos. Dependendo da parada, você até consegue alugar um kit de mergulho e dar uma olhada no fundo do mar.

5. A diversidade cultural costuma ser muita e você acaba conhecendo pessoas e costumes de outros países;

6. Para não ir achando que as horas à bordo do navio são entediantes, vale ressaltar que há inúmeras atividades fornecidas pela tripulação responsável, o que inclui brincadeiras, atividades físicas em grupo, dança, sorteios e muita música.

7. Para aqueles que apreciam jogos de azar, o navio tem um cassino que é um encanto mesmo para quem não joga.
8. Outra atração impressionante é a danceteria, aberta todas as noites, com músicas de variados estilos, e bebidas liberadas com o bar no mesmo ambiente;

9. Já se preferir lagartear ao sol dentro do navio costuma ter espaço para o banho de sol e com piscinas grandes e também jacúzis para você se sentir em um verdadeiro spa.

10. Não menos importante, os navios contam com um teatro que costuma impressionar os passageiros, com um elenco digno de grandes palcos, e histórias incríveis.


Então, se você ainda não teve essa incrível experiência, vale a pena se programar aí com a família, e aventurar no mar, colecionar um misto de emoções, lembrancinhas e milhares de fotos. Com certeza será uma experiência inesquecível e você vai acabar querendo fazer mais vezes!

Pesquisar mais textos:

Clarissa Reinoco Machado

Título:10 motivos para você fazer um cruzeiro

Autor:Clarissa Reinoco Machado(todos os textos)

Imagem por: Patricia Figueira

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios