Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Evangélicas > Lição de Vida de Josias - O presente de Natal de Andreia

Lição de Vida de Josias - O presente de Natal de Andreia

Categoria: Evangélicas
Lição de Vida de Josias - O presente de Natal de Andreia

Lição de Vida de Josias - O presente de Natal de Andreia

Este é o meu tesouro, eu falo que é um presente de Deus na minha vida, ele tem 5 aninhos. Vou te contar um pouquinho da minha vida. Tenho 38 anos. Casada há 22 anos. Uns 12 anos atrás, descobri que sou diabética e aí começaram a surgir alguns problemas de saúde.

Meu aniversário é no dia 9 de julho. Em 2008 comecei a me sentir mal, com dor nos seios e não conseguia mais dormir de bruços. Resolvi ir ao médico e ele fez um ultrassom.

— Parabéns, você está grávida!
Fiquei sem palavras e muito feliz.
— Quanto tempo tem o neném? — Perguntei.
— Aproximadamente cinco para seis meses.
Aí eu me assustei. Tanto tempo havia passado e eu nem tinha engordado, mas tudo bem.
Quando foi no dia primeiro de dezembro de 2008, fui à consulta e o médico me falou:
— Vamos fazer a cesariana amanhã.

Como sou diabética, tive que fazer, pois o líquido já estava na cor certa.
Fui para a mesa de cirurgia às 6h da tarde. Meu filho nasceu mais ou menos às 7h30min da noite. Esperávamos um bebê com 3,4 Kg. Ao contrário: ele pesava 5 Kg. Era muito lindo, mas depois o pediatra viu que ele não fazia cocô.

Moro em Mococa-SP. Tive alta, mas meu filho foi levado para Ribeirão Preto para ser examinado. Devido à cesariana não pude ir. Toda hora eu ligava para o meu marido para obter notícias. Às 9h da noite ele me ligou e só me falou que estava tudo bem. Então pensei: “ele vem embora trazendo meu bebé”. Mas aconteceu o oposto. No sábado fui visitá-lo.

Quando cheguei à UTI vi que ele tinha um buraquinho na barriga, um pouco acima do umbigo e um corte abaixo do mesmo. Aí o médico me explicou que um pedacinho do intestino dele era muito estreito por não ter se desenvolvido direito e que por isso ele havia feito uma colostomia. Meu filho ia fazer cocô pelo buraquinho na barriga. O doutor me falou que se não tivesse feito isto ele teria morrido, pois o intestino iria fazê-lo estourar.

Foi aí que começou o milagre de Deus em nossas vidas. Meu presente de Natal: ele teve alta no dia 19 de dezembro de 2008. Depois foi só confiar em Deus. Se o intestino dele se refizesse sozinho, era só fechar a colostomia. Do contrário, o médico teria que refazer o intestino dele.

Ficamos nas mãos de Deus e confiamos Nele. Em novembro de 2010, ganhei outro presente de Natal: fomos ao médico e ele perguntou ao meu marido se ele o autorizava a fazer um teste de fechar a colostomia. Meu marido disse que sim. O doutor, então, fechou a colostomia e ficamos três dias no hospital. Ele fez cocô normalmente, para honra e glória do Senhor JESUS.

"O nome dele é JOSIAS, que, na Bíblia Sagrada, significa “JESUS CURA”. E o mais interessante é que o pai dele escolheu este nome no dia primeiro de dezembro de 2008. Ele nasceu no dia dois de dezembro de 2008, por isso eu digo que ele é o meu presente de DEUS!" Palavras de Andreia Souza
Hoje, Josias já tem cinco anos de idade com muita saúde.

Autor Cicero Mattos


Cicero Jodecir Ferreira Matos

Título: Lição de Vida de Josias - O presente de Natal de Andreia

Autor: Cicero Jodecir Matos (todos os textos)

Visitas: 0

296 

Comentários - Lição de Vida de Josias - O presente de Natal de Andreia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios