Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Evangélicas > Renda-se A Mim!

Renda-se A Mim!

Categoria: Evangélicas
Comentários: 1
Renda-se A Mim!

Por que algumas pessoas parecem nunca crescer no Senhor? Por que oscilam de uma calamidade para outra, sem jamais conseguir ultrapassar o nível da sobrevivência? Por que raramente, se é que isso chega a ocorrer, experimentam a alegria do Senhor? O progresso espiritual? Um relacionamento mais íntimo com Ele? A liberdade para agir na área de seus talentos? Por que não podem avançar para os propósitos e o destino que Deus tem para elas?

A resposta, creio, está na palavra “rendição”, ou “entrega”. Essas pessoas não se renderam completamente a Deus. Não tornaram Jesus Cristo o verdadeiro Senhor de sua vida.

Entregar tudo significa dispor-se a dizer: “ Senhor, o que quer que desejes que eu faça, farei. Concordo com qualquer coisa que me pedires, mesmo que isso importe em morrer para mim mesma e para meus anseios. Desistirei das coisas que minha carne deseja a fim de ter mais de ti em minha vida. Irei à igreja mesmo que tenha vontade de ficar em casa. Jejuarei quando sentir ímpetos de comer. Orarei quando preferiria ir para a cama. Lerei tua palavra quando desejaria ficar na internet. Ofertarei quando meu desejo seria gastar o dinheiro comigo. Louvarei e adorarei como minha primeira reação, e não como meu último recurso. Farei tudo que disseres para que possa agradar-te e receber tudo que tiveres para mim”.

Essa atitude de entrega significa colocar Deus em primeiro lugar e submeter-se a seu governo. Isso faz toda a diferença em nossa vida.

Jesus é Senhor, quer o declaremos quer não. Isso porque “Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai”(Fil. 2:9-11). Ele, porém, não é apenas Senhor do Universo, é também Senhor de nossa vida. O reconhecimento ou não desse fato determinará o sucesso e a qualidade de nossa vida.

Uma vida de entrega, governada inteiramente por Deus, é aquela que pode ser usada poderosamente para os propósitos de seu reino. Deus não quer apenas uma parte de você. Ele quer você por inteiro. Ore para que possa dar a Deus tudo o que Ele deseja.


Rafaela Coronel

Título: Renda-se A Mim!

Autor: Rafaela Coronel (todos os textos)

Visitas: 0

437 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Jorge Paulo do Nascimento MacedoJorge Paulo do Nascimento Macedo

    13-10-2014 às 01:51:05

    Também acredito nisso, isso fica independente de fanatismo ou coisa desse gênero, essa é a liberdade que nos garante a liberdade total. A nossa independência existencial ou que seja, o livre arbítrio, só existe de verdade quando podemos entregar nossa vida inteira nas mãos de Deus e isso só é possível através de esforços verdadeiros e determinados. Outra sim o livre arbítrio se perde quando se obedece a Deus, talvez por isso esteja escrito obedecer é melhor que sacrificar.
    No fim de tudo, isso que você falou não é sacrifício, mas sim algo necessária à felicidade eterna que estar na comunhão com Deus.

    ¬ Responder

Comentários - Renda-se A Mim!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios