Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Evangélicas > Vendo Deus Na Escuridão

Vendo Deus Na Escuridão

Categoria: Evangélicas
Vendo Deus Na Escuridão

É natural pensarmos que Deus não está presente em meio ao escuro que, muitas vezes, caminhamos em nossa vida. Mas é justamente ali que mais Ele está, apesar de tudo. Na escuridão, é difícil enxergá-lo, mas a fé deve ser colocada em prática nessa hora! Vamos entender melhor em como podemos estar vendo Deus na escuridão.

Por que será que durante o dia, quando estamos ativos e ocupados, os problemas não parecem tão graves? Mas, quando cai a noite e as luzes se apagam, os temores e as preocupações se avolumam?

Talvez seja porque esquecemos que servimos a um Deus que nunca dorme e é soberano sobre todos os afazeres, dia e noite. Quando falamos em soberania, o livro de Daniel é a melhor recomendação para explicar da melhor forma!

Vemos as múltiplas razões que ele e seus amigos tinham para louvar a Deus, cujo poder e autoridade absoluta sobre as situações os mantinham literalmente de pé à noite.

Se você está enfrentando situações que o fazem perder o sono, então, saiba que não está sozinho. Durante séculos o povo de Deus experimentou o que é chamado algumas vezes de “noites sombrias da alma”.

Console-se com o fato de que Deus usa essas ocasiões de trevas para nos ensinar lições preciosas que talvez jamais aprendêssemos na luz. O Senhor deseja ensinar-nos aspectos sobre a pessoa dele que só aprenderemos no escuro – quando nos agarramos fortemente a Ele, que nos dá toda a sua atenção.

Durante esses períodos, só perderemos se resistirmos a Ele e ao que nos está tentando ensinar. Deus deseja seus segredos conosco. “Revela coisas profundas e ocultas; conhece o que jaz nas trevas; e a luz habita com Ele” (Daniel 2:22).

Um dos maiores erros que podemos cometer é irar-nos com Deus pelo que nos acontece ou deixa de acontecer. “Ai daquele que contende com seu Criador” (Isaías 45:9). Em lugar disso, permita que Deus use esses momentos sombrios para lhe dar “os tesouros das trevas, riquezas armazenadas em locais secretos, para que você saiba que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que o convoca pelo nome” (Isaías 45:3).

Que venhamos a ver Deus em meio à escuridão em que passamos. Esses momentos nos servirão como um grande aprendizado. Que deixemos ser ensinados por Ele.


Adriana Santos

Título: Vendo Deus Na Escuridão

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Vendo Deus Na Escuridão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios